Redes Sociais

Header Ads

Idosa de 96 anos se recupera do coronavírus após ter 50% do pulmão comprometido

 Após ter alta hospitalar, Jandira Picanço Furtado recebeu carinho da equipe de saúde. —  Foto/Reprodução.  


Idosa de 96 anos se recupera do coronavírus após ter 50% do pulmão comprometido
Fonte:   Com informações do G1 —  Publicado no  CN em 04.jun.2020.  


Agentes de Saúde - Após ter 50% do pulmão comprometido por conta do novo coronavírus, uma idosa de 96 anos de idade venceu a doença no Amapá. Jandira Picanço Furtado se tornou um caso particular em meio aos mais de 11 mil infectados no Estado e recebeu alta, nesta quarta-feira (3), depois de quase 20 dias internada, superando a expectativa de médicos e enfermeiros.

Sua neta, Amanda Furtado, de 27 anos, disse que os exames feitos antes da internação constataram que a doença apresentava estado avançado dentro do organismo da avó. Por essa razão, a família acredita que a providência divina teve relação para a melhora. "A gente fez uma corrente de oração forte em prol da saúde dela. Ela também pediu. Por várias vezes ela chegou a pensar que não ia aguentar porque sentia muitas dores. E era o maior comentário da equipe de médica e de enfermagem que ela não ia sobreviver pelo fato dela ter chegado muito debilitada", contou. 

VEJA TAMBÉM:
George Floyd estava infectado com novo coronavírus, revela autópsia
Época - Pesquisa revela pessimismo entre médicos sobre pico de casos de coronavírus
Pastor lidera multidão em queima de máscaras: ‘Deus não se agrada de medrosos’
RedeTV! Saiba como contestar resultado do cadastro do auxílio emergencial
Agentes comunitários de saúde reclamam da falta de equipamentos de proteção 
Hackers expõem dados pessoais da família Bolsonaro e de aliados
Covid-19: quais as recomendações sobre as ações de Vigilância à Saúde pela APS?
Pesquisa Datafolha indica que 67% diz que têm orgulho de ser brasileiro
Senado faz consulta pública sobre o limite de barulhos emitidos por igrejas
Amazonas iniciou a retomada gradual de atividades não essenciais

Durante o tempo de internação, a família e os profissionais não contaram a ela que tinha sido infectada com o novo coronavírus, para preservar a saúde de Jandira, que também tem ansiedade. A idosa foi detectada com a doença no dia 11 de maio, após uma das filhas também ter contraído a covid-19. Dois dias depois, ela deu entrada em um hospital particular de Macapá, mas esperou na unidade até o dia 15 por um leito clínico, em que ficou respirando com apoio de oxigênio.

Após a recuperação, a idosa ficou com cicatrizes no pulmão e terá que fazer fisioterapia respiratória. Porém, o período de transmissibilidade já passou e Jandira pôde retornar para junto dos familiares. Ela gravou um depoimento e disse que não vai deixar se abater pela doença.

Até esta quarta, o Amapá registrava 247 mortes pela covid-19 e 11.107 pessoas infectadas. No Brasil, as secretarias de saúde pelo país registravam mais de 32,6 mil mortes e cerca de 584,5 mil pessoas infectadas pelo novo coronavírus.


Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 





Postar um comentário

0 Comentários