Redes Sociais

Header Ads

CONACS economizará R$ 330 da categoria, se adotar o modelo interativo de Congresso

Ilda Angelica Correia, diretora da Confederação Nacional das Associações dos Agentes Comunitários de Saúde.  —  Foto/Reprodução.

CONACS economizará R$ 330 da categoria, se adotar o modelo interativo de Congresso
Publicado no Conexão Notícia em 04.set.2020.  

Agentes de Saúde | Em virtude da Pandemia da Covid-19 a atual direção da CONACS - Confederação das Associações dos Agentes Comunitários de Saúde teve que adiar o seu Congresso e Eleições de sua diretoria.  O Congresso estava agendado para os dias 02 a 04 de abril desse ano, em Caucaia/Ceará. Ao custo de R$ 1.100,00 (mil e cem reais), sendo pago até o dia 19/03. Passando a R$ 1.430,00, a partir do dia 20/03. A direção da confederação estimava que haveria a participação de 300 congressistas, portanto, o custo mínimo ficaria em R$ 330 mil (trezentos e trinta mil reais), podendo chegar a R$ 429 mil (quatrocentos e vinte e nove mil reais), levando em conta a estimativa dos 300 participantes e os valores informados pela direção da instituição.


Publicação do VIII Congresso da CONACS, antes da Pandemia da Covid-19.  —  Foto/Reprodução.

No inicio desse ano, houve um grande levante nacional da categoria nas redes sociais, questionando os elevados valores, que teria que arcar com o evento (Congresso). A situação gerou bastante desconforto e, após a coordenadora da Comissão da Federalização e CPI da Saúde nos Municípios, Cláudia Almeida, questionar os valores, que classificou como 'absurdos e desnecessários,' além de ameaçar abrir um processo impugnando a votação, a diretora presidente da CONACS, Ilda Angélica Correia, reagiu,  afirmando que "devia satisfações as lideranças dos sindicatos e federações filiados à Confederação." A sua fala da diretora presidente deixava claro: "não devia satisfação aos ACS's e ACE's das bases, que questionava o valor do Congresso," que estava sendo mais caro do que um Congresso Internacional de Medicina.

CONACS mais forte, quando defende os interesses da categoria
A questão não é apoiar ou não a CONACS, contudo, as pessoas que estão como diretores não podem usar a instituição conforme os seus interesses. O interesse defendido precisa ser dos ACS/ACE, que a diretoria discursa defender. Só que a prática está provando que os interesses defendidos são exclusivos de um grupo privilegiado.

Cláudia Almeida, coordenadora da Comissão da Federalização e CPI da Saúde nos Municípios.  —  Foto/Reprodução.

Quem financia os participantes do congresso?
O questionamento que os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias, dos mais diversos estados brasileiros possuía fundamentação, já que 'as lideranças são financiadas com o patrimônio financeiro dessas categorias,' defendeu Cláudia Almeida.

VEJA TAMBÉM:
Ceará: Lideranças dos ACS/ACE participaram de agenda sobre mudança de vínculo 
MP multa agente de saúde e mais 10 pessoas que furaram isolamento da Covid-1
Agente de saúde consegue na Justiça a insalubridade retirado pela Prefeitura
Proposta cria programa de financiamento privado a pesquisas voltadas ao SUS
MG - INSEGURANÇA: Agentes comunitários pedem equipamentos mais adequados
Servidor público que receber auxílio emergencial sem ter direito pode perder o cargo
Tocantins oferta curso aos agentes comunitários de saúde para enfrentamento da Covid
Ministério Público firma termo de ajustamento com agentes comunitários de saúde
PE: Sindicalistas destacam aposentadoria especial em live
BAHIA: Prazo para recadastramento no SUS é prorrogado até 30 de setembro
CONACS faz a 1ª reunião de diretores e lideranças filiadas do ano em plataforma virtual 

Não podemos ser egoístas
Atualmente mais de 222 mil ACS/ACE estão gemendo em seus municípios, sem a garantia de direitos fundamentais. Piso Nacional, efetivação, insalubridade, PMAQ, PQA-VS, Incentivo Adicional, Adenização por despesas de locomoção, ajuda de campo, auxílio alimentação, Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos etc., Benefícios que se tornaram privilégios de poucos, quando deveria ser para todos. 

Avanços

Estamos há 13 anos sem avanços reais, desde 2018 que não temos uma só pauta que beneficie a categoria aprovada. A atual direção da Confederação está há 3 anos sem produzir resultados, ainda que não saia do papel, exatamente como tem ocorrido nesses 13 anos.  

A armadilha do Piso Nacional
Entre 2014 e 2021, decorrerão 7 anos, contudo, os ACS/ACE de todo o Brasil estão recebendo apenas um reajuste de R$ 1.550,00 (mil quinhentos e cinquenta reais) mensais, dividido em três parcelas. Sem falar que apenas uma pequena parte dessas categorias estão tendo esse direito, os demais não conseguiram ter acesso a esses valores.

Todos juntos pelo mesmo objetivo
O debate agora fica por volta da utilização dos meios alternativos (para que seja evitada uma despesas que ficaria entre R$ 330 mil e R$ 429 mil), sendo custeado pelas duas categoria, que em sua grande maioria é assalariada. São mais de 222 mil ACS/ACE que nem mesmo tem direitos fundamentais garantidos. Para se ter ideia, em pesquisa recente, realizada pelo JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil, apenas três, em cada dez ACS/ACE recebiam o Piso Salarial Nacional.

Retomada da pauta do Congresso
A retomada da pauta ocorreu no último dia 31 de julho, quando os meios alternativos para reunião foram adotados. Segundo informações publicadas pela direção da entidade, representantes de 14 estados participaram, além dos diretores e conselheiros estiveram presentes, somando pouco mais de 70 participantes.

Quando será o Congresso da CONACS
Ilda Angélica afirmou que o Congresso "deverá acontecer ainda em 2020, para que sejam finalizados os processos de eleição e prestação de contas da entidade, afirmando ainda que mesmo em tempos de dificuldades quanto ao distanciamento social a Confederação das Associações dos Agentes Comunitários de Saúde mantém seu compromisso de representar e defender seus liderados em todas e quaisquer circunstâncias, seja na presença ou na ausência, em juízo ou fora dele, garantindo que suas demandas e suas reivindicações sejam ouvidas e debatidas em todos os espaços e ambientes favoráveis.'

JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil



Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 



Postar um comentário

0 Comentários