Redes Sociais

Header Ads

Heróis esquecidos: ACS's e ACE's são peças fundamentais no combate ao Coronavírus

 Agentes comunitários da Prefeitura de Ipirá (BA) no combate ao Covid-19. —  Foto/Reprodução.


Heróis esquecidos: ACS's e ACE's são peças fundamentais no combate ao Coronavírus.
Fonte:   Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil —  Publicado no CN - Conexão Notícia em 14.maio.2020.   

Coronavírus - As  principais categorias responsáveis pela grande revolução no Sistema de Saúde Pública Brasileiro, de forma lamentável, estão sendo tratadas como se não existissem, exceto no momento de contabilizar o total de vítimas da Covid-19

O que pode parecer um filme de terror, uma ficção científica, na verdade, faz parte da vida real de pouco menos de 400 mil agentes comunitários de saúde (ACS's) e agentes de combate as endemias (ACE's).

AACERGS reage contra postura omissa da mídia nacional contra os ACS/ACE

São categoria que frequentemente são exploradas por maus gestores (prefeitos e secretários de saúde, enfraquecida com essa exploração que deixa um rastro covarde, ou seja, de cada 10 ACS/ACE, apenas 3 tem acesso ao Piso Nacional Salarial, que é de R$ 1.400,00 (hum mil e quatrocentos reais). Um valor muito baixo, se equiparada às perdas que tiveram, durante quase 5 anos. No caso de Salvador (que o salário base é de R$ 877), capital da Bahia, no próximo mês fará 5 anos completos de congelamento do salário. Lamentavelmente, essa cidade não é um caso a parte. Ela faz parte de uma triste realidade, que envolve muitos outros municípios. 

O Brasil possui uma média de 350 mil agentes de saúde (ACS/ACE). —  Foto/Reprodução.

"Os agentes invisíveis"
Nessa luta contra essa pandemia, os ACS's e ACE's representam a  linha de frente. Enquanto os demais profissionais estão na retaguarda, nos hospitais, recebendo os infectados da Covid-19, os agentes estão atuando na prevenção, direto nas comunidades.

São esses agentes de saúde que estão diariamente nas residencias dos moradores, e geralmente são eles quem identificam os primeiros sintomas de infecção por coronavírus, e encaminham às unidades de saúde.

Fugindo de suas atribuições, inclusive, com registro de atropelamento e ferimento a bala, os agentes também estão presentes nas chamadas "Barreiras Sanitárias," em diversas cidades.  Além do enfrentamento do vírus, se deparam com a violência das referidas barreiras.   

Veja também:
Auxílio Emergencial: Líder do Governo avisa sobre a possibilidade de prorrogação
STF dá 48 horas para que Moro, PGR e AGU se manifestem sobre sigilo do vídeo
Pernambuco: Área da saúde lidera nas denúncias de trabalho no MPT-PE
Câmara aprova destinar R$ 9 bi de fundo extinto para o combate à Covid-19
PE restringe circulação de pessoas e implanta rodízio de veículos em 5 cidades
Senadores querem pensão especial para profissionais que atuam contra covid-19
COVARDIA: Agente de saúde é derrubada da moto, agredida e ameaçada 
Em depoimento, Valeixo diz que Bolsonaro nunca pediu acesso a investigações
Agente de saúde de Lambari contraiu covid-19 e contaminou 8 pessoas Publicado
MPF pede que YouTube remova vídeos do "Apóstolo" Valdemiro Santiago 
COVID-19 chegou ao Brasil em janeiro, diz Fiocruz

As grandes mídias não podem esquecer
Quando houver reconhecimento aos profissionais que estão na frente dessa grande batalha, além dos médicos profissionais de enfermagem, os agentes comunitários e de combate as endemias, também integram essa força tarefa de luta contra a Covid-19.

Além dos profissionais da saúde
Há também os policiais, guardas municipais, profissionais de cozinha e da limpeza, os caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte público de passageiros, entre outros que continuam a trabalhar, mesmo durante o período de isolamento social.

A sociedade brasileira reconhece o trabalho desses profissionais e ora para que tenham sucesso nessa luta diária.


Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 






Postar um comentário

0 Comentários