Header Ads


Aos 100 anos, veterano de guerra se casa em comemorações do Dia D.

        Casamento de Harold Terens  e Jeanne. —  Foto/Reprodução/LiOiIiC VENANCE / AiFiP.

Aos 100 anos, veterano de guerra se casa em comemorações do Dia D.  
Publicado no Conexão Notícia  em 10.junho.2024

Mundo Cristão O americano, veterano de guerra, está na Europa para participar das celebrações dos 80 anos do desembarque dos aliados durante a durante a Segunda Guerra Mundial.  

Após um tempo de espera, o veterano norte-americano Harold Terens, de 100 anos, se casou no sábado 08 de junho, durante as celebrações dos 80 anos do Dia D. 

“É o melhor momento da minha vida, tenho 100 anos e minha noiva tem 96, e casar aqui em Carentan é incrível”, disse Harold Terens à imprensa logo após a cerimônia na pequena cidade francesa, perto das praias onde milhares de soldados desembarcaram em junho de 1944.
-
-
O casal se conheceu em 2021 e desde então não se separou. Jeanne, de 96 anos, usou um vestido de cetim rosa, celebrou: "Esperei 96 anos para encontrar a pessoa certa e tenho um casamento como só reis e rainhas têm", comentou a jornais locais.

Terens, veterano da Segunda Guerra Mundial, retornou à Normandia para as comemorações e aproveitou a ocasião para se casar. Após a cerimônia, o casal foi a Paris para um jantar oferecido pelo presidente francês, Emmanuel Macron, ao presidente americano Joe Biden.

        Casamento de Harold Terens  e Jeanne. —  Foto/Reprodução/LOIC VENANCE / AiFiP.

“Parabéns aos recém-casados”, felicitou Macron, em meio a uma grande ovação no Palácio do Eliseu. O idoso recebeu a mais alta distinção da França, a Legião de Honra, em 2019, foi homenageado na quinta-feira, juntamente a vários outros veteranos nos eventos de comemoração ao Dia D.

        Casamento de Harold Terens  e Jeanne. —  Foto/Reprodução/LOIC VENANCE / AiFiP.

Terens e Swerlin se conheceram em 2021 na Flórida, ambos viúvos. Segundo familiares disseram à AFP, os dois tornaram-se inseparáveis. “Minha religião é o amor”, disse o veterano à AFP, e comentou que sempre ensinou sua família a “simplesmente amar”.


As informações são do CORREIO BRAZILIENSE, COM INFORMAÇÕES DA AiFiP.

Edição Geral: CN.

Publicação
CN - Conexão Notícia - www.cnoticia.com.br.
-
-
****************************************************
Idosa de 74 anos é alfabetizada com desejo de ler a Bíblia: ‘Realização de um sonho’.
        Maria de Lourdes Costa na formatura. —  Foto/Reprodução/G1/Bubu Duarte/Divulgação SMS.

Publicado no Conexão Notícia  em 24.maio.2024

Mundo Cristão Depois de ser alfabetizada, Maria de Lourdes Costa comemorou lendo um versículo da Bíblia na formatura.  

Quatorze idosas se formaram em um projeto de alfabetização no Centro Municipal de Saúde (CMS) Vila do Céu, em Cosmos, na Zona Oeste do Rio. Dentre as motivações que as levaram aos estudos, uma idosa chamou atenção por ter o desejo de ler a Bíblia.

Depois de pouco mais de 1 ano, idosas que não conseguiam segurar os lápis e canetas, aprenderam a ler e escrever. 
-
-
Maria de Lourdes Costa passou a frequentar as aulas porque queria, principalmente, ler a Bíblia. Aos 74 anos, ela se sente uma nova pessoa com todos os conhecimentos adquiridos.

Na cerimônia de formatura, ela leu um versículo em voz alta e agradeceu.

“A minha formatura foi a realização de um sonho. Eu abri a Bíblia com todas as pessoas presentes ali naquele momento e li em voz alta o versículo que eu escolhi. Foi muito gratificante”, disse ela ao G1.

