Redes Sociais

Header Ads

Menina de 10 anos engravidada pelo tio, se recupera bem, após procedimento de remoção do bebê

 O tio da garota tem 33 anos e foi indiciado por estupro de vulnerável.  —  Foto/Reprodução/Getty Images.

Menina de 10 anos engravidada pelo tio, se recupera bem, após procedimento de remoção do bebê
Publicado no Conexão Notícia em 17.ago.2020.  

Brasil Terminou há pouco o procedimento de interrupção da gravidez da menina de 10 anos que estava grávida após ser estuprada pelo tio.

Os abusos aconteciam desde os 6 anos de idade. Ela precisou viajar do Espírito Santo para Pernambuco para realizar o aborto.

Em nota à imprensa, o Centro Integrado Amaury de Medeiros da Universidade de Pernambuco (Cisam/UPE) informou que “o procedimento foi realizado e a paciente segue estável”.

Na sexta-feira (14), houve decisão judicial autorizando a realização do procedimento após “manifestação da vontade da criança e da família”.

Em que pese a menina tenha sido vítima de estupro e correr risco de morte, dois casos em que o Código Penal brasileiro autoriza o aborto, o hospital de referência de Vitória/ES alegou questões técnicas para não fazer o procedimento. O motivo impeditivo seria o avanço da gestação, uma vez que ela já estaria com mais de 5 meses de gravidez.

Após isso, com apoio da Promotoria da Infância e da Juventude de São Mateus e da Secretaria Estadual de Saúde, houve a transferência para Recife/PE.

Em companhia da avó e uma assistente social, a garota foi levada para o hospital de referência da capital pernambucana.

O PROCEDIMENTO

Para realização do aborto foi dada uma injeção para morte do feto, depois estimulação medicamentosa para a expulsão, que levou cerca de seis horas.

Após isso, foi feita uma curetagem na criança. A menina estava com 22 semanas de gestação e quadro de diabetes gestacional.

FORAGIDO

O tio da garota tem 33 anos e foi indiciado por estupro de vulnerável e ameaça, mas segue foragido. O criminoso não teve a identidade revelada.

Fonte: Conexão Política, Marcos Rocha 


Postar um comentário

0 Comentários