Redes Sociais

Header Ads

Justiça Federal do Rio determina que Caixa pague o auxílio emergencial em até cinco dias

  A Dataprev também precisará cumprir a análise dos dados cadastrais no prazo máximo de cinco dias. —  Foto/Reprodução/Cléber Mendes.


Justiça Federal do Rio determina que Caixa pague o auxílio emergencial em até cinco dias
Fonte:  O Dia —  Publicado no CN - Conexão Notícia em 12.maio.2020.   

Também foi determinado que todas as agências bancárias funcionem diariamente, incluindo aos finais de semana, de 8h às 18h

A Justiça Federal do Rio determinou que a Caixa Econômica Federal adote novas medidas para o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 aos trabalhadores informais. A decisão da 3ª Vara da Justiça do Rio inclui o pagamento no prazo máximo de cinco dias, a partir da data de conclusão do cadastro.

Este prazo de cinco dias deve ser contabilizado a partir da data de conclusão da análise dos dados feitos pela Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev). A Dataprev também precisará cumprir a análise dos dados cadastrais no prazo máximo de cinco dias, a partir da data do cadastro no aplicativo digital da CEF.

A decisão da 3ª Vara da Justiça do Rio também determinou o funcionamento e a abertura de todas as agências bancárias em horário estendido, de 8:00 às 18:00h, inclusive aos sábados e domingos, enquanto durar a demanda provocada pelo calendário de pagamento do auxílio emergencial.

Veja também:
Crivella diz que vai analisar relatório da Fiocruz que recomenda lockdown
Ceará registra 5 mortes de enfermeiros e tem 2º maior número de infectados no NE
Governador do Piauí analisa reabertura parcial do comércio
Caixa vai mudar pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 
Golpe promete liberar saque do FGTS em troca de compartilhamento de mensagem 
Hashtag “Obamagate” está entre as mais tuitadas do mundo após post de Trump
Cofen vai à Justiça para preservar profissionais integrantes dos grupos de risco
Sem pedir permissão, centenas de igrejas da Califórnia planejam reabrir em 31 de maio
Itália inicia tratamento em massa com o uso precoce de hidroxicloroquina
Confira as histórias de pessoas lutam contra o desemprego em meio à pandemia 

As filas de atendimento das agências também precisam seguir as recomendações do Ministério da Saúde, com distância mínima de 2 metros entre as pessoas e demarcação no piso com o distanciamento necessário. Além de providenciar uma equipe para auxiliar o atendimento presencial e promover a organização e o controle das filas externas.

Também ficou determinado que a Caixa faça campanha de caráter educativo e explicativo sobre o auxílio emergencial, com veiculação, na internet e em cartazes fixados nas agências e lotéricas - de forma a desestimular o comparecimento presencial às agências bancárias. 

A decisão judicial atende pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF), do Ministério Público do Rio e da Defensoria Pública da União. Ação foi ajuizada nesta quarta-feira em razão das frequentes e longas filas verificadas diariamente em frente às agências bancárias. 


Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 






Postar um comentário

0 Comentários