Redes Sociais

Header Ads

Após críticas, 'Globonews' faz edição com painel composto por jornalistas negros

 'Globonews' respondeu às críticas e o programa teve um painel para discutir tema com todos os jornalistas negros. —  Foto/Reprodução.  


Após críticas, 'Globonews' faz edição com painel composto por jornalistas negros
Fonte:   Conexão Notícia. —  Publicado no  CN em 03.jun.2020.  


Brasil - O programa 'Em Pauta' da emissora foi contestado na última terça por ter apenas comentaristas brancos para discutir os polêmicos protestos denominados de "antirracistas," que acontecem no Brasil e nos Estados Unidos. Nesta quarta-feira, a 'Globonews' respondeu às críticas e o programa teve um novo painel para discutir o tema, desta vez apenas com jornalistas negros. 

Flavia Oliveira e Zileide Silva também foram anunciadas como participantes fixas do 'Em Pauta'.

SOBRE AS MANIFESTAÇÕES
Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, afirmou, nesta segunda-feira (1), que o país precisa de “segurança” não de “anarquia”.
Fonte: RENOVA Mídia, TARCISO MORAIS

“Estes não são atos de manifestantes pacíficos, são atos de terroristas domésticos”, disse Trump.

Em pronunciamento nos jardins da Casa Branca, em Washington D.C., Trump citou vários casos de violência que aconteceram no país nos dias recentes.

“Estes não são atos de manifestantes pacíficos, são atos de terroristas domésticos”, acrescentou.

Trump disse que estava tomando uma “ação presidencial imediata” para parar a violência, mobilizando todos os recursos federais disponíveis, civis e militares, para proteger os direitos dos cidadãos.

VEJA TAMBÉM:
Época - Pesquisa revela pessimismo entre médicos sobre pico de casos de coronavírus
Pastor lidera multidão em queima de máscaras: ‘Deus não se agrada de medrosos’
RedeTV! Saiba como contestar resultado do cadastro do auxílio emergencial
Agentes comunitários de saúde reclamam da falta de equipamentos de proteção 
Evangélico do PSOL ajudou organizar protesto de torcidas que terminou em tumulto
Hackers expõem dados pessoais da família Bolsonaro e de aliados
Covid-19: quais as recomendações sobre as ações de Vigilância à Saúde pela APS?
Pesquisa Datafolha indica que 67% diz que têm orgulho de ser brasileiro
Senado faz consulta pública sobre o limite de barulhos emitidos por igrejas
+“Alexandre de Moraes se torna imperador do Brasil”, ironiza pastor Silas Malafaia

“Meu primeiro e mais importante dever como presidente é defender nosso grande país e o povo americano”, disse Trump.

“Não podemos permitir que os gritos de paz pacíficos sejam abafados por uma multidão enfurecida. As maiores vítimas dos distúrbios são cidadãos amantes da paz em nossas comunidades mais pobres e, como presidente, lutarei para mantê-los seguros”, acrescentou.

Trump disse que “milhares de soldados fortemente armados” vão impor um toque de recolher na capital dos EUA.


“Onde não tem lei, não há oportunidade. Onde não há justiça, não há liberdade. Onde não há segurança, não há futuro”, acrescentou Trump.





Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 





Postar um comentário

0 Comentários