Header Ads


Cinco chás para controlar a ansiedade.

   chá medicinais.  —  Foto/Reprodução/Big Stock/Personare.

Cinco chás para controlar a ansiedade.
Publicado no Conexão Notícia em 01.junho.2024Atualizado em 14.junho.2024.

Saúde | Saiba como consumir cada um dos chás para ansiedade e aprenda a amenizar os sintomas.

Você, que clicou para ler este artigo sobre chás para controlar a ansiedade, já pensou se é possível viver sem ansiedade? 

Às vezes, parece impossível imaginar um dia sem sentir ansiedade com tanto compromisso, metas, exigências, questões familiares, trabalho…

É tão presente no cotidiano que é difícil até perceber quando ela está causando sintomas físicos e emocionais, como angústia, depressão, estresse, insônia, obesidade e tantas outras.
Mas, sim, é possível controlar a ansiedade. E aquele tradicional chazinho pode ser muito eficaz.

O poder dos chás para controlar a ansiedade

O uso das plantas medicinais data deste os primeiros xamãs, mas também há relatos de uso no Egito antigo, onde esse conhecimento pertencia à casta sacerdotal datada inicialmente em 1700 a.C., na China existem relatos de 2800 a.C., passando pela Idade Média e toda a história do homem.

As plantas medicinais caminharam com a nossa evolução. E no cenário atual, isso não muda muito, principalmente quando falamos de uso popular das plantas. Em 1996, a Organização Mundial de Saúde (OMS) atestou que 80% da população mundial dependia das plantas medicinais para a atenção primária de saúde.

Com essa grande crescente, vêm sendo produzidas pesquisas trazendo a comprovação de indicações de uso já sabidas do conhecimento popular. Os estudos instruem também quanto a dosagens específicas, toxicidade e interações medicamentosas.
-
-
Quais plantas têm poderes medicinais?

As plantas medicinais são aquelas capazes de produzir princípios ativos que possam alterar o funcionamento de órgãos e sistemas, restaurando o equilíbrio do organismo.

E manter nosso organismo equilibrado é a chave para combatermos estes momentos tão frequentes de ansiedade.Veja aqui um guia de plantas medicinais e como usar.

Confira algumas plantas amplamente conhecidas no Brasil e eficazes contra a ansiedade. Mas, além de consumir chás para controlar a ansiedade, você pode combinar com outras práticas, para sentir ainda mais seus benefícios:

1. Capim Cidreira

   capim Cidreira.  —  Foto/Reprodução/Personare.

Indicado principalmente no uso de suas folhas, secas ou não, Capim Cidreira, também chamado de Capim Limão ou Capim Santo, é uma ótima sugestão.

Prepare uma infusão com uma colher de sopa destas plantas secas bem picadas, para cada xícara de chá. Abafe por 10 minutos e tome 2 vezes ao dia.

Também encontramos facilmente como óleos essenciais para preparos de óleos de massagem e saunas faciais. Saiba aqui tudo sobre o óleo essencial de capim-limão ou lemongrass, nome mais comum no Exterior.

2. Camomila

   camomila.  —  Foto/Reprodução/Personare.

Use as flores em chás, como sedativas, em momentos de ansiedade e insônia. Mas a Camomila também serve para TPM, combater medos e outros benefícios.

A melhor forma de uso em chás é preparando uma infusão: para cada xícara, use uma colher de chá de flores secas de Camomila, abafe por 10 minutos e tome 3 vezes ao dia.
-
-
3. Melissa

   melissa chá fitoterápico.  —  Foto/Reprodução/Personare.

A planta Melissa pode ser usada em chás, combatendo quadros de ansiedade, angústias e histerias. Neste caso, a melhor forma seria preparando uma infusão.

Para isso, utilize cerca de 1 a 3 gramas da planta fresca para cada 150ml a 200ml de água. Abafe por cerca de 10 minutos e tome a bebida ainda morna, 3 vezes ao dia.

4. Maracujá

   maracuja-cha-fitoterapico.  —  Foto/Reprodução/Personare.

As folhas e flores do Maracujá podem ser usadas como calmantes, sedativas e indutoras de sono. Experimente fazer uma infusão de folha secas de maracujá.

Para cada xícara de chá, use uma colher de sopa da folha seca bem picada, abafe por 10 minutos e tome 2 vezes ao dia, de preferência uma vez antes de dormir.
-
-
5. Lavanda

   lavanda cha fitoterápico.  —  Foto/Reprodução/Personare.

A Lavanda pode ser encontrada em óleos essenciais e usada em óleos de massagem ou aromatização de ambiente. Saiba tudo sobre o óleo essencial de lavanda aqui.

Pingue duas gotinhas do óleo no lado oposto do travesseiro. Isso vai melhorar a qualidade do sono e diminuir a ansiedade.

Cuidados ao usar os chás

Estas e tantas outras são nossas aliadas. Porém, deve-se tomar muito cuidado quando utilizamos plantas medicinais, pois elas possuem nomes populares diferentes, dependendo da região do país, o que pode confundir.

