Redes Sociais

Header Ads

Coronavírus pode ter circulado na China desde agosto, diz estudo

 Xí Jìnpíng é o atual Presidente da República Popular da China. —  Foto/Reprodução.  


Coronavírus pode ter circulado na China desde agosto, diz estudo
Fonte: O Verbo, Michael Caceres. —  Publicado no  CN em 13.jun.2020.   

China — Pesquisadores também apontam aumento de buscas por termos relacionados à doença.

Um estudo feito a partir de imagens de satélite pode revelar que a China escondeu o coronavírus por mais tempo do que se imaginava, antes de reportar à Organização Mundial da Saúde (OMS). O estudo se baseou no aumento do movimento em hospitais de Wuham a partir de agosto de 2019, quatro meses antes do país anunciar a doença.

Já se sabia que o regime totalitário comunista que rege a China tentou esconder o surto, mas o estudo revela que isso pode ter durado mais tempo do que se imaginava. A China diz, porém, que as conclusões dos pesquisadores são “absurdas” e baseadas em informações “superficiais”.

A divulgação do estudo aconteceu na última segunda-feira, 8 de junho, por meio da Escola de Medicina de Havard. Eles monitoraram imagens de satélite feitas em seis hospitais de Wuhan, local do epicentro mundial da pandemia, constatando um aumento significativo de entradas nesses hospitais a partir de agosto, com um pico a partir de dezembro daquele ano.

VEJA TAMBÉM:
Benefício emergencial não sacado de conta digital voltará ao governo 
Diretor de hospital diz que 40% das mortes por covid-19 têm outras causas
Cancelados: mais de 170 mil perfis associados a campanhas chinesas de desinformação
Hospitais na Indonésia reforçam segurança após roubo de cadáveres
FGTS emergencial deve ser liberado pela Caixa na segunda-feira, por meio de aplicativo
Projeto pede doações para formação de 'agentes populares de saúde.' 
Agentes de saúde levaram covid-19 a povos isolados, dizem indígenas; governo nega 
Falece advogada que recebeu carteira da OAB em hospital 
Agências chinesas pagaram mais de 19 milhões de dólares para jornais americanos
Governador do RJ é denunciado à Organização Mundial da Saúde (OMS)

Segundo o regime chinês, somente em dezembro os primeiros casos foram identificados, mas o estudo pode apontar que o início dos casos foi anterior ao que se tinha conhecimento, já que o aumento da movimentação nos hospitais coincidiu com um aumento nas buscas pelas palavras “tosse” e “diarreia” no buscador chinês Baidu, entre setembro e outubro de 2019.

Os pesquisadores afirmam que o aumento das buscas por “tosse” foi normal para o período, já que é a temporada de baixas temperaturas e gripe, mas que a palavra “diarreia” é um sintoma comum para a Covid-19 e não para a gripe.




Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 





Postar um comentário

0 Comentários