Redes Sociais

Header Ads

Agente comunitária de saúde confecciona máscaras adaptadas para ajudar deficientes auditivos

Máscara personalizada para quem ler lábios: A ideia surgiu após um encontro intersetorial entre servidores. —  Foto/Reprodução.

São Paulo: Agente comunitária de saúde confecciona máscaras adaptadas para ajudar deficientes auditivos
Fonte:   Secom/PMS. —   Publicado no  CN em 03.jul.2020. 

Agentes de Saúde | Diante do uso obrigatório da máscara facial para evitar a propagação da Covid-19 durante a pandemia, pessoas com deficiência auditiva enfrentam problemas de comunicação por conta do acessório que esconde a leitura labial. Com o objetivo de solucionar esse problema na Unidade Básica de Saúde (UBS) Vitória Régia, a agente comunitária de saúde, Raquel Paulino, confeccionou máscaras personalizadas transparentes para permitir que esses pacientes pudessem compreender os funcionários que os atendem e não sabem a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS).

De acordo com Raquel, a ideia surgiu após um encontro intersetorial entre servidores das secretarias da Saúde e Cidadania, com o objetivo de elencar as principais demandas dos territórios em relação à pandemia do novo coronavírus. “Montamos o projeto, mas não sabíamos como elaborar. Criei alguns modelos que não deram certo, até que a coordenadora da unidade deu a ideia de fazer em 3D. Dessa forma, foi possível confeccionar as primeiras máscaras no mês de maio”, explica a agente comunitária de saúde.

VEJA TAMBÉM:
Ceará: Nova entrega dos Kits aos Agentes Comunitários de Saúde 
Coronavírus: 826.866 pessoas estão curadas em todo o Brasil
Ceará: Prefeitura entrega kits aos agentes comunitários de saúde 
Pará: Prefeitura investe em tecnologia e entrega tablets aos agentes de saúde 
Agentes comunitários recebem tablets, bicicletas e UBS ganha nome de uma ACS 
Pandemia: impactos psicológicos e ocupacionais causados nos profissionais de saúde
Por ‘segurança nacional’, Índia decide banir aplicativos chineses 
ALAGOAS: Prefeito entrega Tablets para os agentes comunitários de saúde
Abono PIS/Pasep libera saques de R$ 88 a R$ 1.045
+“Homem Pateta” é investigado pelo Facebook após denúncias
Ceará prorroga decreto com regras de isolamento social
Profissionais de saúde diagnosticados com Covid-19 podem solicitar auxílio

Raquel conta que a ideia dessa atitude foi motivada por um amigo. Segundo ele, a esposa surda passou por um constrangimento em um supermercado, quando perdeu sua vez numa fila por não ter compreendido que estava sendo chamada pela atendente, justamente, por não conseguir visualizar as expressões e movimentos labiais.


Atualmente, a UBS Vitória Régia possui cerca de 15 pacientes com algum tipo de deficiência auditiva. Além de agente comunitária de saúde, Raquel também é formada em pedagogia e atua como professora de LIBRAS numa igreja da cidade.

Troca de máscaras por alimentos

Após a confecção das máscaras, a equipe da UBS Vitória Régia teve uma ideia solidária no território. Realizaram inúmeras ações na frente de um supermercado oferecendo a troca de uma máscara de pano por 1kg de alimento. Dessa forma, a equipe conseguiu montar cestas básicas para serem entregues às famílias mais carentes da localidade.


Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 


Postar um comentário

0 Comentários