Redes Sociais

Header Ads

Época - Pesquisa revela pessimismo entre médicos sobre pico de casos de coronavírus

 Médicos acreditam que pior momento da pandemia no Brasil ainda não passou. —  Foto/Reprodução/Getty Images.  


Pastor lidera multidão em queima de máscaras: ‘Deus não se agrada de medrosos’
Fonte:   Época, Elisa Martins  —  Publicado no  CN em 03.jun.2020.  


Coronavírus -  Segundo a Associação Paulista de Medicina, 84,5% dos profissionais das redes pública e particular de saúde avaliam que pior momento da crise ainda está por vir.

Enquanto autoridades discutem a flexibilização da quarentena, médicos que atendem casos de Covid-19 não estão nada otimistas com a evolução da pandemia no país. Segundo pesquisa da Associação Paulista de Medicina, realizada com médicos das redes pública e particular de saúde, 84,5% consideram que ainda não atravessamos a pior onda do novo coronavírus. 

O estudo foi divulgado nesta segunda-feira, em meio a estudos e divulgação de medidas de retomada de atividades em várias cidades do país. O tema preocupa médicos e especialistas. O Brasil já ultrapassou 500 mil casos da doença, e registra mais de 30 mil óbitos em decorrência de Covid-19, segundo boletim do Ministério da Saúde. 

"O pessimismo não poderia ser diferente", diz José Luiz Gomes do Amaral, presidente da Associação Paulista de Medicina. "Temos visto nos ambientes de trabalho o número de pacientes se multiplicar, e os leitos de internação de terapia intensiva ainda cheios, recrutando médicos de diferentes especialidades. Nada indica que estejamos chegando em uma situação estável, ou até de arrefecimento da doença." 

VEJA TAMBÉM:
Pastor lidera multidão em queima de máscaras: ‘Deus não se agrada de medrosos’
RedeTV! Saiba como contestar resultado do cadastro do auxílio emergencial
Agentes comunitários de saúde reclamam da falta de equipamentos de proteção 
Evangélico do PSOL ajudou organizar protesto de torcidas que terminou em tumulto
Hackers expõem dados pessoais da família Bolsonaro e de aliados
Covid-19: quais as recomendações sobre as ações de Vigilância à Saúde pela APS?
Pesquisa Datafolha indica que 67% diz que têm orgulho de ser brasileiro
Amazonas iniciou a retomada gradual de atividades não essenciais
+“Alexandre de Moraes se torna imperador do Brasil”, ironiza pastor Silas Malafaia

Para o médico, considerando ainda a subnotificação nos números oficiais, o cenário parece distante de uma solução. E o pessimismo entre os médicos entrevistados só reforça a preocupação com uma flexibilização da quarentena nas cidades brasileiras. 

"Imagina, você volta do hospital depois de um plantão, exausto, se deita e acorda no dia seguinte com as pessoas discutindo a flexibilização. Você já pensa quantos pacientes vão aparecer daqui a duas semanas no hospital. Isso certamente não contribui para a redução da ansiedade", afirma Amaral, que defende o isolamento, aumento de testes e a solidariedade como caminhos para tentar frear a expansão do novo coronavírus.



VÍDEO EM DESTAQUE:


Secretária de saúde de Caicó, Déboa Costa faz as declarações que provocaram indignação nacional dos agentes de saúde. Assista ao vídeo acima!  


Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 





Postar um comentário

0 Comentários