Ivone Maia, de 64 anos, também contou como sua vida mudou ao participar da iniciativa:

A aula que me marcou muito foi no dia que eu conheci as letras e pude juntá-las. Essa era a minha dificuldade. E aprender a ler e a escrever foi uma porta que se abriu na minha vida".

O projeto nasceu a partir de duas agentes comunitárias de saúde, que perceberam a dificuldade das pacientes em preencher informações nas receitas controladas — algumas até perdiam a validade do pedido médico ou tomavam o remédio de forma errada.

"Senti um grande desejo em meu coração de montar uma turma de alfabetização para esses pacientes, que não concluíram seus estudos ou que nunca entraram em uma sala de aula”, explicou a agente comunitária da saúde Thaís da Silva.

O objetivo era motivá-las a entrar em uma escola e dar seguimento aos seus estudos. No caso, nós seríamos uma ponte para que isso acontecesse", acrescentou.
-
-
Então, Thaís conversou com outras duas colegas e pediu o apoio da direção da clínica para colocar a ação em prática. 

                As formandas. —  Foto/Reprodução/G1/Bubu Duarte/Divulgação SMS.

Sobre o projeto

A primeira aula aconteceu em novembro de 2022 e logo se tornou um compromisso diário entre as alunas.

Segundo o G1, a turma era composta em sua maioria por idosas, as alunas tinham quatro professoras, com três agentes e uma paciente, com suas respectivas formações e experiências, sensibilizadas pela idealização do projeto. 

A estratégia foi começar o ensinamento com o alfabeto, depois a coordenação motora e as sílabas. A cada dia uma nova palavra era introduzida e as aulas seguiam dessa forma, com dinâmicas, exercícios, artesanato e jogos didáticos.

Em quase dois anos de estudo, as alunas acumularam conhecimento, dominaram a escrita, a leitura, e até as que não sabiam as vogais, hoje escrevem seus nomes completos.

A formatura ocorreu no dia 10 de maio com 14 alunas preparadas para ingressar na Escola Municipal Antônia Vargas Cuquejo, numa classe do Ensino de Jovens e Adultos (EJA).

Thaynã dos Santos, gerente do CMS Vila do Céu, conta que as agentes comunitárias de saúde auxiliaram no processo de documentação para a matrícula. 

"Me encantei com o projeto desde o primeiro dia. Ter o privilégio de acompanhar os avanços dessas mulheres fortes é ter certeza de que estamos no caminho certo da construção de uma Atenção Primária forte, da qual pacientes e colaboradores se orgulham em pertencer", disse Thaynã.

Após a conclusão desta turma inaugural, elas têm o objetivo de iniciar uma nova turma em junho. 

"Eu e Tatiana estamos conversando e pensando na possibilidade de multiplicar esse projeto em outras unidades. Queremos diminuir os números de assistidos que não sabem ler e escrever, recuperando a dignidade", disse Thaís.
-
-
Analfabetismo

Em março deste ano, o Globo informou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) sobre educação de 2023, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que mostram que o Brasil ainda tem 9,3 milhões de analfabetos. 

Desse grupo, 8,3 milhões têm mais de 40 anos. O Nordeste, porém, é a região que ainda tem mais pessoas analfabetas proporcionalmente. São 11,2% contra 2,8 do Sul ou 2,9 do Sudeste.

Da mesma forma, o analfabetismo bíblico é um tema que deixa muitos pastores preocupados devido o afastamento de algumas igrejas da verdade bíblica.

“O analfabetismo bíblico é galopante. As pessoas vão cair no engano dos falsos ensinos, porque não estão fundamentadas na Palavra de Deus”, disse o pastor egípcio-americano Michael Youssef, em uma entrevista. 


As informações são do GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE G1.

Edição Geral: CN.

Publicação
CN - Conexão Notícia - www.cnoticia.com.br.
-
-
****************************************************
Paralítica é curada após receber oração de evangelista sem braços e pernas.
        Nick Vujicic. —  Foto/Reprodução/YouTube/NickV Ministries.

 Publicado no Conexão Notícia  em 24.maio.2024

Mundo Cristão Nick Vujicic relembrou a cura de uma paralítica envolvida com o tráfico humano na Índia. 