Além disso, você deve cuidar com o armazenamento correto, assim como plantio, colheita e extração.

Sendo assim, é de extrema importância o uso racional dos fitoterápicos, orientados por profissionais aptos e especializados a indicar a dose exata e a forma de uso, e também orientar quanto às plantas não indicadas para determinados interagentes e possíveis interações com qualquer medicamento que esteja em uso.

No que diz respeito aos chás de sachê, encontrados nos mercados, eles também podem ser consumidos, mas é importante lembrar que a concentração do fitoterápico é baixíssima.
-
-

As informações são do TERRA, COM INFORMAÇÕES de Personare.

Edição Geral: CN.

Publicação
CN - Conexão Notícia - www.cnoticia.com.br.

****************************************************
Chá de alecrim: 10 incríveis benefícios e como fazer
   Ajuda no controle da diabetes, combate a inflamação, melhora a circulação, ajuda a combater o câncer, Pode ajudar no crescimento do cabelo e mais.  —  Foto: Reprodução.

Publicado no Conexão Notícia em 30.maio.2024.

Saúde | O chá de alecrim é conhecido pelo seu sabor, aroma e pelos seus benefícios para a saúde como melhora da digestão, alívio da dor de cabeça e combate ao cansaço frequente, além de também favorecer o crescimento do cabelo.
-
-
Essa planta, cujo nome científico é Rosmarinus officinalis, é rica em compostos flavonoides, terpenos e ácidos fenólicos que lhe proporcionam propriedades antioxidantes. Mas o alecrim também é antisséptico, depurativo, antiespasmódico, antibiótico e diurético, o que faz com que possa ser usado no tratamento de vários problemas de saúde.

Nossa nutricionista explica um pouco mais sobre os vários benefícios do chá de alecrim e preparar corretamente:

1. Melhora a digestão
O chá de alecrim pode ser tomado logo a seguir o almoço ou o jantar, sendo útil para melhorar o processo digestivo, ajudando a combater a acidez e o excesso de gases. Dessa forma, diminui a distensão abdominal e a falta de apetite.

2. É um ótimo antibiótico natural 
Devido às suas propriedades medicinais, o alecrim possui ação antibiótica, sendo mais eficaz contra as bactérias Escherichia coli, Salmonella typhi, Salmonella enterica e Shigella sonnei, que são normalmente relacionadas com infecção urinária, vômito e diarreia.
-
-
Apesar disso, é importante não excluir o uso de medicamentos indicados pelo médico, mesmo sendo uma ótima forma de se recuperar mais rápido.


3. É um excelente diurético
O chá de alecrim é um excelente diurético natural, podendo ser utilizado em dietas para baixar de peso e combater a retenção de líquidos no corpo. Esse chá aumenta a produção de urina estimulando o organismo a eliminar os líquidos e as toxinas acumuladas, melhorando a saúde.

4. Combate o cansaço mental
Vários estudos comprovaram os benefícios do alecrim para o funcionamento cerebral e, por isso, é uma excelente opção para períodos de estresse como antes de provas ou antes ou depois de reuniões de trabalho, por exemplo.
-
-
Além disso, as propriedades do alecrim também podem ter efeito no que diz respeito ao combate do Alzheimer, evitando a perda de memória, no entanto são necessários mais estudos para que se possa utilizar o alecrim na produção de medicamentos contra o Alzheimer.

5. Protege a saúde do fígado
O alecrim pode atuar melhorando o funcionamento do fígado e diminuindo a dor de cabeça que surge depois de ingerido bebidas alcoólicas ou ter comido em excesso, principalmente comidas com grande teor de gordura.

No entanto, o chá de alecrim não deve ser consumido em caso de doenças do fígado sem que seja indicado pelo médico, isso porque apesar de ter efeito protetor do fígado ainda não se sabe qual a eficácia desse chá contra essas doenças.

-
-
6. Ajuda no controle da diabetes
O chá de alecrim também ajuda a manter a diabetes sob controle, já que diminui a glicose e aumenta a insulina. O consumo desse chá não substitui o uso de medicamentos indicados pelo médico e a realização de uma alimentação adequada, devendo ser ingerido como complemento do tratamento médico e nutricional. 

7. Combate a inflamação 
O consumo de chá de alecrim também é excelente para combater a inflamação e aliviar a dor, o inchaço e o mal estar. Por isso, pode ajudar a combater a inflamação no joelho, a tendinite e, inclusive, a gastrite, que é a inflamação no estômago.

8. Melhora a circulação
O alecrim possui efeito antiplaquetário, sendo, por isso, de grande utilidade para quem tem problemas circulatórios ou que necessitam manter repouso durante alguns dias, já que melhora a circulação e evita a formação de trombos, que poderiam obstruir a circulação. Por isso, uma das recomendações é consumir o chá depois de uma cirurgia, por exemplo.

