Redes Sociais

Header Ads

Pastor lidera multidão em queima de máscaras: ‘Deus não se agrada de medrosos’

 Ao todo, cerca de 300 pessoas participaram do protesto. —  Foto/Reprodução.  


Pastor lidera multidão em queima de máscaras: ‘Deus não se agrada de medrosos’
Fonte:   Gospel+, TIAGO CHAGAS  —  Publicado no  CN em 03.jun.2020.  


 Gospel  Uma multidão realizou um ato de queima de máscaras de proteção individual no último domingo, 31 de maio, numa localidade que fica entre as cidades de Santa Helena e Turilândia, localizadas a 160 km da capital São Luís, no Maranhão. A manifestação foi coordenada por um pastor ligado à Assembleia de Deus (é importante saber que há diversos ministérios que se identificam com essa mesma denominação).

Ao todo, cerca de 300 pessoas participaram do protesto de queima de máscaras. O equipamento de proteção individual vem sendo recomendado para impedir o contágio pelo novo coronavírus, mas na visão do pastor que liderou o ato, seria uma demonstração de desobediência a Deus.

Conforme a imprensa regional, crianças e idosos, que fazem parte do grupo de risco, também participaram da manifestação, sendo que grande parte deles não usavam as máscaras. “Jesus não quer ver ninguém máscara, Deus não se agrada de medrosos”, dizia o líder religioso em carro de som que passava junto com os manifestantes.

Ao longo do trajeto percorrido pelo grupo nas ruas das duas cidades, o pastor – que não teve sua identidade revelada – dizia que Jesus é o remédio para a pandemia de Covid-19.

VEJA TAMBÉM:
Trump assina ordem executiva para promover liberdade religiosa em todo o mundo  
Cristão ex-muçulmano é incendiado na Costa do Marfim
Evangélico do PSOL ajudou organizar protesto de torcidas que terminou em tumulto
Senado faz consulta pública sobre o limite de barulhos emitidos por igrejas
Cristãos são presos durante demolição de igreja no Egito
Moisés teve episódios de depressão por sua personalidade melancólica
Covid-19: Brasil já é o segundo com maior número de curados
El Salvador: após convocação do presidente, cristãos oram nas ruas contra a Covid-19
Mais de 100 cristãos foram ameaçados de morte por radicais hindus em região da Índia
Os pentecostais superaram seu nome?

O portal Varela Notícias reportou que as prefeituras das duas cidades, assim como a Igreja Evangélica Assembleia de Deus, em Santa Helena, negaram ter envolvimento com a queima de máscaras.

O estado do Maranhão já possui 35.297 casos de contaminação, além de 976 mortes confirmadas. Dos 217 municípios do estado, 211 registraram a doença, e segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a cidade de Santa Helena tem 51 casos, enquanto Turilândia tem 104, com uma morte em cada um dos municípios.

Em Santa Helena, a Secretaria Municipal de Saúde acrescentou que no último final de semana a cidade entrou em lockdown – ou seja, confinamento obrigatório – por meio de decreto.





Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 





Postar um comentário

0 Comentários