O evangelista Nick Vujicic compartilhou o testemunho da cura de uma mulher paralítica em  Mumbai, cidade na Índia, que ficou sem andar por quatro anos e meio, e voltou a andar após uma oração.

Enquanto ministrava a Palavra de Deus sobre o tema “Nada pode mudar o amor de Deus por você”, em uma igreja, Nick contou:

“Você sabia que eu orei por uma mulher paralítica que ficou sem andar por quatro anos e meio? Eu não sabia quem ela era, mas nós oramos para que ela andasse naquela noite”.

Tempo depois, Nick descobriu que ela era envolvida com o tráfico humano na Índia: “Ela começou o tráfico humano na década de 1960 na cidade de Mumbai. Eram 250 casas e havia seis meninas em cada. Eu não sabia quem ela era”.

Duas semanas após o milagre, a mulher aceitou Jesus e teve a vida transformada. 

Depois de narrar essa história, se dirigiu a indivíduos que lutam contra a pornografia e os exortou a se voltar para o Senhor.

“Você acha que seu vício em pornografia impede o amor de Deus por você? Não”, declarou ele.
-
-
O ministério de Nick

Apesar de ter nascido sem braços e pernas, Nick é movido por sua paixão em compartilhar o amor de Deus com os outros. Através de suas pregações ao redor do mundo, ele levou muitas vidas a Cristo.

                        Nick Vujicic. —  Foto/Reprodução/Captura/YouTube/CristãoNews.

Sobre milagres, o evangelista afirma que acredita no que a Bíblia ensina: “Tenho um par de sapatos guardado no guarda-roupa para o caso de Deus fazer minhas pernas crescerem. Mas, descobri que se Ele não fizer o milagre que espero, eu posso ser o milagre”.
  


As informações são do GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE GOD TV.

Edição Geral: CN.

Publicação
CN - Conexão Notícia - www.cnoticia.com.br.
-
-
****************************************************
Idoso que sofreu dois derrames é curado após sentir a presença de Deus na UTI.
        Doug Nichols. —  Foto/Reprodução/CBN News.

 Publicado no Conexão Notícia  em 19.maio.2024

Mundo Cristão Doug Nichols contou com uma corrente de orações após ficar em estado grave nos EUA. 

Depois de sofrer um derrame enquanto estava de férias com a esposa nos Estados Unidos, Doug Nichols superou o prognóstico dos médicos através da oração.

Em março de 2015, Doug e Patti estavam de férias na Flórida. Depois de caminharem pela praia, eles sentaram para almoçar e Patti percebeu que havia algo de errado com seu marido.

“Olhei para ele e pensei: 'Meu Deus, ele está tendo um derrame'. O rosto dele estava torto e quando ele falava comigo as palavras não faziam sentido. Eu disse: ‘Precisamos ir ao médico agora’”, relembrou Patti.

Então, ela levou Doug ao pronto-socorro. Horas depois, os médicos confirmaram que ele havia sofrido um mini derrame e iriam monitorá-lo durante a noite. 
-
-
Patti voltou para casa para descansar, mas recebeu uma ligação informando que Doug foi transferido para outro hospital e que havia sofrido um forte derrame na ambulância.  

Encontrei o médico lá e ele disse: 'Venha comigo'. Então, fomos até a salinha e ele me mostrou a tomografia do cérebro: ‘Como você pode ver, ele perdeu dois terços do lado direito do cérebro, o que afetou o lado esquerdo do corpo. Não sabemos se ele conseguirá sobreviver durante a noite’. Foi assustador. Então, eu conversei com Deus e disse: 'Está em suas mãos’", disse ela.

        Patti Nichols. —  Foto/Reprodução/CBN News.

Naquela noite Patti ligou para os familiares e amigos e pediu que orassem por Doug. Então, algo aconteceu.

“Enquanto eu estava deitado lá, fiquei preocupado em não conseguir dormir e no que aconteceria a seguir. Senti que havia uma presença na sala que eu não conseguia explicar. Pensando bem, acho que poderia ter sido fruto de todas as orações que estavam acontecendo naquele momento. Isso me acalmou e finalmente adormeci por um tempo”, contou Doug.

