Redes Sociais

Header Ads

Os 10 brasileiros mais ricos do mundo em 2019, segundo a Forbes

Megainvestidor Jorge Paulo Lemann. —  Foto/Reprodução/Ana Paula Paiva/Valor.

Os 10 brasileiros mais ricos do mundo em 2019, segundo a Forbes
Publicado no Conexão Notícia em 23.set.2020.   

BrasilO maior de todos é, mais uma vez, o megainvestidor Jorge Paulo Lemann, que quase perdeu o posto para o banqueiro mais rico do mundo, Joseph Safra. Confira a lista

O Brasil tem 206 bilionários em 2019, segundo a tradicional lista de brasileiros bilionários da revista Forbes, divulgada nesta quarta-feira (25). São 26 a mais do que no ano passado – mesmo com o crescimento econômico brasileiro teimando em patinar.

O maior de todos é, mais uma vez, o megainvestidor Jorge Paulo Lemann, que quase perdeu o posto para o banqueiro mais rico do mundo, Joseph Safra.

Durante oito meses de 2019, entre o meio de janeiro e o começo de agosto, Safra ultrapassou Lemann graças à solidez do seu império bancário comparado à instabilidade dos investimentos de capital aberto. Pouco antes da lista fechar, no entanto, Lemann voltou ao topo, onde está desde 2013.

As fortunas dos maiores bilionários aumentaram de forma maciça em 2019, impulsionadas por fusões, aberturas de capitais de empresas na bolsa, vendas de participações acionárias e bons resultados financeiros, segundo a Forbes.

A seguir, confira quem são os dez brasileiros mais ricos do mundo, em 2019. 

1) Jorge Paulo Lemann
Fortuna: R$ 104,71 bilhões

Idade: 80 anos

Origem do patrimônio: Bebidas e investimentos

Em 2019, o megainvestidor quase perdeu o trono para Joseph Safra porque fez uma aposta não muito certeira no setor de alimentação. Por meio do fundo de investimentos 3G Capital, Lemann tentou formar um império alimentício com a fusão das gigantes norte-americanas Kraft Heinz. O negócio não deu certo, mas os investimentos em algumas das maiores empresas do planeta, como a AB-InBev e o Burger King, garantiram sua estabilidade.


2) Joseph Safra
Fortuna: R$ 95,04 bilhões

Idade: 81 anos

Origem do patrimônio: Setor bancário

Safra tem um império bancário que leva seu nome: é dono do Banco Safra (Brasil), herdado pelo pai libanês em 1955, do J. Safra Sarasin (Suíça) e do Safra National Bank (EUA), todos comandados pelos filhos. Safra também tem investimentos imobiliários em algumas das principais metrópoles do planeta e é dono da gigante Chiquita Brands, maior produtora de bananas do mundo.


3) Marcel Herrmann Telles
Fortuna: R$ 43,99 bilhões

Idade: 69 anos

Origem do patrimônio: Bebidas e investimentos

Sócio de Jorge Paulo Lemann na 3G Capital e em outros empreendimentos, Telles acompanhou as quedas de patrimônio e de posição do megainvestidor na lista. Fundador da Ambev, o ex-detentor da Brahma tem se envolvido cada vez menos no dia a dia das empresas em que tem participação.

VEJA TAMBÉM: 


4) Eduardo Saverin
Fortuna: R$ 43,16 bilhões

Idade: 37 anos

Origem do patrimônio: Internet

Cofundador do Facebook, Saverin apresentou uma leve queda de patrimônio se comparado ao último ano, em meio aos altos e baixos que a rede social mais popular do mundo tem apresentado a seus acionistas devido a sucessivos escândalos relacionados à privacidade dos usuários. Mas a outra fonte de renda sua é uma empresa de investimentos mais focada em startups, de Singapura.

Recomendação de investimento
Entenda como a Eleven, parceira do Valor Investe, pode te ajudar a investir
5) Carlos Alberto Sicupira
Fortuna: R$ 37,35 bilhões

Idade: 69 anos

Origem do patrimônio: Bebidas e investimentos

Sócio da 3G Capital como Lemann e Telles, Sicupira também foi impactado com a queda da Kraft Heinz. Desde 2016, o investidor também é presidente do conselho de administração das Lojas Americanas.


6) André Esteves
Fortuna: R$ 20,75 bilhões

Idade: 50 anos

Origem do patrimônio: Setor bancário

Esteves voltou às principais posições da lista da Forbes, depois de três anos, graças ao crescimento das ações do BTG Pacutal, maior banco de investimentos independente da América Latina. Ele é o maior acionista individual do banco, do qual foi presidente até 2015, quando foi preso pela Operação Lava Jato.


7) Luiz Frias
Fortuna: R$ 20,34 bilhões

Idade: 56 anos

Origem do patrimônio: Pagamentos móveis e mídia

Frias é CEO e presidente do conselho de administração da empresa de pagamentos PagSeguro, principal fonte de sua fortuna. As ações da companhia estão no melhor momento desde o IPO, em janeiro de 2018, com aumento de mais de 40% em um ano. Apesar do sucesso no mercado financeiro, sua história é fortemente ligada à imprensa: desde 1962, a família Frias é dona do jornal Folha de S.Paulo, do qual hoje ele é presidente.


8 e 9) Joesley Batista e Wesley Batista
Fortuna: R$ 14,78 bilhões (cada um)

Idade: 47 anos e 49 anos, respectivamente

Origem do patrimônio: Alimentos

O lucro líquido da JBS, gigante de carnes de sua família, cresceu 201% no ano fiscal terminado em março deste ano. Apesar de ter a imagem seriamente abalada durante as investigações na Operação Lava Jato, o controle da família sobre o grupo, hoje gerenciado pela J&F, não acabou.


10) Candido Pinheiro Koren de Lima
Fortuna: R$ 13,82 bilhões

Idade: 73 anos

Origem do patrimônio: Saúde

A prestadora de serviços de saúde Hapvida, fundada por Lima em 1979, abriu capital na B3 em abril de 2018, com uma demanda seis vezes maior que o previsto. Mais de um ano depois, o valor cresceu cerca de 40%. Ele é o maior acionista da empresa e ocupa a presidência do conselho.

Valor Investe, Por Júlia Lewgoy — São Paulo



Postar um comentário

0 Comentários