Redes Sociais

Header Ads

Moraes mantém suspensão da nomeação de Ramagem para chefia da PF

  Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).  —  Foto/Reprodução.


Moraes mantém suspensão da nomeação de Ramagem para chefia da PF
Fonte: Renova Mídia, Tarciso Morais —  Publicado no CN - Conexão Notícia em 10.maio.2020.   

A Advocacia-Geral da União (AGU) havia pedido reconsideração da suspensão. Moraes negou a requisição.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, manteve, na sexta-feira (8), a suspensão do decreto de nomeação e a posse do delegado Alexandre Ramagem como novo diretor-geral da Polícia Federal (PF). 

Em sua decisão, Moraes entendeu que a ação perdeu objeto, ou seja, não pode mais ser analisada. 

Veja também:
Americanos são acusados de terrorismo na Venezuela por tentativa de invasão
STF e Congresso decretam luto oficial por vítimas do coronavírus no Brasil
+‘Milhões já sentem como é viver na Venezuela’, diz Bolsonaro
Agentes de endemias na linha de frente do COVID-19
Justiça determina nomeação de aprovados em concurso para Agente de Saúde em Natal
Rússia supera 200.000 casos de infecção por coronavírus
Veja as cidades que não têm nenhum caso confirmado de Covid-19 no ES 
Médico contesta eficiência do isolamento em ato público e é contestado pela Ufes 
Covid: Curados que testaram positivo não se reinfectaram
Enfermeira que teve Covid-19 recebe homenagem de colegas de profissão

O fato ocorreu porque, após a liminar do ministro, a Presidência da República retirou a nomeação de Ramagem, que voltou a comandar a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), e nomeou como novo diretor-geral da PF, Rolando de Souza. 

Dessa forma, o ato de nomeação de Ramagem não existe mais no ordenamento jurídico, destaca a agência EBC.

Ao suspender a nomeação, Moraes atendeu a um pedido feito pelo PDT por meio de um mandado de segurança.


Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 






Postar um comentário

0 Comentários