Redes Sociais

Header Ads

+Agentes de Saúde (ACS/ACE) reclamam da falta de condições de trabalho

Agentes comunitários e de Combate às Endemias são fundamentais à saúde do Brasil, contudo, estão sendo negligenciados. — Foto/Reprodução.  

Agentes de Saúde (ACS/ACE) reclamam da falta de condições de trabalho

Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias das mais diversas cidades do Brasil, tem reclamado sobre a falta de condições de trabalho. Na grande maioria dos casos, situações de extrema precariedade, a ponto de colocar em risco a própria saúde dos trabalhadores/as.

Um quadro dramático
A precariedade das condições de trabalho é um reflexo das negligências a que essas duas categorias são submetidas. Como é de conhecimento geral, há diversos direitos garantidos em leis federais, mas que não são cumpridos na esfera municipal e nem mesmo estadual. Recentemente o JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil, realizou uma pesquisa nacional para identificar a situação dos agentes (ACS e ACE) em todo o Brasil. Os resultados foram absurdos. Confirmou-se que 67% das duas categorias não possuem acesso a direitos básicos, em muitos casos, nem mesmo conhecem em sua plenitude quais são os seus direitos. De cada 10 ACS/ACE, em todo o Brasil, apenas 3 recebem o Piso Salarial Nacional. Uma situação caótica, que revela o elevadíssimo nível de precariedade e negligência, a que essas categorias são submetidas.

Denúncia que retrata a situação de trabalho dos ACS/ACE
Confira o vídeo de denúncia realizada contra a situação dos Agentes Comunitários de Saúde de São Paulo.  Analisem como a categoria é exposta a elemento nocivos a própria saúde. 


Fonte:  Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil, Publicado em 29/03/2020.


Postar um comentário

0 Comentários