Header Ads


Bolsonaro faz afagos a Guedes e comemora recuperação das ações da Petrobras

Jair Bolsonaro em cerimônia no Planalto—  Foto/Reprodução/TV Brasil .

Bolsonaro faz afagos a Guedes e comemora recuperação das ações da Petrobras
Publicado no Conexão Notícia em 24.fev.2021.  

Brasil | O presidente Jair Bolsonaro fez afagos ao ministro da Economia, Paulo Guedes, durante cerimônia no Palácio do Planalto na tarde desta 3ª feira (23.fev.2021). O chefe do Executivo disse que o país vive um momento muito difícil e que Guedes foi uma das pessoas mais importantes no combate à crise econômica decorrente da pandemia.

O elogio vem em um momento em que os investidores temem o enfraquecimento da agenda liberal do governo depois que Bolsonaro indicou um general para o comando da Petrobras, a maior estatal do país, e que tem parte do capital no mercado financeiro.


Os papéis da companhia caíram cerca de 20% na 2ª feira (22.fev). Já na 3ª feira, subiram 10,82% (R$ 23,77), mas sem recuperar o patamar perdido nos últimos dias.

Eu queria cumprimentar todos aqueles que não se deixaram levar pelas falácias da mídia. E cumprimentar que a Petrobras já recuperou 10% no dia de hoje, afirmou Bolsonaro em cerimônia à prefeitos no palácio presidencial.

Segundo Bolsonaro, as acusações de interferência na estatal são “infundadas” e “duraram poucas horas”. Ele diz que não pediu ao general Silva e Luna –indicado à presidência da Petrobras– alteração na política de preços dos combustíveis, que atualmente tem paridade com o dólar e com a cotação do barril de petróleo.

Ao se referir à troca do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, pelo general Joaquim Silva e Luna –atual diretor da usina Itaipu Binacional, Bolsonaro afirmou que é natural que quando se tem um mandato a pessoa seja reconduzida ou se coloque outra no lugar.

Ele anunciou a mudança na 6ª feira via Facebook depois de criticar os reajustes dos preços do diesel e da gasolina, o que resultou na fuga de capital da companhia. Normalmente, essas alterações são feitas via Fato Relevante enviado ao mercado.

Não queremos briga com a Petrobras, queremos transparência e previsibilidade”, declarou o presidente. “Queremos entender o reajuste e o que integra o preço final dos combustíveis.

Confira o vídeo:

 Douglas Rodrigues , Poder360


Acompanhe as notícias do CN - Conexão Notícia no Facebook

Veja outras formas de doações, aqui!

Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.