Redes Sociais

Header Ads

MG: Número de profissionais do SUS infectados por Covid-19 sobe para 160 em BH

 Sindicato quer que todos os profissionais sejam testados. —  Foto/Reprodução/Marcello Casal Jr./Agência Brasil.

MG: Número de profissionais do SUS infectados por Covid-19 sobe para 160 em BH
Fonte: BHAZ, Marcela Gonzaga.* —   Publicado no  CN em 09.jul.2020. 

Agentes de Saúde | O Sindibel (Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos Municipais de Belo Horizonte) informa que o número de profissionais do SUS (Sistema Único de Saúde) infectados com a Covid-19 subiu para 160 na capital mineira. O dado é maior do aquele divulgado no Boletim Epidemiológico do Executivo municipal.

Segundo o sindicato, 65 novos casos ocorreram nos últimos sete dias. Auxiliares e técnicos em enfermagem são os mais afetados, com 61 infectados. Em seguida, aparecem os profissionais de enfermagem com 25 casos confirmados da doença. Em terceiro lugar, os médicos contabilizam 21 contaminados. Os agentes comunitários de saúde somam 12 casos.

Dados da PBH
O Boletim Epidemiológico da Covid-19, da PBH (Prefeitura de Belo Horizonte), aponta que a capital mineira tem 133 profissionais da saúde da rede própria do SUS/BH que testaram positivo para o novo coronavírus até esta sexta-feira (3).

Os técnicos em enfermagem (45) e os enfermeiros (18) são as categorias com os maiores números de servidores confirmados com o vírus.

Procurada pelo BHAZ, para esclarecer a diferença nos números, a assessoria da SMSA (Secretaria Municipal de Saúde) disse que muitos servidores são testados em laboratórios particulares, o que gera um atraso na comunicação.


Para o presidente do Sindibel, Israel Arimar de Moura, em entrevista ao BHAZ (relembre aqui), todos os servidores devem ser testado. “Nem todos os servidores são testados pela administração municipal. Estamos questionando a SMSApara entendermos por qual motivo só testam os profissionais que lidam com pacientes infectados. Isso justifica a diferença dos dados. Todos têm que ser testados”.

VEJA TAMBÉM:
LUTO NA BAHIA: Mais um Agente de Combate às Endemias vem a óbito no estado
Ministério da Saúde: PORTARIA Nº 1.696, DE 3 DE JULHO DE 2020 
Ministério da Saúde adia o prazo para que o Agentes de Saúde cadastre a população 
Agentes de combate às endemias viabilizam ações efetivas de combate à dengue
CEARÁ: Mais entrega de Kits aos Agentes Comunitários de Saúde
Fortaleza concentra 48% dos casos de dengue com sinais de alerta registrados em 2020
MG: Concurso para Agente Comunitário de Saúde e de Combate às Endemias
Brasil atinge 1 milhão de curados; 64,1% dos pacientes venceram a doença
SINDACS-AL busca apoio para garantir reajuste de insalubridade dos ACS/ACE
Sindacs/PE retomou o atendimento jurídico aos ACS e ACE no Agreste Meridional 
Ministério da Saúde completa 50 dias sem titular

Sobre as reivindicações, a SMSA disse ainda que tem mantido diálogo constante com o Sindibel e que “elabora nota técnica para orientar e ampliar o monitoramento dos contatos domiciliares positivos de profissionais da saúde da rede SUS-BH”.

A pasta ainda esclareceu que o profissional da saúde da PBH que apresenta sintomas respiratórios é afastado do trabalho, seja aquele que atua ou não na assistência direta aos usuários. “Casos com sintomas mais graves são testados para a Covid-19”, informou.

Nota da PBH na íntegra:
“A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que mantém diálogo constante com o Sindbel, já recebeu as reivindicações e que elabora nota técnica para orientar e ampliar o monitoramento dos contatos domiciliares positivos de profissionais da saúde da rede SUS-BH.

É importante esclarecer que todo profissional de saúde da PBH, com sintomas respiratórios, que atua ou não na assistência direta aos usuários, é afastado do trabalho, encaminhado para agendamento de perícia e acompanhado pela equipe assistencial. Casos com sintomas graves são testados para a Covid-19.

Com abertura do Laboratório Municipal de Biologia Molecular (Laboratório de teste PCR para COVID), a Prefeitura fará exames em todos os trabalhadores de saúde de unidades assistenciais, incluindo Agente de Combate a Endemia (ACE) e Agente Comunitário de Saúde (ACS), com sintomas respiratórios. Desde o dia 21/3, todos os trabalhadores da linha de frente com sintomas gripais são testados.

O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde – Cievs, da PBH, acompanha e orienta quanto às medidas necessárias a serem tomadas nas unidades de saúde de Belo Horizonte que tem em seu quadro profissionais confirmados pela Covid-19.

Os dados sobre profissionais da saúde testados para a Covid-19 são divulgados de segunda à sexta-feira, no Boletim Epidemiológico e Assistencial disponível no link: https://prefeitura.pbh.gov.br/saude/coronavirus“

MARCELA GONZAGA
Editora do BHAZ desde fevereiro de 2020. Jornalista graduada pela Newton Paiva. Trabalhou como produtora de TV e chefe de produção durante 14 anos, com passagens pela RecordTV, Rede Minas, RedeTV!, TV TRT-MG e TV TJMG.



Postar um comentário

0 Comentários