Boa atuação do Controle de Endemias é referência para municípios - Conexão Notícia

Header Ads


Boa atuação do Controle de Endemias é referência para municípios

  Prefeito recebeu equipe de Kaloré. —  Foto/Reprodução.

Boa atuação do Controle de Endemias é referência para municípios
Publicado no Conexão Notícia em 29.mar.2021.  

Agentes de Saúde | O prefeito Sérgio Onofre, recebeu a visita de uma comitiva da Secretaria de Saúde do município de Kaloré, entre elas, a secretária da Saúde, Gislaine Cristina Alfonso da Silva, e da coordenadora de endemias, Andressa Spadim Nunes. O grupo estava acompanhado do coordenador do Controle de Endemias de Arapongas, Valdecir Pardini. A vinda da equipe de Kaloré ao munícipio foi com o objetivo de conhecer de perto as estruturas do setor, bem como a funcionalidade e gestão nas atuações de combate à dengue, e apoio em demais serviços voltados para a saúde pública. 

Somos  boa referência dos trabalhos que executamos em Arapongas dentro do Controle de Endemias. E dividir essa experiência e ações de trabalho com os outros munícipios é importante, e para nós gratificante”, iniciou Pardini. Ainda segundo ele, o Controle de Endemias tem boa funcionalidade através do respaldo da atual gestão, bem como o comprometimento de cada agente de combate à endemias ( ACE’s).

Somos uma equipe forte, e que tem todo o suporte do prefeito, Sérgio Onofre, da Secretaria de Saúde e demais Secretarias parceiras. Atuamos com uma boa estrutura, onde nossos agentes têm carros e motos para os serviços diários, além do material que demanda para as atividades constantes. Outro fator importante, é a setorização que executamos dentro das Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), onde nossos ACE’s atuam em conjunto com os profissionais do Programa Saúde da Família (PSF) o que fortalece as atuações em saúde”, reforçou.


Onofre também enalteceu a participação do Controle de Endemias frente aos serviços de desinfecção no combate à Covid-19. 

Nossos agentes foram, e têm sido muito importantes para nós, desde o começo da pandemia. Eles fazem todas as ações de desinfecção nos espaços em que geram grande fluxo de pessoas. Sendo essenciais na linha de frente. Essa é a importância de setor bem organizado, que zela pela saúde. Não é à toa que o setor é  referência. Já temos um projeto para melhorar ainda mais a estrutura física desse importante departamento, frisa. 

Na quarta-feira (03/03) o prefeito ainda colocou à disposição o Controle de Endemias para que dê suporte ao município de Kaloré. “O que precisarem, o Pardini e sua equipe estão à disposição para ajudar”, diz.


A secretária da Saúde de Kaloré, Gislaine da Silva, agradeceu a oportunidade, e parabenizou a atuação desenvolvida em Arapongas. 

Realmente os serviços aqui executados, através da coordenação do Pardini são bem recomendados. Queremos pegar as boas referências e adaptá-las no nosso munícipio. Para assim, diminuirmos os índices, afirma.

RESULTADOS

Também participando do encontro,  o secretário da Saúde de Arapongas, Moacir Paludetto Jr, citou também índices satisfatórios registrados no município no combate à dengue. 

O controle de endemia faz o que tem que ser feito. Não entramos em epidemia de dengue, entre os municípios com mais de 100 mil habitantes. Diferentemente o que foi registrado em outras cidades da região. Algo satisfatório. Ações, serviços de mapeamento, eliminação de criadouros e conscientização junto a cada morador são diferenciais, acrescenta.

Atualmente, Arapongas registra 250 notificações para dengue;  sendo 181 casos negativos; 60 em investigação; e nove casos confirmados (um autóctone – adquirido dentro do município e oito importados). O Controle de Endemias atua com 77 agentes.

Participaram também o superintendente médico de Arapongas, Dr. Fernando Marques, e as representantes de Kaloré, Silvia Romão da Silva - Chefe de Divisão de Vigilância Sanitária e Epidemiológica, Andressa Spadim Nunes - Coordenadora de Endemias e Valdineia Pivati, Coordenadora da Unidade Básica de Saúde.

Ilda discorda que tenha que lutar por recurso federal direto na conta dos ACS/ACE

Requerimento que Cria Auxilio Deslocamento aos Agentes Comunitários de Saúde aprovado em Sessão.

 Criação de Auxílio Deslocamento garante direito dos Agentes Comunitários de Saúde. —  Foto/Reprodução.

Requerimento que Cria Auxilio Deslocamento aos Agentes Comunitários de Saúde aprovado em Sessão.

Independente de qual seja o município do Agentes Comunitários de Saúde ou Agente de Combate às Endemias, o direito ao Auxílio Deslocamento tem previsão na Lei 11.350/2006. O que esta matéria irá apontar tem relação direta com a regulamentação da lei no município onde ocorreu o fato. 
Se você é ACS ou ACE e identifica o direito de sua categoria, tome esse caso como referência, busque a articulação com as lideranças para que o direito seja garantido. Leia a matéria completa, aqui!


VOCÊ PRECISA SABER
Detalhe sobre a correção do valor do Piso Nacional dos ACS/ACE, ocorrida em 2018. Os agentes lutaram para defender o que era chamado de "derrubada do congelamento do Piso Nacional." Infelizmente o congelamento não foi derrubado, contudo, a Lei  Federal nº 13.708 cedeu uma correção no valor do repasse do FNS - Fundo Nacional de Saúde, correspondente ao período de 2014 a 2018, pago em 3 (três) parcelas, a saber: R$ 1.250,00 (2019); R$ 1.400,00 (2020) e agora R$ 1.550,00 (2021). Até hoje o Piso Nacional segue congelado

Acompanhe as notícias do JASB no WhatsApp ou Telegram 

JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil 


Veja outras formas de doações, aqui!

Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.