Header Ads

EUA diz que 'fracasso' da OMS diante da pandemia custou 'muitas vidas'

A OMS tem como uma de suas principais missões a coordenação de situações de emergência sanitária. —  Foto/Reprodução/ Anton Petrus/Getty Images


EUA diz que 'fracasso' da OMS diante da pandemia custou 'muitas vidas'
Fonte:  UOL Notícias —  Publicado no CN - Conexão Notícia em 19.maio.2020.   

Mundo O "fracasso" da Organização Mundial da Saúde (OMS) diante da pandemia de covid-19 custou "muitas vidas", disse o secretário de Saúde dos Estados Unidos, Alex Azar, no primeiro dia da reunião anual da organização, ocorrida ontem (18/05).

"Sejamos francos sobre uma das principais razões pelas quais a epidemia escapou ao nosso controle: essa organização falhou em obter as informações de que o mundo precisava e seu fracasso custou muitas vidas", disse,

"O funcionamento da OMS deve ser transparente e apoiamos um exame independente de cada aspecto na forma de responder à pandemia", acrescentou. 

Washington, que acusa Pequim de ocultar a amplitude da epidemia, acredita que a OMS se "equivocou" ao administrar a pandemia, alinhando-se à posição chinesa. Os Estados Unidos suspenderam sua contribuição financeira para a OMS. 

Veja também:
Teremos mais falidos do que falecidos, diz presidente do sindicato de padarias de SP 
Vacina contra coronavírus tem resultado positivo em teste inicial nos EUA
Especialistas alemães dizem que lockdown no país foi ‘erro’ 
Cubanos vão reintegrar o Mais Médicos para o Brasil 
Mais um profissional da Globo é pego furando a quarentena  
Oncologista Nise Yamaguchi diz que aceitaria ser ministra 
Ludmilla recebe alta após internação por problema renal
Moro diz esperar que acusações de Paulo Marinho sejam ‘totalmente esclarecidas’
Ministro da Justiça repudia jornalista que associou gesto de oração a saudação nazista
Cartas de encorajamento para profissionais de saúde
Amor e solidariedade! Médico de 82 anos atende pacientes de graça
Morto ‘acena’ em enterro após leitura de João 11: ‘Eu sou a ressurreição e a vida’

A OMS, que tem como uma de suas principais missões de coordenação de situações de emergência sanitária, também é acusada pelos Estados Unidos de não atenderem a um aviso de Taiwan sobre a gravidade do coronavírus que surgiu na China no final de dezembro, que a agência da ONU nega completamente. 

"Em uma aparente tentativa de encobrir a epidemia, pelo menos um membro (da OMS) falhou em suas obrigações de transparência, e isso custou muito ao mundo", disse Azar, sem mencionar a China.




Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 







Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.