Na manhã seguinte, quando Patti entrou na sala, ela testemunhou: “Ver Doug na UTI após o derrame com aquele grande sorriso no rosto, me fez saber que estava tudo bem. Eu sabia que Deus estava conosco e que ficaríamos bem”.

Restauração

Os médicos informaram que a causa dos derrames de Doug foi uma fibrilação atrial (ocorre quando as câmaras superiores do coração não se contraem em sincronia), e eles estavam tentando controlar com medicamentos. 

Apesar dos esforços, Doug ainda não tinha função motora no lado esquerdo do corpo. Mas as orações continuaram e, no oitavo dia, a fibrilação atrial dele estava sob controle e ele começou a andar.
-
-
“Incrível. Eu não conseguia acreditar que estava de pé novamente. Deus está trabalhando, veja o que Deus fez. Foi então que o verdadeiro impacto das orações começou a me atingir. Aqui está, prova viva, posso andar de novo”, declarou Doug.

Durante quatro meses o idoso realizou fisioterapias e conseguiu recuperar 95% de suas funções motoras. Depois de uma cirurgia para corrigir sua fibrilação atrial, ele voltou a dirigir e a trabalhar. 

Tempo depois, Doug e Patti voltaram para a Flórida para terminar as férias interrompidas:

“Eu estava correndo, chorando e louvando a Deus. Resolvi pegar algumas conchas para lembrar da corrida. Mas, no Natal recebi da minha filha uma caixa com as conchas que também continha o versículo de Isaías 40:31: 'Aqueles que esperam no Senhor renovarão as suas forças. Eles subirão com asas como águias. Eles correrão e não se cansarão, caminharão e não desmaiarão'”.
        Patti e Doug. —  Foto/Reprodução/CBN News.

Doug agora atua como mentor, aconselhando e encorajando outras pessoas que sofreram derrames. Ele e Patti glorificam a Deus pela recuperação milagrosa.

Estou muito grata a Deus depois de tudo que passamos. Agradeço a Ele o tempo todo por nos dar mais tempo juntos. É muito gratificante e muito tranquilo saber que Ele sempre nos protegeu e está em nossa vida permanentemente”, disse Patti. 

“Ainda me leva às lágrimas. Todos se reuniram e oraram, foi um esforço inacreditável para me salvar e me curar. É tudo Deus, não sou eu, e é tudo para Sua glória. A oração é poderosa e sou um testemunho vivo do poder de Deus”, concluiu Doug. 
-
-

As informações são do GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CBN NEWS.

Edição Geral: CN.

Publicação
CN - Conexão Notícia - www.cnoticia.com.br.
-
-
****************************************************
Ex-ator da Globo testemunha sua fé em Jesus: “Ninguém é inconvertível.”
        Carlos Machado. —  Foto/Reprodução/Estevam Avellar/Rede Globo/Divulgação/Instagram/Carlos Machado.

Publicado no Conexão Notícia  em 17.maio.2024. Atualizado em 19.maio.2024.

Mundo Cristão Carlos Machado contou que só se converteu por um dia alguém orou e o convidou a conhecer a Palavra de Deus. 

O ator Carlos Machado, conhecido por atuar nas novelas da rede Globo, está compartilhando seu testemunho de conversão nas redes sociais.
Em um vídeo, Carlos, de 59 anos, contou que só aceitou Jesus porque a falecida atriz Inalda de Carvalho orou pela sua salvação.

“Pensa numa pessoa inconvertível, numa pessoa que não tem jeito. Que quando falava-se das coisas de Deus, da Bíblia, levantava e dizia: ‘Isso é história da carochinha. Por favor, não quero participar disso’. Eu era assim”, disse Carlos no Instagram.

“Sabe por que eu conheci de verdade Jesus Cristo e entreguei minha vida para Ele? Porque alguém orou por mim e porque alguém me convidou para conhecer a Palavra de Deus, para me aprofundar nesse sentido do conhecimento da Palavra”, acrescentou.

Então, Carlos encorajou os internautas: “Ore por alguém, convide alguém, ninguém é inconvertível”.
-
-
‘Qual é o seu propósito?’

