Redes Sociais

Header Ads

MG: Agentes comunitários de saúde e de endemias vão usar tablets no serviço

O prefeito ressaltou que a atividade dos profissionais é bastante produtiva, a modernização da saúde está acontecendo em todos os setores. —  Foto/Reprodução.  

MG: Agentes comunitários de saúde e de endemias vão usar tablets no serviço
Fonte: Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Araxá —  Publicado no  CN em 24.jun.2020. 

Agentes de Saúde | Os agentes comunitários de saúde e os agentes de endemias passam a trabalhar com tablets, em Araxá. A Prefeitura, através da Secretaria de Saúde, realizou a entrega dos equipamentos para os coordenadores das equipes, nesta terça-feira, 23 de junho, no auditório da Sede do Poder Executivo Presidente JK.

A entrega dos 200 tablets, foi feita pelo prefeito Aracely; pela secretária de Saúde, Diane Dutra e pela assessora executiva, Lucimary Ávila. O prefeito ressaltou que a atividade dos profissionais é bastante produtiva, a modernização da saúde está acontecendo em todos os setores. "As equipes vão transmitir as informações em tempo real, assim a Prefeitura vai saber mais rápido o que está acontecendo naquele bairro, com aquela pessoa e o que é necessário fazer. Facilitará muito o contato da população com a Secretaria e com o corpo médico, cada morador se sentirá mais próximo da solução dos seus problemas”, destacou Aracely.

VEJA TAMBÉM:
Coronavírus: paciente no Piauí testa positivo semanas após recuperação
Ministério da Saúde prorroga campanha de vacinação contra a gripe até 30 de junho
A situação dos agentes comunitários de saúde apresentada pela Frente Parlamentar
AL: Agentes de saúde não toleram “improvisos” da prefeitura e decidem voltar ao campo 
Mogi/SP: quatro unidades de saúde receberam inscrições para agentes comunitários
Apenas 62% da população capixaba é atendida por agentes comunitários de saúde
Dois dias acompanhando o trabalho dos Agentes de saúde na linha de frente  
Agentes de saúde de SP enfrentam de desinformação a baile funk no combate ao vírus
TCU pede a Saúde oitiva de responsáveis por contrato suspeito da gestão Mandetta

Diane acrescentou que no mundo atual é muito importante todos os setores estarem informatizados, principalmente a saúde.  Os equipamentos vão proporcionar às pessoas um trabalho mais digno e respeitoso, faremos uma gestão mais eficiente. O agente de endemias entra nas casas, monitora os focos de dengue; já o agente comunitário, acompanha os problemas de saúde dos moradores, e ao retornarem para a Unidade de Saúde têm que registrar tudo no computador. “Essa ferramenta vem proporcionar mais qualidade e agilidade. O trabalho deles é muito importante, são as ferramentas principais para o desenvolvimento e planejamento da saúde, consideramos os agentes comunitários e de endemias os coachings da saúde”, reforçou Diane.



Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 




Postar um comentário

1 Comentários

  1. Um grande avanço no atendimento domiciliar, seria se no sistema do seus, pudesse ser conectado ao tablet em tempo real, e durante o atendimento domiciliar se o paciente necessitasse de uma consulta, agente pudesse colocar aquele paciente no banco de espera pra consulta, direto, e sinalizando os casos e emergência, assim facilitaria muito pro acs e pro paciente

    ResponderExcluir