Redes Sociais

Header Ads

Alagoas: Lideranças se reúnem com vereadores para discutir 13° salário dos agentes de saúde

Nelson Cordeiro, diretor do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde de Alagoas (SINDACS-AL). —  Foto/Reprodução.

Alagoas: Lideranças se reúnem com vereadores para discutir 13° salário dos agentes de saúde 
Publicado no Conexão Notícia em 18.set.2020.   

Agentes de Saúde  O SINDACS-AL, representado pelo diretor Nelson Cordeiro, participou do encontro na tarde de quinta-feira (10), na Câmara de Vereadores.
  
Após a repercussão do ato promovido pelo Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Maceió, no dia 09 de setembro, para sensibilizar o prefeito Rui Palmeira e exigir a retomada do pagamento do 13° salário dos funcionários do município, os representantes sindicais que compõem o coletivo se reuniram com lideranças da Câmara de Vereadores na tarde de quinta-feira (10).

Representado pelo diretor Nelson Cordeiro, o Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde de Alagoas (SINDACS-AL) acompanhou a discussão mediada pelo vereador Zé Márcio. Na ocasião, os sindicatos que compõem o movimento unificado mobilizaram o conjunto de servidores para marcar presença no local e intensificar a reivindicação. 

Nelson Cordeiro usou a tribuna da Câmara para cobrar mais responsabilidade com relação à crise financeira em Maceió. Segundo ele, os servidores estão pagando o preço pelas ações do município, já que o poder público está há anos sem conceder reajuste e agora, em meio à pandemia, também deixou de implantar as progressões por titulo e mérito sob o argumento de queda na arrecadação. "Nos até reconhecemos que houve queda na receita, no entanto a Câmara não tem dado a sua contribuição para minimizar a crise", afirmou o diretor do SINDACS-AL, que ainda cobrou a devolução da sobra do duodécimo da casa como forma de contribuir com o período de crise.


Para ampliar a discursão sobre a reivindicação dos servidores, a mesa agendou uma nova reunião com os representantes sindicais para a próxima terça-feira (15) às 16h. O SINDACS-AL estará presente e convoca todos os agentes comunitários de saúde e de combate às endemias de Maceió para uma nova mobilização.

ENTENDA O CASO
 
Embasado na proposta de contenção de despezas estabelecida por conta da queda na arrecadação do município no período de pandemia da Covid-19, o prefeito Rui Palmeira suspendeu o pagamento do 13° salário dos servidores em março deste ano. A iniciativa tem prejudicado os trabalhadores que contam com essa renda, sobretudo no momento de crise financeira e de saúde pública que o mundo vem enfrentando.

O SINDACS-AL reforça que a suspensão do benefício é ilegal, pois o 13° salário está previsto na Lei Municipal N° 5.470 de 2005, além de ser um direito assegurado pela Constituição Federal.

SINDACS-AL





Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 



Postar um comentário

0 Comentários