No vídeo, Carlos citou a passagem bíblica em Romanos 8:28, que diz: “Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito”.

“O propósito Dele [do Senhor]. Eu acredito que o meu propósito é falar do amor de Deus e da salvação através do único caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai a Deus a não ser por Ele, Jesus Cristo”, destacou ele.

Nesse momento, Carlos perguntou: “Qual é o seu propósito?”. E concluiu com uma mensagem de encorajamento para os internautas: 

Descubra o seu propósito porque o melhor lugar para estar, na sua vida, é debaixo do seu propósito. Deus te abençoe, pensa nisso”.
-
-
Nos comentários, muitos aproveitaram a oportunidade para compartilhar seus testemunhos:

“Fico tão feliz quando Deus toca no coração de alguém, assim como Ele fez na sua vida Carlos, em 2013 eu ouvia falar de Jesus, mas não conhecia. Hoje, eu ando com Cristo, e a minha vida foi transformada”, escreveu uma mulher.

E outra comentou: “Carlos, eu era assim. Mas, há 16 anos conheci o Senhor Jesus”.

“Não sei quem orou por mim, mas hoje agradeço a Deus, nosso Senhor por conhecer de verdade o seu Evangelho. Cristo vive”, testemunhou outra. 


As informações são do GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO INSTAGRAM DE CARLOS MACHADO.

Edição Geral: CN.

Publicação
CN - Conexão Notícia - www.cnoticia.com.br.
-
-
****************************************************
Ex-guerrilheiro na Colômbia, pastor testemunha conversão
        “Me tornar alvo da guerrilha é consequência da minha decisão por Cristo”, conta o líder evangélico. —  Foto/Reprodução/Portas Abertas.

Publicado no Conexão Notícia  em 23.abril.2024 Atualizado em 07.maio.2024.

Mundo Cristão Missionário está no Brasil para conscientizar sobre perseguição a cristãos em seu país.

Ex-perseguidor de cristãos na Colômbia e antigo guerrilheiro de grupo armado no país, o pastor Felipe (pseudônimo*) está no Brasil para contar o impactante testemunho de sua conversão e relatar como é ser missionário em regiões hostis ao Evangelho. Em entrevista ao Pleno.News, ele deu detalhes sobre sua história de vida e também contou de seu atual trabalho como líder religioso em aldeias no nordeste do país, que é o 30° da Lista Mundial da Perseguição 2024.

No decorrer da entrevista, o pastor Felipe falou sobre como as circunstâncias de sua infância o levaram a ser aliciado por guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional (ELN) aos 6 anos, e de como tornou-se comandante de 170 revolucionários aos 17 anos. Ex-ateu, o líder cristão também explicou a experiência sobrenatural que teve com Deus ao ser livrado da morte e seu posterior compromisso de seguir a Jesus pelo resto de seus dias, mesmo diante do risco à sua vida e de sua família.

5 Yudi Tamashiro e Mila Braga evangelizam em Paris: “Deus que tira você da depressão”
– De perseguidor, eu passei a perseguido pela guerrilha. Eles ainda me perseguem, pois têm em mim um desertor da guerrilha, um louco que prega a Jesus e eles não querem isso por ali – declarou Felipe.

O colombiano já passou por Belém (Pará), São Paulo (SP), e nos próximos dias 24 a 28 de abril estará em diversas igrejas de Belo Horizonte (MG). Confira a entrevista completa e também a agenda do pastor em Minas Gerais.
-
-
ENTREVISTA:

O senhor disse que teve uma infância difícil. Pode dar mais detalhes sobre como foi?

Eu nasci em 1969 em uma região camponesa e pobre da Colômbia. Meu pai era alcoólatra e minha mãe morreu quando eu tinha 1 ano de vida. O que me acontece depois disso é fruto de orfandade e solidão. Desde então, uma família que não conhecia ao Senhor ficou responsável por mim e ali, durante a minha infância, [cresci] sem princípios cristãos. Não me ensinaram o que é ser uma família, como estar em família. O que me ensinaram foi a filosofia do marxismo, do materialismo. E eu não conhecia nada além da guerrilha. Já com 6 anos de idade, eu prestava serviços para a guerrilha, levando e trazendo mensagens, cartas e fazendo pequenos serviços.

