Header Ads


+Irã liberta cristãos presos por sua fé

A comunidade cristã no Irã está em festa após a libertação definitiva do cristão Amim Khaki. Foto/Reprodução Portas Abertas.

Irã liberta cristãos presos por sua fé
Portas Abertas | 07/04/2020 - 12:00

País tem dezenas de líderes cristãos presos por se reunirem em casa para cultuar a Deus. Amin Khaki foi libertado após 3 anos de prisão

A comunidade cristã no Irã está em festa após a libertação definitiva de Amim Khaki. Desde o dia 2 de março, Amim já estava fora da prisão, sob fiança, devido a Covid-19.

“Ele estava em sua casa, quando recebeu uma ligação das autoridades iranianas dizendo que não precisava regressar à prisão, pois sua pena foi revogada e ele estava definitivamente livre”, conta um colaborador da Portas Abertas que atua no país.

Amim foi preso em 2017, junto com outros 4 cristãos, quando agentes da polícia iraniana invadiu sua casa em Rasht. Numa audiência, em março de 2019, ele foi condenado a catorze meses de prisão por “propaganda contra o regime e estabelecimento de igrejas domésticas”. Os outros cristãos, presos com ele, foram sentenciados a quatro meses de prisão por “propaganda contra o governo”. Eles foram libertados em outubro do mesmo ano, quando a sentença foi cumprida.

Amim seguiu preso até o março deste ano, quando pagou uma fiança de 50 milhões de tomans (cerca de 15 mil reais), pago em caução. Após sua libertação definitiva, ele espera reaver o caução que pagou na ocasião da Covid-19.

Em Destaque
Ataques na Páscoa: por que a data é tão letal para cristãos perseguidos?
Igrejas no Iraque suspenderam encontros por causa do coronavírus
Coronavírus não é plano de Deus e sim resultado do pecado humano, diz Graham
Norte-coreana se arrisca e viaja por muitas horas para ser batizada
Moradores fazem clamor diante de alagamentos, em Palmas
Igrejas cristãs voltam a ser incendiadas no Sudão do Sul
A Bíblia tem o poder de transformar uma nação”, diz fundador da JOCUM no The Send
Rapper escapa da morte após receber aviso de Deus: “Ele disse para eu me arrepender”

Outro cristão que também foi libertado definitivamente, após um período de liberação pelo Covid-19 e pagamento de caução foi Rokhsarem Ghanbari que também cumpria sentença por “propaganda contra o sistema”.

A comunidade cristã do Irã está muito feliz com a libertação destes dois irmãos, líderes de igrejas domésticas, mas ainda aguardam a libertação de outros tantos líderes presos por esses mesmos motivos.

Ore pelo Irã

Apesar de estarem em festa pela libertação de Roksharem e Amim, a família pede orações para que eles possam reaver as quantias pagas em caução para a libertação em decorrência do Covid-19.

Outra preocupação é que esses líderes possam restabelecer emocional e espiritualmente e retomar sua vida e atividades normais, que vinham fazendo antes de suas prisões.

Os outros cristãos, que continuam em prisões no Irã, estão expostos à infecção do Coronavírus. Ore para que eles sejam protegidos por Deus e possam testemunhar do amor e cuidado do Pai durante este tempo. Ore também para que, se for da vontade de Deus, que eles também sejam libertados.

O Irã é o 9º país na Lista Mundial da Perseguição 2020, que classifica os países que mais perseguem cristãos no mundo. O cristianismo no país é composto basicamente por igrejas domésticas e seus líderes são, em sua maioria, presos por motivos torpes, como propaganda contra o sistema ou estabelecimento de igrejas domésticas. Neste tempo de isolamento social em que vive o Irã, ore para que esses irmãos não desfaleçam em sua fé e permaneçam firmes em seguir a Jesus.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal que criamos para você no YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitterInstagram e o Grupos do WhatsApp

Assim acompanhará tudo de mais relevante do mundo cristão.



Fonte: 
Portas Abertas Conexão Notícia, Publicado em 08/04/2020.

Sugestão: 

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif






Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.