Vice-presidente da Associação Fnaras usa recursos do sindicato para lazer, afirma Portal de notícia - Conexão Notícia

Header Ads


Vice-presidente da Associação Fnaras usa recursos do sindicato para lazer, afirma Portal de notícia

  3º vice-presidente da Fnaras, Lourisval Pereira (1º da dir. para esq.). Ao centro, Ronaldo Silva, diretor do SindAgente-AM e da Fnaras. —  Foto: Reprodução.

Vice-presidente da Associação Fnaras usa recursos do sindicato para lazer, afirma Portal de notícia
Publicado no Conexão Notícia em 28.junho.2021. 

Agentes de Saúde | Todos os dias há novidades envolvendo os sindicalistas da Associação Fnaras. Como se não bastasse as confusões que os diretores fazem em grupos de WhatsApp. E quando os fatos são publicados, diante da reação da categoria de agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias, tentam encobrir os erros usando a palavra Fake News (notícia falsa). Pior que não! Acreditam que podem iludir aqueles que pagam todas as dispensas dos referidos sindicalistas. 

Passeio com tudo pago  
Segundo informações do Portal do Generoso, o 3º vice-presidente da Associação Fnaras, Lourisval Pereira, na sexta-feira (25) viajou à Parintins com as despesas pagas pelo Sindicato dos Trabalhadores em Controle e Combate de Endemias no Estado do Amazonas (SindAgente-AM), entidade da qual o citado é presidente. 

Na matéria foi transcrita a fala do associado do sindicato, autor das informações:

“Nós pagamos anuidade para ele viajar as nossas custas?” reclamaram os agentes de endemias, registra o Portal.

O Portal do Generoso informou que entrou em contato para falar com o presidente Lourisval Pereira, sobre a denúncia, por meio do contato@sindagenteam.org, mas até o fechamento da matéria não obteve retorno. Assim como o portal deixou o espaço aberto para a manifestação sobre essa denuncia, também procedemos de tal forma. Clique aqui para confirmar conferir a matéria!

Entramos em contato diretamente com o sr. Lourisval Pereira,  visando saber diretamente dele se a matéria procedia. Ele nos respondeu o seguinte:

Chegamos hoje pela tarde de Parintins na quarta-feira já temos uma reunião com o nosso Jurídica para as tratativas de uma ação judicial sobre essa matéria.

O contato ocorreu hoje (28/06). Até o fechamento desta matéria, o sindicalista não fez qualquer posicionamento sobre o que foi publicado pelo Portal, além do que foi transcrito acima.


Parintins é um município no interior do estado do Amazonas. É a segunda cidade mais populosa do estado, conforme estimativas do IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2020. Localiza-se no extremo leste do estado, distante 372 quilômetros em linha reta da capital Manaus.

As Fake News da Associação Fnaras
O ACE  Ivando Antunes da Silva, responsável pelo departamento de notícia da Associação Fnaras é conhecido por publicar notícias falsas nas redes sociais. Recentemente ele criou uma notícia falsa (Fake News) para tentar criar uma cortina de fumaça sobre a notícia de que o texto da PEC 14, caso se torne lei, poderá causar demissões em massa. Ivando chamou de notícia falsa o vídeo em que a Dra. Elane Alves confirma que as demissões podem ocorrer. 

O ACE Ivando Antunes da Silva, criou uma associação para Agentes de Saúde e se consagrou presidente no Cartório.

Agora confira o vídeo em que a dra. Elane Alves confirma que as demissões em massa realmente podem acontecer, mesmo depois da aprovação da Proposta de Emenda a Constituição  - PEC 14.


A ostentação do presidente da AASA-Bahia, entidade é apontada como principal responsável pelo julgamento do Piso Nacional pelo STF.

    ACE fundador da lucrativa AASA-BA, ostenta nas redes sociais, revelando o lucrativo negócio da instituição com os Agentes de Saúde.  —  Foto/Reprodução.

Como é de conhecimento de todos os  Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, o Supremo Tribunal Federal (STF) irá decidir se o Piso Nacional é aplicável aos servidores dos estados, municípios e Distrito Federal, ou seja, a corte poderá derrubar o repassado que é feito aos agentes pelo FNS - Fundo Nacional de Saúde para pagamento dos agentes. Na prática, municípios e estados receberão, contudo, repassarão apenas uma parte com bem entender, caso o Supremo se posicione desfavoravelmente aos ACS/ACE. 

A situação dos agentes hoje
O risco da derrubada do Piso Salarial Nacional se tornou um dos principais tópicos nas redes sociais voltada à categoria.  Mas, o que motivou a situação que colocou os quase 380 mil agentes nessa situação? 
A verdade é que a AASA - Associação dos Agentes de Saúde do Estado da Bahia, entidade criada em 2017 pelo ACE Ivando Antunes, cometeu vários erros, segundo os esclarecimentos de lideranças e advogados que defendem as causas dos agentes em vários estados do país. Procedimentos equivocados, falta de experiência, ambição, ansiedade por dinheiro, fome por poder, afinal, o que pode ser apontado como erro fatal?

    Enquanto ele ostenta, as entidades representativas dos Agentes Comunitários e de Endemias de todo o Brasil tentam impedir que os erros da AASA-Bahia prejudiquem quase 380 mil agentes.  —  Foto/Reprodução.

Os erros da AASA-BA
AASA-BA é uma entidade que nasceu para gerar lucros ao fundador, criada em cartório no há somente quatro anos. O ACE Ivando, desejoso em ser presidente sindical e sem conseguir se eleger como sindicalista, por meio de processo democrático eleitoral, formou um grupo, foi ao cartório e se consagrou presidente. Criou a sua própria entidade representativa. Mesmo sendo ACE, ele criou uma Associação voltada aos Agentes de Saúde. Por qual motivo? Segundo ele, a categoria é a "galinha dos ovos de ouro." infelizmente muitas entidades no Brasil tem nascido dessa forma: pessoas que não conseguem se eleger em eleições de instituições devidamente qualificadas, organizam um grupo que possa ser dominado pelo mentor da ideia, vão ao cartório e criam uma associação. O resultado desse tipo de prática está aí, quase 380 mil ACS/ACE prejudicados. Estão angustiados, temerosos, desacreditados no sistema jurídico do país e com medo de perder o que já conquistaram. Agora, várias entidades precisam se unir para tentar impedir o pior: o fim do Piso Nacional.


Demissão em Massa: Diretora da Associação Fnaras usa rede social para defender prefeitos por demissões de ACS/ACE

Jussara, diretora da Associação Fnaras. A direita, foto usada pelas ACS's de Florianópolis, ameados de demissão, após 13 anos de serviços prestados ao município. —  Foto: Reprodução.

No último dia 23 junho, o JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil fez um alerta sobre os erros do texto da Proposta de Emenda à Constituição 14/2021, considerando que ela abre as portas para que prefeitos demitam agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias. A matéria teve grande repercussão nas redes sociais, quer no WhatsApp ou Facebook. 
A PEC 14 foi proposta pela Associação Fnaras, uma instituição formada de ex-diretores da CONACS e sindicalistas de mais ou menos 22 estados brasileiros.


CN - Conexão Notícia e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil 
Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsApp ou Telegram.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.