Redes Sociais

Header Ads

Respiradores comprados pelo governo Witzel não servem para combater covid-19

   O Estado do Rio de Janeiro havia comprado 1.000 respiradores, sem utilidade para o combate do coronavírus—  Foto/Reprodução/Fernando Frazão/Agência Brasil


Respiradores comprados pelo governo Witzel não servem para combater covid-19 
Fonte:  Portal de Prefeitura, Wanderson Pontes —  Publicado no CN - Conexão Notícia em 17.maio.2020.   

COVID-19 - Segundo o portal Pleno News, o produto, descrito como Ventilador Astral 100, é diferente do equipamento que constava no processo.
  
O Governo do Estado do Rio recebeu, na sexta-feira (8), 52 dos 1.000 respiradores comprados para tratar a covid-19, mas grande parte dos aparelhos não servem para o tratamento da doença.

A encomenda fazia parte da compra feita pelo grupo que foi preso no dia 7/05, em operação realizada por suspeita de obtenção de vantagens na compra emergencial de respiradores do governo do Estado.

Veja também:
Rússia e França amplia uso da hidroxicloroquina no tratamento do coronavírus 
Mais de 84,9 mil brasileiros estão curados da Covid-19
MELHORA: Amazonas: mais de 10 mil casos de Covid-19 já receberam alta 
Viralizou na internet: Globo “erra” e aumenta número de mortos por Covid-19 no RJ
Solução: Pesquisadora de Havard aponta agentes de saúde no combate ao Covid-19
Pernambuco: Dos 83 óbitos por Covid-19 em PE, 65 com comorbidades 
Médicos do Ceará denunciam pressão para atestarem mortes como Covid-19 
Crítica de Rodrigo Bocardi à cobertura da Globo sobre Covid-19 viraliza 
CORONAVÍRUS: Brasil tem 31,7 mil profissionais de saúde infectados pela Covid-19 
Trump ‘não está interessado’ em reabrir negociações comerciais com a China
Covid-19: China suspende importação de carnes de quatro empresas da Austrália 

Segundo o portal Pleno News, o produto, descrito como Ventilador Astral 100, é diferente do equipamento que constava no processo, cuja descrição era ventilador pulmonar microprocessado para suporte ventilatório de pacientes adultos, pediátricos e neonatais. Segundo especialistas, o item entregue não é recomendado para o tratamento da Covid-19.

“Eu, se fosse responsável pelas compras de ventiladores hospitais, não compraria esse para ventilação avançada para doença tão grave que afeta tantos pulmões como a Covid-19”, disse o médico intensivista Rogério Silveira.

Resposta
A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que, após suspeita de inúmeras irregularidades e o não cumprimento dos prazos, irá cancelar os contratos com empresas ARC Fontoura e MHS. A secretaria disse ainda que vai reaver todos os valores gastos através de meios judiciais.



Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 






Postar um comentário

0 Comentários