Redes Sociais

Header Ads

Casos de Covid-19 são monitorados por Agentes Comunitários de Saúde em Rio das Ostras.

Agentes Comunitários iniciaram o projeto em Nova Cidade e seguem para outras localidades. —  Foto/Reprodução.

Casos de Covid-19 são monitorados por Agentes Comunitários de Saúde em Rio das Ostras.
Publicado no Conexão Notícia em 21.set.2020.   

Agentes de Saúde Equipes de Estratégia de Saúde da Família acompanham casos suspeitos e evolução dos casos confirmados da doença.

Rio das Ostras - Um suporte importante tem contribuído de forma bastante positiva nas ações referentes ao enfrentamento do novo coronavírus em Rio das Ostras. Desde o início da pandemia, o Município conta com o trabalho dedicado dos Agentes Comunitários de Saúde, que começaram a realizar um projeto de monitoramento de famílias e casos de Covid-19 em várias localidades.

Segundo a chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica de Rio das Ostras, Andréa Viana, que é parceira nesse projeto, foi dado um suporte técnico para as equipes de Estratégia de Saúde da Família monitorarem os casos suspeitos e também acompanharem a evolução dos casos confirmados da doença.

“É uma ação interessante, de caráter preventivo de monitoramento com participação ativa dos Agentes Comunitários de Saúde, que foram chamados para essa situação e desenvolveram um projeto muito bacana. É importante o reconhecimento desse trabalho desenvolvido por todos esses meses e que ainda acontece, sendo um trabalho de apoio e parceria comunitária”, ressaltou Andréa, que participou de uma reunião na última semana com agentes, enfermeiros e médicos de família.

As ações desenvolvidas pelos agentes comunitários ganharam a parceria de professores da UFF - Rio das Ostras, que resultaram no apoio de uma cooperativa de costureiras, que produziram máscaras, e na doação de kits de higiene para as famílias em situação mais crítica. Além disso, foi desenvolvido um Gibi para crianças em isolamento domiciliar, com histórias e desenhos para colorir, para que pudessem entender melhor sobre a Covid-19.

O projeto também rendeu a primeira parceria com a Cruz Vermelha, que fez a desinfecção das ruas e residências que tiveram casos positivos. Por meio desse trabalho, o projeto de desinfecção de ruas da Prefeitura também foi encaminhado para atender os locais com maior número de casos e óbitos.


CONSCIENTIZAÇÃO - A Agente Comunitária de Saúde, Lidiane Moreira Talon, conta que o início do trabalho foi complicado devido à falta de informação sobre a doença, mas que com todo esse apoio, foi tomando forma. O projeto começou em Nova Cidade, onde a agente mora.

“Temos um elo com a comunidade e tudo que acontece em relação à saúde e outros assuntos, eles nos procuram. Surgiram os questionamentos, inclusive de pessoas já com sintomas. Essas parcerias foram muito importantes nesse processo, pois ficou mais fácil de compartilhar as orientações. Começamos a fazer o trabalho de monitoramento e, apesar de difícil, conseguimos também trabalhar com conscientização para que os moradores ficassem em quarentena e evitassem as aglomerações. Essa é uma resposta da Prefeitura à população, pois as pessoas não se sentiram mais abandonadas e estão agradecidas. Estamos aptos e cumprindo nosso dever. Acredito que no final vai dar tudo certo”, concluiu Lidiane.  
Por O Dia

 



Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 


Postar um comentário

0 Comentários