Redes Sociais

Header Ads

A verdadeira história do Halloween - O cristão pode comemorar o Dia Das Bruxas?

 O Dia das Bruxas é uma das datas mais importantes para os adeptos da igreja satânica..  —  Foto/Reprodução.

A verdadeira história do Halloween - O cristão pode comemorar o Dia Das Bruxas?
Publicado no Conexão Notícia em 31.out.2020.  

Mundo Cristão Conheça a história do Halloween (Dia das Bruxas) que é muito celebrado nos Estados Unidos, mas que está se tornando cada vez mais popular no Brasil. Será que o cristão pode participar do Halloween? A Bíblia nos alerta sobre este tipo de festa? Assista e compartilhe.

Todos os anos, no último dia do mês de outubro, crianças de vários países se vestem com fantasias para pedirem doces nas casas. E o Halloween, também conhecido como Dia das Bruxas, tem se tornado cada vez mais popular no Brasil. Mas será que o cristão pode participar desta festa? De forma alguma! Por quê? Porque essa comemoração tem uma origem macabra (como você verá neste vídeo), e foi feita para adorar Samhaim, o senhor da morte.

Na verdade, o Dia das Bruxas é uma das datas mais importantes para os adeptos da igreja satânica. Muitos bruxos, satanistas e adoradores do diabo se preparam, durante todo o ano para este dia. Além de ser considerado por eles, o aniversário de Satanás, é o dia ideal para fazer sacrifícios humanos e pactos satânicos.


Infelizmente, o inimigo tem cegado muitos cristãos, apresentando o Dia das Bruxas como algo divertido e sem nenhuma maldade. Eles pensam que “não tem nada demais” participar desta festa, já que suas intenções são boas. Mas a Bíblia diz que devemos tomar muito cuidado, pois nem tudo que é legal e prazeroso vem de Deus. Veja o que está escrito: 

“Sejam sóbrios e vigiem. O diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar.” (1 Pedro 5:8)

E você pode estar se perguntando: “Como surgiu o Halloween?”, “O que há de errado com esta festa?”. Pois bem, o Halloween surgiu no século 5 antes de Cristo, com um povo chamado Celta que habitavam nos países da Irlanda, Inglaterra e França. Na época, o verão terminava oficialmente no dia 31 de Outubro. E da noite do dia 31 para o 1° de Novembro era celebrado o ano novo daquele povo, o qual também era chamado de “feriado do senhor da morte”.

Os Celtas consideravam a data 1° de Novembro, o dia da morte, porque as folhas das árvores já estavam caindo, a noite chegava mais rápido e a temperatura caía; ou seja, para eles, essa época era outono. Eles acreditavam que o deus sol estava perdendo suas forças por causa do senhor da morte.

Além disso, acreditavam que no dia 31 de Outubro, o senhor da morte ajuntava os espíritos de todas as pessoas que haviam morrido no ano anterior, pois eles tinham ficado presos, vagando entre a terra e a lua por causa de seus atos maus e não tinham a chance de irem para o paraíso. Então, na noite do banquete do dia 31, esses espíritos teriam a permissão de voltar para as suas casas e para tentar possuir os corpos das pessoas que ainda viviam, porque, segundo eles, essa seria a única esperança para os espíritos depois da morte.

E como as pessoas não queriam ser possuídas por espíritos maus, elas tomavam algumas precauções para se protegerem, como, por exemplo, fazer sacrifícios humanos e de animais como oferendas para que o senhor da morte se acalmasse e não permitisse que os espíritos possuíssem ou machucassem alguém. Além disso, as pessoas apagavam o fogo de suas casas para torná-las frias e indesejáveis. Depois, faziam lanternas com carcaças de abóboras e se vestiam com fantasias macabras e faziam muita bagunça pelas casas da vizinhança para espantar os espíritos que vagavam.  

Deu pra entender a semelhança com as comemorações do Halloween do passado com as de hoje? Assim como o povo celta, as pessoas iluminam as abóboras para enfeitarem suas casas e as crianças usam máscaras e fantasias para saírem pelas ruas, de porta em porta, dizendo, “doces ou travessuras”. E hoje, o Halloween é tão famoso que só perde para o Natal em questão de entretenimento, fazendo com que o mercado seduza as pessoas e fature bilhões todos os anos com filmes de terror, fantasias, decoração, e outras coisas.

Então, se você é pai ou mãe, não permita que o seu filho participe das festas de Halloween que as escolas costumam realizar. Eu sei que a maioria das pessoas não tem ideia do que significa esta festa, mas nós, cristãos, devemos ter uma conduta diferente, principalmente quando conhecemos a verdade escondida por trás do Dia das Bruxas. Se verdadeiramente queremos glorificar a Deus, como é que podemos participar de uma festa que exalta a Satanás? A Bíblia diz:

Chegou a hora de vocês despertarem do sono, porque agora a nossa salvação está mais próxima do que quando cremos. A noite está quase acabando; o dia logo vem. Portanto, deixemos de lado as obras das trevas e vistamo-nos a armadura da luz” (Romanos 13:11,12).

Autor: Pr. Antônio Júnior

Conteúdo relacionado:
Porta dos Fundos volta a zombar da fé cristã em especial de Natal
O filme "Elo de Amor" conscientiza a sociedade sobre o autismo
AD: Morre pastor Antonio de Jesus Dias, um dos primeiros líderes da UMADEGO
Esposa e igreja do “Pantera Negra” receberão fortuna avaliada em R$ 109,6 milhões
Brasil lidera na distribuição de Bíblias em formato digital, diz relatório global
Cúpula da ONU discutirá governança mundial pós-pandemia
Resultado de um processo histórico, a intolerância religiosa se reflete em perseguição 
A perseguição aos cristãos na Malásia
Homem ressuscita na Etiópia após oração e 25 testemunhas aceitam Jesus
Famílias protestantes do México são forçadas a escolher entre serviços básicos e fé
+`Jesus me curou´, diz menina de 5 anos antes de exame indicar regeneração do cérebro
Pastor que salvou mais de 1.500 bebês quer construir aldeia para mães criarem os filhos
Vila onde Jesus alimentou 5.000 pessoas é descoberta perto do Mar da Galileia
Sinédrio judeu quer tocar o shofar no Monte do Templo após quase 2 mil anos
Prefeito consagra cidade a Jesus durante encontro de oração, nos EUA.
O CRIME E A QUEDA - Flordelis: uma tragédia brasileira 
China endossa cloroquina contra Covid-19; deputado lamenta ‘vidas perdidas...
Filial da IEADPE em em Caruaru (PE) realiza Reunião Geral de Obreiros
Confira o maravilhoso álbum de fotos de Cláudia Canção e a sua filha Maria Júlia 
Dupla Canção & Louvor: Cláudia Canção celebra o nascimento de sua 1ª filha

Postar um comentário

0 Comentários