Como foi o período em que serviu na ELN?

Nesse tempo, as pessoas do campo não tinham trabalho ali e tinham que ir a outras cidades para arranjar trabalho, e a guerrilha não via isso com bons olhos, porque as pessoas poderiam estar levando informações do que acontecia naquela comunidade para a polícia, para o exército. E, já naquele tempo, se via a perseguição contra a Igreja de Cristo, contra os cristãos que pregavam o evangelho ali.

Havia um homem que a guerrilha me mandou que eu o levasse até eles. Eu era apenas um menino. Como iria convencer esse homem a me seguir? Eu era do campo, sabia como as pessoas viviam ali e se viravam para conseguir trabalho. Então, eu o convenci a me seguir para outra casa, dizendo que o estavam procurando para um trabalho. No meio do caminho, surgiu a guerrilha. Eu pensei: “Que bom, vão dar trabalho a este homem”. Mas eles o amarraram e disseram: “Hoje você vai participar deste trabalho da guerrilha e vai participar deste crime”. Naquele dia, minhas mãos se sujaram de sangue pela primeira vez.

Pouco antes de completar 7 anos de idade, a guerrilha me recrutou. Eles me disseram: “Você não mais viverá como civil, você virá para as montanhas e viverá como um guerrilheiro”. E nesse lugar eu fui educado, moldado, transformado e aprendi a ler e escrever.

E aos 11 anos eu tinha 10 guerrilheiros sob o meu comando. A guerrilha começou a crescer e eu também, em estatura, idade, responsabilidade. Aos 17 anos eu tinha 170 guerrilheiros sob minha responsabilidade, sob meu comando. Só para esclarecer, aqueles que estão no comando de uma guerrilha não matam, eles mandam matar. Mas eu tinha muita vontade, muita sede de matar um cristão.

Um dia, descendo da montanha com alguns homens do meu comando, vimos um homem pregando o Evangelho. Eu tinha 17 anos e o vi pregando em uma casa camponesa. E eu me aproximei para ameaçá-lo, mas se tivesse oposição eu iria matá-lo. Deus tinha um plano muito especial para minha vida. Mas eu não sabia. Hoje eu entendo o que a Bíblia diz que somos predestinados antes da fundação do mundo para a salvação. E essa foi a minha primeira experiência com Deus, ainda sendo um ateu.
-
-
Eu não permitia que ninguém me falasse de Deus ou me pregasse o Evangelho. Eu ameaçava quem fosse, e fui, fortemente armado para matar aquele homem. E eu perguntei a ele: “Quem te permitiu pregar o Evangelho aqui?”. E ele me disse: “O Senhor Jesus Cristo”. Aquilo me deixou muito indignado, porque era uma afronta direta contra mim e meu comando. E eu disse: “Então, hoje você vai morrer”. E esse homem valente, pegou a Bíblia em suas mãos (ele tinha mais ou menos a minha mesma idade) e eu dei um passo em sua direção e ele deu dois passos em minha direção. Ele era muito corajoso. Na verdade, eu ia matá-lo, mas ele me matou primeiro, pois a cada passo que eu dava em direção a ele, ele dava quatro passos na minha direção. Eu não conseguia sacar a arma, suava frio e tinha vontade de chorar.

Esse homem muito valente, antes de eu sacar minha pistola, me apontou com a Bíblia e disse: “Sabe, comandante, se o senhor me matar hoje, Deus vai levantar homens nessa montanha para pregar o Evangelho. E o Espírito Santo está me revelando hoje que o senhor será mais um homem que Deus vai levantar para pregar o Evangelho nessa montanha”. Esse homem me deixou totalmente neutralizado. E eu o mandei embora. Ele se foi e os meus comandados começaram a me cobrar do porquê eu não o havia matado depois de tanta afronta. Eu somente respondi: “Porque eu não quis”.

Conte-nos como o senhor conheceu Jesus e converteu-se ao Evangelho, virando pastor?

