Redes Sociais

Header Ads

Cristofobia: um a cada 8 cristãos no mundo são perseguidos, diz Portas Abertas

 A imprensa brasileira tem se posicionado passivamente em relação à Cristofobia. —  Foto/Reprodução.

Cristofobia: um a cada 8 cristãos no mundo são perseguidos, diz Portas Abertas
Publicado no Conexão Notícia em 23.set.2020.   

Mundo Cristão  | O discurso de abertura do presidente Jair Bolsonaro na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, na última terça-feira (22), abriu um debate sobre a existência da cristofobia no Brasil, algo que em âmbito mundial já é reconhecido pela organização Portas Abertas.

Falando exclusivamente ao Gospel Mais, a entidade que é referência internacional no monitoramento da perseguição religiosa no mundo destacou alguns números que endossam a preocupação do presidente da República.

“Em todo o mundo, mais de 260 milhões de cristãos vivem em países em que seguir a Cristo pode custar a vida e enfrentam todo tipo de perseguição: por parte de suas famílias, comunidades, religiosos extremistas de religiões majoritárias,  governos autoritários, entre outros. Um a cada 8 cristãos no mundo são perseguidos”, disse a entidade.

Diferentemente do que muitos imaginam, inclusive grande parte da imprensa brasileira que, nas últimas horas, passou a tentar desacreditar a fala do presidente Bolsonaro sobre a cristofobia, a perseguição aos cristãos ocorre de múltiplas formas, incluindo a ideológica, e não apenas através de agressões físicas, prisões e assassinatos.

“A violência contra cristãos se configura de várias maneiras: física, psicológica, verbal, sexual, discriminação, ataques a igrejas, casas e comércios de cristãos, crianças cristãs são discriminadas em escolas, mulheres são violentadas e sequestradas, obrigadas a se casarem com guerrilheiros de grupos radicais”, disse a Portas Abertas.

O abuso também é cometido contra homens que, quando descoberta a conversão por parte de sua família e comunidade, são separados de suas esposas e filhos, perdem empregos, casas, terras e identidade. Muitos cristãos são presos, torturados e até mortos”, completa.

Isto significa que no Brasil a cristofobia pode se configurar em um tipo de perseguição psicológica, através de ataques morais, cada vez que por causa da sua fé um cristão é ofendido, intimidado e discriminado, por exemplo, ao discordar de assuntos que contariam os princípios bíblicos.


Live Solidária pela Igreja Perseguida
Pensando em ajudar os cristãos que sofrem perseguição em várias partes do mundo, a Portas Abertas também resolveu realizar no próximo dia 26 uma Live solidária, reunindo artistas do mundo gospel para arrecadar fundos com esse objetivo.

“Paulo César Baruk e Rebeca Nemer, Eyshila, Davi Lago, Rachel Novaes, Gabriel Guedes, Thiago Grulha e André Aquino são alguns dos nomes que já garantiram a presença no evento em favor dos 260 milhões de cristãos perseguidos no mundo”, diz a entidade.

A Live Solidária da Portas Abertas acontecerá no dia 26 de setembro. Para receber mais informações sobre horários e a plataforma onde irá acontecer, inscreva-se no link https://missao.portasabertas.org.br/livesolidaria .

Ainda segundo a organização, todos os recursos recebidos durante a Live Solidária serão revertidos para a campanha Um com Eles. A ideia é auxiliar os cristãos que sofrem privações em função da fé em Jesus, especialmente agora, durante a pandemia do novo coronavírus.

Gospel Mais, WILL R. FILHO 

Postar um comentário

0 Comentários