Header Ads


Governo Bolsonaro anuncia R$ 1 bilhão em crédito para ações de ajuda a Pernambuco

      Jair Bolsonaro vai a Pernambuco e sobrevoa áreas afetadas pelas chuvas.     —  Imagem/Reprodução/Anderson Riedel/PR.
 
Governo Bolsonaro anuncia R$ 1 bilhão em crédito para ações de ajuda a Pernambuco
Publicado no Conexão Notícia em  30.maio.2022.  Atualizado em 1º.junho.2022.        

Grupo no WhatsApp Caixa Econômica vai liberar FGTS em até cinco dias para pessoas dos municípios afetados pelas chuvas; beneficiários de programas de transferência de renda poderão receber os valores de forma facilitada.

O presidente Jair Bolsonaro (PL), ministros e o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, concederam uma entrevista coletiva nesta segunda-feira, 30, sobre as áreas afetadas pelas chuvas em Recife, no Estado de Pernambuco, após sobrevoarem parte das áreas atingidas na região metropolitana da capital pernambucana. Segundo o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, duas medidas provisórias foram assinadas pelo governo, liberando R$ 1 bilhão em crédito para ações de ajuda ao Estado.
-
-
Decretos de emergência
Os ministros do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, do Turismo, Carlos Brito, da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Cidadania, Ronaldo Bento, participaram ontem (29) de coletiva à imprensa na Base Aérea do Recife.


“Nas próximas horas, os municípios devem emitir os decretos de emergência para que possa ocorrer o reconhecimento federal de situação de emergência e a liberação de recursos para as primeiras ações de socorro”, informou Ferreira. "Vamos manter a Defesa Civil Nacional em Pernambuco, o tempo que for necessário, para auxiliar as autoridades locais nos próximos passos”, destacou Ferreira.

Etapas
No caso do Ministério do Desenvolvimento Regional, a liberação de recursos federais ocorre em três etapas: no primeiro momento, são liberados recursos para as ações de assistência humanitária, dando prioridade à compra de kits de higiene e limpeza, colchões, cestas básicas e alimentação para as equipes de resgate. Na segunda etapa, é elaborado um plano de trabalho para o restabelecimento de serviços essenciais, com limpeza urbana, religação de energia e abastecimento de água.
-
-
      Jair Bolsonaro vai a Pernambuco.     —  Imagem/Reprodução/Elizabeth Souza/DP.

A terceira etapa é quando o município solicita, até 90 dias depois do término das ocorrências, recursos para reconstrução de áreas e moradias comprovadamente destruídas pelo desastre.

O ministro Daniel Ferreira observou que a população pode adotar medidas de autoproteção. Ferreira ainda afirmou: “Logo que as chuvas começaram, o presidente assinou duas medidas provisórias, uma delas já foi aprovada no Congresso Nacional, abrindo R$ 1 bilhão de crédito extraordinário em favor do Ministério do Desenvolvimento Regional para ações de resposta e reconstrução. Resposta é o que a gente faz no primeiro momento, assistência humanitária, colchões, kits de higiene, cestas básicas, água, combustível e alimentação para equipe de resgate, isso faz parte das ações de resposta. Além disso, o reestabelecimento dos serviços essenciais, então, limpeza urbana, desobstrução de vias públicas, religação de energia, reparos para sistemas de abastecimento de água, também fazem parte dos R$ 500 milhões que a gente tem para ações de resposta. No momento posterior a gente parte para reconstrução de infraestruturas públicas destruídas e casas também parcialmente ou totalmente destruídas pelo desastre. Então, a gente também tem R$ 500 milhões para ações de reconstrução.”
-
-
Segundo o ministro, para ter acesso aos recursos é necessário que seja decretado situação de emergência ou calamidade pública pelas autoridades locais.


Já o presidente Bolsonaro, afirmou que tudo o que o governo federal puder fazer para transferir renda diretamente aos beneficiários, sem passar por prefeitos e governadores, será feito. “Daqui para frente, tudo o que nós pudermos fazer e entregar diretamente aos interessados, sem passar por governadores e prefeitos, nós faremos, porque entendemos que dessa forma, além de poupar trabalho para governadores e prefeitos, nós estaremos atendendo de fato os interessados na ponta da linha”, disse ele.

“Desde o início do incidente, como de praxe, as forças armadas foram as primeiras a se mobilizar, independente de qualquer solicitação, e também, imediatamente depois, os respectivos ministérios, MDR [Ministério do Desenvolvimento Regional], Cidadania, Justiça também e Saúde, aqui presentes (…) Tivemos problemas em Petrópolis, no sul da Bahia, mais ao norte de Minas, estive no passado no Acre também. Infelizmente, essas catástrofes acontecem”, comentou o presidente. “Estamos tristes, manifestando nossos votos de pesar aos familiares. Nosso objetivo maior é confortá-los e, por meios materiais também, atender a população”, completou.
-
-

CN - Conexão Notícia com informações da Agência Brasil e Jovem Pan.
 
O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Veja como doar aqui!



Músico de Marília Mendonça passa necessidade e fãs ajudam com vaquinha

      Luís conta que tocar com Marília Mendonça foi uma experiência única para ele.     —  Imagem/Reprodução/Arquivo pessoal.
 
Vivendo de freelancer em Goiânia, Goiás, o músico Luís Vagner da Silva, de 45 anos, lembra com muito carinho o tempo que tocou para dois grandes nomes da música sertaneja: Cristiano Araújo e Marília Mendonça. Leia a matéria completa, aqui!

-
ISTOÉ - Fake: a ONU jamais inocentou Lula. Aliás, nem mesmo o STF.

      Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.     —  Foto/Reprodução.
 
Luiz Inácio Lula da Silva, o meliante de São Bernardo, pode ser tudo, menos inocente. Ao contrário. Foi condenado duas vezes, e em duas instâncias diferentes, por corrupção e lavagem de dinheiro, e teve ambas as condenações ratificadas pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) e a prisão autorizada pelo próprio STF (Supremo Tribunal Federal).

LEIA TAMBÉM:
-
-
Tecnologia do Blogger.