Eu encontrei outros cristãos na montanha e nunca tinha coragem de tocar neles. Hoje eu entendo que o anjo do Senhor acampa ao redor dos que amam a Deus e os defende. Depois dessa experiência, com esse pastor, eu tive outros encontros com cristãos. E, na Colômbia, todos os guerrilheiros são, também, satanistas.

Eu também comecei a ler e rezar a Satanás e pedi, uma noite que ele aparecesse a mim. Mas ele não apareceu. Então, eu pedi que se o Deus dos evangélicos existisse, que ele aparecesse a mim, porque eu queria conversar com ele e queria que ele me desse poder para libertar a Colômbia do jugo do governo. Mas nenhum dos dois apareceu, e eu conclui que não existia nem Deus nem Satanás.

Continuei na guerrilha, matando gente, queimando casas e igrejas de cristãos, em batalhas contra o exército. Mas um dia, eu tive um sonho em que uma porta se abria no céu e um homem descia e disse-me: “Felipe, se você não se arrepender, certamente você vai morrer”. E aquela voz entrou na minha cabeça, no meu coração e foi tremendo. Eu caí de joelhos chorando, e caíam folhas e frutos e galhos das árvores. Foi tremendo. E essa voz me seguia por muito tempo.

Um dia, em meio a um confronto com o exército, eu fui capturado. Eu fui torturado de forma cruel e indigna durante 17 dias. Eu estava quase morrendo. Eles já estavam decididos a me matar ou enterrar vivo, quando chegou um tenente do exército e os chamou a atenção pelo estado em que tinham me deixado e me levou para a prisão.

A guerrilha ficou sabendo da minha prisão – achavam que eu estava morto – e pagou a fiança e eu fui libertado. Eu saí da prisão ainda com mais raiva, ódio e vontade de matar. Meus combates eram violentos e um dia, me vi sozinho, dentro de uma casa cercada pelo exército, com helicópteros e muitos soldados me caçando. Eu já estava sem munição e não tinha mais o que fazer.

Então ouvi a voz do cristão que eu havia ameaçado e ouvi a voz do homem do sonho e orei: “Se o Deus dos evangélicos me tirar daqui, me livrar da morte, eu vou servi-lo até morrer”. Eu fechei os olhos e quando abri novamente, eu via a casa onde eu estivera, os soldados e os helicópteros há quilômetros de distância. E eu fugi e enquanto fugi, escutei literalmente essa voz: “Felipe, eu sou Jesus de Nazaré que te tirou do meio do combate, levanta, foge e não volte mais”. E eu levantei, aceitei a Cristo como meu Senhor e Salvador. Desde esse dia eu sirvo a Jesus. Esse dia, foi o dia do Senhor para mim.

Então, de perseguidor, eu passei a perseguido pela guerrilha. Eles ainda me perseguem, pois têm em mim um desertor da guerrilha, um louco que prega a Jesus e eles não querem isso por ali.

Como foi tornar-se alvo da perseguição com a qual contribuiu durante anos?

Me tornar alvo da guerrilha é consequência da minha decisão por Cristo. Tenho medo de que minha família fique sem o pai e esposo, mas eles também têm noção do perigo que eu corro e do perigo que eles mesmos correm, pois também são cristãos e pregam a Jesus em uma zona de conflito dominado pela guerrilha e pelo tráfico de drogas.

Hoje, as montanhas da Colômbia são dominadas por narcotraficantes, guerrilheiros e milicianos. Todos eles, querem que os cristãos parem com suas atividades. Crianças cristãs são especialmente desejadas pelas guerrilhas e aliciadas o tempo todo, pois são crianças com princípios, leais e que obedecem aos mais velhos, tudo o que eles precisam para criar gerações de guerrilheiros.

Tive um filho aliciado pela guerrilha e uma filha sequestrada por eles. Graças a Deus, os dois voltaram para casa e eu pude ter a oportunidade de levá-los a um lugar seguro, o Abrigo Lar Cristão, que é mantido pela Portas Abertas. Lá, eles receberam ensino fundamental e médio, receberam a Palavra de Deus e tudo o que necessitavam para cura pós-trauma e para seguir como cristãos. Hoje, eles não estão mais no abrigo e seguem suas vidas em segurança.
-
-
Como sua família lida com os riscos de ser cristão em regiões perseguidas?