9. Ajuda a combater o câncer 
Alguns estudos realizados com animais indicam que o alecrim é capaz de diminuir o desenvolvimento de células tumorais devido a sua ação antioxidante, no entanto são necessários ainda outros estudos para identificar exatamente como essa planta pode ser utilizada na produção de medicamentos contra o câncer.
-
-
10. Pode ajudar no crescimento do cabelo
Além de tudo isso, o chá de alecrim sem açúcar pode ser usado para lavar o cabelo, porque ele fortalece os fios, combate a oleosidade excessiva, combatendo a caspa. Além disso, facilita o crescimento do cabelo, porque melhora a circulação do couro cabeludo.

Como fazer o chá de alecrim

Ingredientes:
5 g de folhas frescas de alecrim;
250 ml de água em ponto de fervura.
Preparo

Adicionar o alecrim na água fervente e deixar repousar por 5 a 10 minutos, devidamente tapado. Coar, deixar amornar e tomar, sem adoçar, de 3 a 4 vezes por dia.

Além de ser utilizado na forma de chá, o alecrim pode ser utilizado como erva aromática para temperar os alimentos e está disponível na forma seca, em óleo ou fresco. O óleo essencial é especialmente utilizado para adicionar à água de banho ou para fazer massagens em locais doloridos.
-
-
Por quanto tempo tomar o chá?
Não há um tempo definido para o consumo do chá, no entanto os fitoterapeutas recomendam o consumo por cerca de 3 meses, devendo parar por 1 mês.

É melhor usar as folhas secas ou frescas?
De preferência é melhor utilizar as folhas frescas, já que o potencial terapêutico pode ser encontrado principalmente no óleo de essencial de alecrim, cuja concentração é maior nas folhas frescas que nas secas.

É possível preparar o chá de alecrim com canela?
Sim, não há contraindicação para utilizar a canela em conjunto com o alecrim para preparar o chá. Para fazer basta acrescentar 1 pau de canela na receita original do chá.

Possíveis efeitos secundários
O chá de alecrim é considerado bastante seguro, no entanto, quando consumido em excesso pode causar náuseas e vômitos.

No caso do óleo essencial, não deve ser aplicado diretamente sobre a pele, já que pode causar irritação, além de também não ser usado em feridas abertas. Além disso, também pode desencadear crises epiléticas em pessoas com epilepsia.
-
-
No caso de pessoas com pressão alta e que tomam medicamentos, o chá de alecrim poderia causar hipotensão, enquanto que no caso das pessoas que tomam diuréticos, pode haver desequilíbrio nos eletrólitos.

Contraindicações e cuidados
O chá de alecrim não deve ser consumido durante a gravidez, a amamentação e por crianças com menos de 5 anos. As pessoas que possuem doença do fígado também não devem consumir esse chá, uma vez que promove a saída da bílis, o que poderia piorar os sintomas e a doença.

Além disso, poderia interagir com alguns medicamentos, como anticoagulantes, diuréticos, lítio e medicamentos para regular a pressão arterial, e, por isso, caso a pessoa esteja fazendo uso de algum desses medicamentos é importante consultar o seu médico antes de tomar o chá de alecrim.

De acordo com alguns estudos, o óleo de alecrim, que também está presente no chá, pode estimular o desenvolvimento de crises em pessoas com epilepsia e, por isso, deve ser usado com precaução e sob orientação de um médico ou fitoterapeuta.

Tatiana Zanin, Nutricionista 
CN - Conexão Notícia 
-
-
O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas.

10 incríveis benefícios do cravo-da-Índia (e como usar)
   Previne o câncer, Diminui a dor, Afasta insetos, Estimula o desejo, Combate o mau-hálito, Facilita a digestão, Melhora a cicatrização,  Relaxa os músculos e combate o cansaço e Diminui a pressão arterial.  —  Foto: Reprodução.

BASEADO EM EVIDÊNCIA CIENTÍFICA - O cravinho ou cravo-da-índia, chamado cientificamente Syzygium aromaticus, tem ação medicinal sendo útil no combate a dores, infecções, e ainda ajuda a aumentar o apetite sexual, podendo ser facilmente encontrado em supermercados e drogarias em embalagens pequenas. Além disso, seu óleo essencial pode ser encontrado em lojas de produtos naturais. Leia a matéria completa, aqui!

LEIA TAMBÉM:


Folhas de louro (chá de louro): para que serve e como fazer o chá
   Ele serve no combate às Inflamações no fígado; Cólicas menstruais; Infecções na pele; Dor de cabeça; Gases; Reumatismo; Estresse e ansiedade.  —  Foto: Reprodução.

BASEADO EM EVIDÊNCIA CIENTÍFICA - O Louro é uma planta medicinal muito conhecida na gastronomia por seu sabor e aroma característico, porém, ele também pode ser utilizado no tratamento de problemas digestivos, infecções, estresse e ansiedade, por exemplo, devido às suas propriedades. Leia a matéria completa, aqui!


As informações são de Tatiana Zanin, Nutricionista.

Edição Geral: CN.

Publicação
CN - Conexão Notícia - www.cnoticia.com.br.
-
-
****************************************************

-
-

Tecnologia do Blogger.