Redes Sociais

Header Ads

Senadores registram o início da campanha Setembro Amarelo de prevenção ao suicídio

A campanha Setembro Amarelo teve início em 2015 em Brasília. É uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).  —  Foto/Reprodução.

Senadores registram o início da campanha Setembro Amarelo de prevenção ao suicídio
Publicado no Conexão Notícia em 06.set.2020.   

Brasília  Os senadores registraram na terça-feira (1) o início do Setembro Amarelo, campanha nacional de conscientização sobre a prevenção do suicídio. A escolha do mês é decorrente do Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, comemorado no dia 10. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) estima-se que 800 mil pessoas morrem por suicídio todos os anos no mundo, a cada 40 segundos. No Brasil são registrados anualmente 12 mil suicídios. Os atendimentos de urgência cresceram durante a pandemia.

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) solicitou que durante o mês de setembro o Congresso Nacional fique iluminado na cor amarelo para alertar a necessidade da prevenção ao suicídio. Em suas redes sociais, ele falou sobre algumas causas. 
“Segundo o Ministério da Saúde, mais de 96% dos casos de suicídio estão relacionados a transtornos mentais, depressão, transtorno bipolar e/ou abuso de substâncias como a maconha — números que colocam essa entre as três principais causas de morte de pessoas entre 15 e 29 anos no mundo. Não podemos fechar os olhos para essa grande pandemia mundial que é o suicídio! Conscientizemos”.
Girão também destacou a importância do Legislativo em ações para a prevenção ao suicídio.

— Muita gente sofrendo, ainda mais nesse período de incertezas, de problemas com relação a desemprego, saúde pública. Então iniciativas do Congresso, de audiências públicas, de ações nesse sentindo — nós temos projetos de lei também para fortalecer políticas públicas — são prioridade máxima, questão de humanidade — explicou em entrevista à Rádio Senado.

VEJA TAMBÉM:

O senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) relatou dificuldades que a crise econômica gerou na pandemia desencadeando na população uma série de problemas tanto na saúde física quanto mental. Para o senador Fabiano Contarato (Rede-ES) é importante ajudar as pessoas que pensam em tirar a própria vida. 
“Setembro é o mês da campanha de conscientização sobre a prevenção ao suicídio. Precisamos falar sobre o tema e, mais do que isso, ajudar quem precisa. A vida é nosso bem maior.”
Já o senador Elmano Férrer (Podemos-PI) divulgou o trabalho do Centro de Valorização da Vida (CVV) na prevenção do suicídio.

“O dia de hoje marca o início da Campanha Setembro Amarelo que tem como objetivo a conscientização sobre a prevenção do suicídio. O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional a todas as pessoas que querem ou precisam conversar”.

CVV
O Setembro Amarelo é uma iniciativa do CVV, do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psquiatria (ABP). O Centro de Valorização da Vida é responsável por oferecer apoio emocional e prevenção ao suicídio, atendendo gratuitamente e sob sigilo por telefone (188), chat e email.

Fonte: Agência Senado
Foto: Pedro França/Agência Senado

  

Postar um comentário

0 Comentários