Temo por meus filhos e pelos filhos de todos os cristãos nas montanhas e comunidades indígenas da Colômbia. A perseguição é constante e vivemos com a ideia de morte todos os dias.

Meus filhos trabalham, vivem e falam de Jesus onde estão. Tenho uma filha que não vive na Colômbia mais, está trabalhando em outro país. Mas tenho também, a caçula, com 13 anos que está nas montanhas conosco e vive a perseguição de perto. Na escola, quando não é discriminada e perseguida por ser cristã, ela tem que conviver com dias e dias sem aula, pois a guerrilha decreta estado de sítio não permitindo a circulação de civis nas áreas de confronto entre guerrilhas ou entre a guerrilha e o exército.

Como é o Abrigo Lar Cristão e como foi a decisão de enviar seus filhos para lá?

Minha filha já havia sido sequestrada pela guerrilha. Passou poucos dias com eles e foi resgatada. Meu filho estava sendo permanentemente aliciado pela guerrilha e eu já via o tempo em que ele seria tomado pelos guerrilheiros. Não havia mais o que fazer a não ser fugir com eles ou os tirá-los de lá. Então, conheci o Abrigo Lar Cristãos e vi que era a melhor alternativa para eles.

O senhor enxerga semelhanças na sua vida com a história do apóstolo Paulo? Se inspira nele?

Sim, claro. Meu chamado, respeitando as devidas proporções, foi como o chamado de Paulo. Me inspiro na Palavra de Deus, nas cartas de Paulo às igrejas e na vida de Jesus. O chamado e as cartas, assim como toda a Bíblia, são minha inspiração diária.

Quais são seus sonhos para o futuro?

Viver e morrer por Cristo (risos). Na verdade, estamos em plena fase de treinamento de líderes e plantação de igrejas em nossa região. Isso é amplamente apoiado pela Portas Abertas, que treina nossos líderes e membros da igreja para resistir à perseguição de forma bíblica.

Qual recado você daria à Igreja brasileira?

Continuem firmes no Evangelho e na missão de apoio à Igreja Perseguida na Colômbia. Quando estamos no campo, principalmente quando passamos por algum perigo iminente, sentimos o poder de Deus e sentimos que existem irmãos orando por nós. Isso é real e precisamos que isso continue. A oração de vocês é vital para que permaneçamos firme durante a perseguição. Não nos esqueçam e orem por nós.
-
-
AGENDA DO PASTOR FELIPE EM BELO HORIZONTE (MG):

23|04 – 20h – Igreja Pentecostal Herdeiros de Deus
Rua Ilha de Malta, n° 48 – Bairro São Gabriel

24|04 – 20h – Igreja Batista da Pampulha
Av Portugal, n° 637 – Bairro Jardim Atlântico

25|04 – 09h – Mentoria Pastores e Líderes (8ª Igreja Presbiteriana de BH)
Rua Nestor Soares de Melo, n° 15 – Bairro Palmares

25|04 – 20h – Igreja Batista do Barro Preto
Av. Augusto de Lima, n° 1962 – Bairro Barro Preto

26|04 – 20h – Comunidade Evangélica Internacional – CEI
Av. VP1, 2136 – Contagem MG

27|04 – 19h30 – A Ponte BH
Rua Castelo de Sintra, n° 968 – Bairro Castelo

28|04 – 10h – Comunidade Cristã da Zona Sul
Rua Jornalista Djalma Andrade, n° 1350 – Bairro Belvedere

28|04 – 17h30 – Igreja Batista Getsêmani
Rua Cassiano Campolina, n° 360 – Bairro Dona Clara

*O nome do pastor foi alterado por motivos de segurança.


As informações são do Pilieinio Nieiwis.

Edição Geral: CN.

Publicação
CN - Conexão Notícia - www.cnoticia.com.br.
-
-
****************************************************

Divulgação do CN - Conexão Notícia.
O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Compartilhe as nossas notícias em suas redes sociais!

Tecnologia do Blogger.