Redes Sociais

Header Ads

Internacional - Projeto brasileiro conquista prêmio da Unesco por uso da tecnologia

  A sede da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em Paris. —  Foto/Reprodução/Loic Venance/AFP/Getty Images.


Internacional - Projeto brasileiro conquista prêmio da Unesco por uso da tecnologia
Fonte:  EFE  —  Publicado no CN - Conexão Notícia em 14.maio.2020.   

INTERNACIONAL -  Paris, 14 mai – A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) reconheceu um projeto do Brasil e um da Espanha com o Prêmio Rei Hamad Bin Isa-Al Khalifa nesta quinta-feira pelo uso das tecnologias de informação e comunicação para inovar na educação.

O Programa Letrus de Desenvolvimento da Escrita, desenvolvido pela empresa Letrus, tem como objetivo reduzir o analfabetismo funcional na língua portuguesa, melhorando as oportunidades de prática para alunos e professores do ensino médio.

O programa conta com inteligência artificial para que os alunos recebam retorno imediato do software que pode identificar padrões de escrita.

Já o Dytective, desenvolvido pela empresa Change Dyslexia, é uma ferramenta projetada para detectar dislexia em espanhol em aproximadamente 15 minutos e também fornece exercícios baseados em jogos para ajudar esses alunos a superar dificuldades na escrita e na leitura.

Veja também:
Amazonas: profissionais de saúde estão impedidos de trabalhar por causa da burocracia
Passa de 1,5 milhão o número de curados de Covid-19 em todo o mundo
Lava Jato prende ex-presidente da Alerj por fraudes na saúde no RJ
Esquecidos: Agentes de Saúde são peças fundamentais no combate ao Coronavírus
Auxílio Emergencial: Líder do Governo avisa sobre a possibilidade de prorrogação
Pernambuco: Área da saúde lidera nas denúncias de trabalho no MPT-PE
Câmara aprova destinar R$ 9 bi de fundo extinto para o combate à Covid-19
PE restringe circulação de pessoas e implanta rodízio de veículos em 5 cidades
Senadores querem pensão especial para profissionais que atuam contra covid-19
COVARDIA: Agente de saúde é derrubada da moto, agredida e ameaçada 

Os vencedores receberão US$25 mil em dinheiro cada e foram escolhidos entre 113 indicações apresentadas pelos governos dos Estados Membros da Unesco e organizações parceiras.

Criado em 2005 e apoiado pelo reino do Bahrein, a honraria, segundo a organização, premia anualmente indivíduos e organizações que fazem uso inovador de novas tecnologias para melhorar o ensino, a aprendizagem e o desempenho educacional em geral.

O tema desta edição foi o uso da inteligência artificial, e com isso a Unesco, que ainda não definiu a data da entrega da premiação, disse que visa promover aplicações eficazes e éticas da inteligência artificial na educação que são universalmente disponíveis.



Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 





Postar um comentário

0 Comentários