Redes Sociais

Header Ads

+Japão pretende lançar 6G até 2030; 10 vezes mais veloz que 5G

Além do Japão, países como China, Coreia do Sul e Finlândia também começaram a investir pesado. Foto/Reprodução.

Japão pretende lançar 6G até 2030; 10 vezes mais veloz que 5G
Kris Gaiato via nexperts 

A quinta geração de internet móvel mal teve tempo para se espalhar pelo mundo e já se fala em 6G. Segundo o respeitado jornal japonês Nikkei Asian Review, diversos países estão se planejando para a introdução do 6G em seus territórios.

O Japão, que ainda pretende lançar o 5G após a primavera de 2020, já está se mobilizando para a introdução da sexta geração em 2030. Para isso, o Ministério de Assuntos Internos e Comunicações vai desenvolver uma pesquisa sobre a nova tecnologia com a colaboração da população nipônica.

Em junho, representantes da Toshiba e da NTT Docomo, principal empresa de telefonia do país, irão divulgar as estratégias de implementação da rede móvel. Dentre outras informações, estarão presentes as metas de desempenho e informações sobre políticas de suporte.

Veja também:
Dois novos documentários abordam problemas sociais da tecnologia
Mais de 40 países fecham fronteiras por causa do coronavírus
Crianças cristãs são espancadas por radicias hindus, na Índia: “Os queimaremos vivos”
Ministério Público quer Cr nomeação de antropólogo evangélico para cargo na Funai
Joyce Meyer encoraja cristãos a fazer do estudo da Bíblia uma “prioridade de vida”
Deus está constantemente comigo”, diz Demi Lovato sobre luta contra o vício
Cristãos têm culto interrompido e lutam pelo direito de se reunir novamente, na Indonésia 
Juristas evangélicos poderão ter mais voz na ONU em 2020 

O objetivo do Japão é alcançar velocidades até 10 vezes mais rápidas do que a quinta geração oferece. Utilizando ondas de rádio de alta frequência, o 6G japonês será capaz de carregar e transferir enormes quantidades de dados instantaneamente.

6G pelo mundo
O Japão não está sozinho nesse barco. Países como China, Coreia e Finlândia também começaram a investir pesado. Em novembro de 2019, o governo chinês divulgou o início das pesquisas sobre o 6G. No mesmo ano, Samsung e LG iniciaram os trabalhos na Coreia do Sul. Em terras finlandesas, universidades e instituições afiliadas ao governo também deram início a projetos sobre a tecnologia.

Mas em um contexto no qual países estão se planejando para a implementação da sexta geração da internet móvel, fica o questionamento se o Brasil realmente deveria ter adiado o lançamento do 5G para 2022.

Fonte:  
Kris Gaiato via nexperts  Conexão Notícia, Publicado em 17/03/2020.


Postar um comentário

0 Comentários