Redes Sociais

Header Ads

Inglaterra substitui o slogan “fique em casa” por “fique alerta”

  Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson.  —  Foto/Reprodução Getty Images.


Inglaterra substitui o slogan “fique em casa” por “fique alerta”
Fonte: ESTADÃO/Associated Press —  Publicado no CN - Conexão Notícia em 11.maio.2020.   

O governo britânico substituiu o slogan contra o novo coronavírus de "fique em casa" para "fique alerta", antes de um discurso neste domingo no qual o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, deve estabelecer as etapas para levantar o bloqueio do país. "Todos têm um papel a desempenhar ajudando a controlar o vírus, mantendo-se alertas e seguindo as regras", disse Johnson, em mensagem em sua conta no Twitter. "É assim que podemos continuar a salvar vidas à medida que começamos a nos recuperar do coronavírus."

O lockdown no Reino Unido, que começou em 23 de março, reduziu a transmissão do vírus, mas o número diário de mortes no país permanece alto, e, como resultado, a expectativa é de que a maioria das restrições permaneça. Após uma semana de mensagens contraditórias que começaram com Johnson indicando que haverá mudanças no bloqueio a partir de segunda-feira, o governo procurou reduzir especulações de uma grande flexibilização. O Reino Unido registrou a maioria das mortes relacionadas ao novo coronavírus na Europa, 31.662, e ainda tem um número alto de infecções.

Espera-se que Johnson anuncie mudanças modestas em seu pronunciamento pré-gravado na TV, incluindo colocar em quarentena por 14 dias qualquer pessoa que voe para o país, exceto vindo da Irlanda, em meio a crescentes evidências de que os britânicos estão cada vez mais desprezando a mensagem "fique em casa". A polícia britânica alertou no sábado que está "travando uma batalha perdida" neste fronte.

Veja também:
Partidos já vão atrás de Moro por 2022
Moraes mantém suspensão da nomeação de Ramagem para chefia da PF
Americanos são acusados de terrorismo na Venezuela por tentativa de invasão
STF e Congresso decretam luto oficial por vítimas do coronavírus no Brasil
+‘Milhões já sentem como é viver na Venezuela’, diz Bolsonaro
Agentes de endemias na linha de frente do COVID-19
Justiça determina nomeação de aprovados em concurso para Agente de Saúde em Natal
Rússia supera 200.000 casos de infecção por coronavírus
Veja as cidades que não têm nenhum caso confirmado de Covid-19 no ES 
Médico contesta eficiência do isolamento em ato público e é contestado pela Ufes 
População passa fome, mas prefeituras não dialogam, denunciam entidades
Procuradores do Mato Grosso ganham R$ 1.000 em “bônus covid.”  

Antes de seu discurso, Johnson aprofundou o significado do novo slogan "fique alerta" para dizer ao público para "ficar em casa o máximo possível", manter dois metros de distância ao sair e limitar contatos com outras pessoas. O secretário de Comunidades, Robert Jenrick, disse que uma mensagem mais ampla é necessária na medida em que o governo tenta reiniciar a economia. "Deveríamos ficar em casa o máximo possível, mas, quando vamos trabalhar e continuar com nossos negócios, precisamos permanecer vigilantes, precisamos ficar alertas", afirmou à Sky News.

Os líderes da Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, Nicola Sturgeon, Mark Drakeford e Arlene Foster, disseram que manteriam a mensagem de "fique em casa".

Outras mudanças modestas no bloqueio são esperadas, incluindo a permissão para pessoas se exercitarem mais de uma vez por dia e para reabertura dos centros de jardinagem. Novos conselhos sobre coberturas faciais e aumento das multas por violar as regras de bloqueio também são esperados.  


Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 






Postar um comentário

0 Comentários