Redes Sociais

Header Ads

SALTO NA RENDA: Ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, passará a receber mensalmente R$ 115 mil, livre de impostos.

Abraham Weintraub terá 400% de aumento de salário ao assumir Banco Mundial—  Foto/Reprodução.  


SALTO NA RENDA: Ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, passará a receber mensalmente R$ 115 mil, livre de impostos. 
Fonte:  Estado de Minas, Roger Dias. —  Publicado no  CN em 19.jun.2020.   

Brasília  Ex-ministro da Educação passará a receber mensalmente R$ 115 mil, livre de impostos, e precisará morar em Washington.

Ao deixar o Ministério da Educação para assumir a direção do Banco Mundial, Abraham Weintraub terá um aumento de salário de quase 400% por mês. Se antes recebia o valor de R$ 30.934, pago a um ministro, o professor universitário passará a arrecadar mensalmente US$ 21.547 (quase R$ 116 mil) para atual na instituição financeira. 

Os vencimentos anuais do ex-ministro chegarão a US$ 258.570, cerca de R$ 1,3 milhão. Seu salário será livre de impostos – por ser funcionário internacional, ele não é cobrado pela Receita Americana –, situação diferente de quando chefiava a pasta da Educação. 

Ele assumirá o cargo de diretor-executivo do Grupo de Acionistas que o Brasil representa no Banco Mundial, que contém Colômbia, Filipinas, Equador, República Dominicana, Haiti, Panamá, Suriname e Trinidad e Tobago.


Desta forma, sua função dependerá de boas relações com os representantes do grupo para que o Brasil possa obter novos investimentos. 

VEJA TAMBÉM: 
Médico Hélio Angotti assume secretaria no Ministério da Saúde 
Deputado bolsonarista chama ministro do STF de “canalha” após ter sigilo quebrado
Na mira da Polícia Federal: Secretarias de Saúde são alvos em Pernambuco  
Pernambuco: Governador Paulo Câmara anuncia a retomada dos cultos das igrejas
AM: Queda da Covid-19 faz Manaus voltar a usar covas individuais *
Após pressão, Amazon encerra venda de livro pedófilo
Sara Winter é denunciada pelos crimes de injúria e ameaça contra Alexandre de Moraes
78 oficiais das Forças Armadas emitem dura nota contra Ministro Celso de Mello do STF

Weintraub deixou o Ministério da Educação depois de uma série de polêmicas envolvendo o MEC e de declarações dadas em redes sociais. No domingo, ele havia participado de ato de apoio ao governo em Brasília, mas não usou máscaras e foi multado em R$ 2 mil pelo governo do Distrito Federal.

Além disso, é alvo do Supremo Tribunal Federal (STF) no inquérito das fake news por ter falado em prisão de ministros da Corte e os xingado de “vagabundos”. Weintraub também é investigado por suposta prática de racismo ao ironizar a China.

Deputado bolsonarista chama ministro do STF de “canalha” após ter sigilo bancário quebrado:

Confira o vídeo com o deputado federal Otoni de Paula.   

Postar um comentário

0 Comentários