Redes Sociais

Header Ads

Alerta aos país: Menina de cinco anos fica em chamas após celular explodir

Celular explode na mão de uma criança.  —  Foto/Reprodução.

Menina de cinco anos fica em chamas após celular explodir
Fonte: Bebê em Foco, Hanna Rahal. —   Publicado no  CN em 15.jul.2020. 

Sociedade |  O acidente causou queimaduras de segundo grau por todo o corpo da criança.

Resumo da Notícia
Liliane Cristina Rodrigues Pissaia, de 37 anos, mora com a família em Campina Grande, Paraíba;
Elisa, de apenas cinco anos, usava o celular da mãe quando o aparelho explodiu;
O acidente causou queimaduras de segundo grau por todo o corpo da criança.

Liliane Cristina Rodrigues Pissaia, de 37 anos, mora com a família em Campina Grande, Paraíba. No começo deste mês uma explosão preocupou a todos. Elisa, de apenas cinco anos, usava o celular da mãe quando o aparelho explodiu e lhe causou queimaduras de segundo grau por todo o corpo.

A mãe estava na lavanderia quando ouviu uma forte explosão. Quando percebeu, sua filha que brincava com um celular estava em chamas. Em entrevista à Crescer, Liliane contou que o celular estava na tomada quando tudo aconteceu.


Celular explode na mão de uma criança (Foto: Koby Kelsey/ Unsplash)
  
Sabendo dos riscos, a mãe explicou que deixou a filha vendo televisão quando foi lavar as roupas. “Se o celular estivesse carregando, eu sempre falava para não mexer e ela obedecia, mas as crianças por impulso, às vezes, acabam desobedecendo”, explicou a mulher.

VEJA TAMBÉM: 
Bebê abandonado em galpão tem a vida salva por cão da raça rottweiler
Lista dos famosos demitidos da Globo em 2020. Confira a lista! 
PE: Morre o vereador Daniel da Saúde, presidente da Câmara de Garanhuns
Polícia faz busca e apreensão na casa do youtuber PC Siqueira
Prefeito de Araguanã morre vítima de Covid-19
MSF - Médicos Sem Fronteiras condena a morte de um agente comunitário de saúde
Exército realizam descontaminação de órgãos públicos em Caruaru (PE) 
Bahia: filha de prefeito de Maiquinique recebeu R$ 1.200 de auxílio emergencial
Encontrado morto, prefeito de Seul deixa bilhete com pedido de desculpas
Confira o calendário para saque em dinheiro do auxílio emergencial
Governo Federal sanciona lei que prioriza teste para profissional essencial 

O aparelho já apresentava alguns defeitos, mas de acordo com a mãe, ela não esperava que esse acidente poderia acontecer. No entanto, a explosão causou  queimaduras nos dois braços, nas duas pernas e no tórax, além de lesões nos lábios e nas narinas de Elisa. A mãe conta que a filha estava com uma fantasia de bailarina, que também pegou fogo, assim como seu cabelo.

Aos ver o fogo, Liliane socorreu a menina, com a ajuda de outro filho, Gustavo, de 14 anos. Em seguida, sentindo muita dor, a criança foi levada ao hospital. Os médicos constataram as queimaduras de segundo grau e receitaram remédios e pomadas para que a mãe cuidasse da criança em casa devido aos pacientes com coronavírus no local.

Contudo, nesta semana, Elisa sentiu mais dores nas queimaduras e foi levada ao hospital. Os médicos pediram o encaminhamento da criança para um centro especializado em queimaduras.


Postar um comentário

0 Comentários