Header Ads


Muçulmanos queimam casa reconstruída de viúva cristã, em Uganda

    Para não serem mortos, Kanifa Namulondo acordou os filhos e fugiu pelos fundos da casa.  —  Foto/Reprodução.

Muçulmanos queimam casa reconstruída de viúva cristã, em Uganda
Publicado no Conexão Notícia em 20.maio.2021.  

UNIVERSO CRISTÃO Os extremistas incendiaram a casa de Kanifa Namulondo, em 2 de maio, uma semana após família se mudar.

Para não serem mortos, Kanifa Namulondo acordou os filhos e fugiu pelos fundos da casa. 

Uma viúva e seus filhos que fugiram de sua casa no leste de Uganda depois que seu marido foi morto em 2015 voltaram este ano, apenas para escapar por pouco de um ataque neste mês que incendiou sua casa reconstruída, disseram fontes.

Extremistas muçulmanos incendiaram a casa de Kanifa Namulondo em Kaliro, condado de Bulamogi, distrito de Kaliro em 2 de maio, disse Namulondo.

Viúva de Siriman Kintu, um convertido do Islã decapitado em 8 de setembro de 2015 por sua fé, Namulondo e seus cinco filhos voltaram para Kaliro em janeiro e moraram na casa por uma semana.

Amigos ajudaram a reconstruir a casa que a família deixou há mais de cinco anos, concluindo-a em meados de abril. A família mudou-se para lá em 25 de abril.

Houve uma chamada incomum para as orações matinais muçulmanas às 3h30 do dia 2 de maio, disse Namulondo, que trocou o islamismo pelo cristianismo em 2015.

“Por volta das 4 horas [da manhã], ouvi pessoas conversando perto da porta”, disse Namulondo ao Morning Star News. “Um deles disse: ‘Seu marido traiu a nossa religião. Devemos acabar com a família inteira.'”

Ela acordou os filhos e fugiu pelos fundos da casa, entrou na casa de um vizinho e se esconderam no banheiro, disse ela. Logo sua casa estava em chamas, acordando os vizinhos cujos gritos fizeram os agressores fugirem.

Por volta das 6 da manhã, os vizinhos encontraram Namulondo e seus filhos trancados dentro do banheiro da casa de Musana Kyakwita, que dirigia uma oficina de garagem com seu falecido marido. Seu pé foi ferido por espinhos.

Kyakwita disse ao Morning Star News que Namulondo e seus filhos estão vivendo com muito medo em alojamentos temporários fora de Kaliro e devem se mudar para longe, novamente.

O ataque foi o mais recente de muitos casos de perseguição aos cristãos em Uganda que o Morning Star News documentou.

A constituição de Uganda e outras leis preveem a liberdade religiosa, incluindo o direito de propagar a própria fé e converter de uma religião para outra.

Os muçulmanos representam, no máximo, 12% da população de Uganda, com altas concentrações nas áreas orientais do país.

Foto ilustrativa: Portas Abertas USA
FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO EVANGELICAL FOCUS

LEIA TAMBÉM:


Nick Vujicic pretende alcançar 1 bilhão de pessoas para Cristo até 2028

   Nick Vujicic - o evangelista que nasceu sem braços e pernas.  —  Foto/Reprodução.

O evangelista e palestrante, que nasceu sem braços e pernas, iniciou um projeto de evangelização global para pregar àqueles que ainda não conhecem Jesus.

Após decisão do STF sobre cultos, cristãos pedem audiência na OEA

   Fachada norte da sede da Organização dos Estados Americanos (OEA), em Washington, nos Estados Unidos.  —  Foto/Reprodução.

Juristas e parlamentares cristãos (católicos e evangélicos) protocolaram um pedido de audiência na Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) – órgão autônomo da Organização dos Estados Americanos (OEA) – para discutir a liberdade religiosa no Brasil durante a pandemia da Covid-19. Leia a matéria completa, aqui!

Acompanhe as notícias do CN - Conexão Notícia no Facebook

Veja outras formas de doações, aqui!


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.