Header Ads


Ministério da Saúde compra mais 54 milhões de doses da CoronaVac

 Produção da Coronavac —  Foto/Reprodução/Wu Hong/EFE/EPA.

Ministério da Saúde compra mais 54 milhões de doses da CoronaVac
Publicado no Conexão Notícia em 07.mar.2021.  

Brasil | O governo federal agora corre contra o tempo para vacinar a população. O Ministério da Saúde confirmou nesta quinta, 15, a compra de mais 54 milhões de doses da vacina Coronavac, do Instituto Butantan.

Somando com outras 46 milhões de doses já adquiridas do mesmo Butantan, o governo federal vai totalizar 100 milhões de doses da CoronaVac.

O contrato de compra da vacina contra Covid-19 – desenvolvida pelo instituto em parceria com o laboratório chinês Sinovac – foi assinado nesta segunda, 15, após anúncio feito em janeiro.

A informação saiu na Agência Brasil, a agência oficial do governo federal.

Pelo contrato para a inclusão da vacina no Plano Nacional de Imunização (PNI) as primeiras 46 milhões de doses da CoronaVac serão entregues até 30 de abril. Já o novo lote deve ser entregue até setembro.


Doses já compradas

Além da Coronavac, o Ministério da Saúde afirma que o Brasil vai receber até dezembro mais 42,5 milhões de doses de vacinas fornecidas pelo Consórcio Covax Facility.

O governo também diz que contratou da Fundação Oswaldo Cruz mais 222,4 milhões de doses que começaram a ser entregues mês passado.


O Ministério da Saúde deve assinar ainda os contratos de compra com a União Química, que deverá entregar 10 milhões de doses da vacina Sputnik V, entre março e maio, e com a Precisa Medicamentos, que pretende entregar, no mesmo período, mais 30 milhões de doses da Covaxin.

Tudo isso somado, chega a 400,9 milhões de doses de imunizantes para 211 milhões de brasileiros.

Já vacinados

Até este Carnaval, o Brasil vacinou pouco mais de 5 milhões de pessoas, o que equivale a menos de 3% da população.

Com informações do G1 e Agência Brasil


Publicada na rede de voluntários da MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde


Veja outras formas de doações, aqui!


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.