Redes Sociais

Header Ads

Negligência que mata: Mais um relatório de agentes de saúde (ACS/ACE) que foram vítimas da Covid-19

  Agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias que faleceram no enfrentamento da Covid-19. —  Foto: Conexão Notícia.  


Negligência que mata: Mais um relatório de agentes de saúde (ACS/ACE) que foram vítimas da Covid-19
Fonte:   Conexão Notícia —  Publicado no  CN em 09.jun.2020.   


Coronavírus — Agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias tem se queixado nas redes sociais sobre a falta de EPI's - Equipamento de Proteção Individual, inclusive, há registro de casos que a categoria tem sido obrigada a trabalhar sem essa proteção, o que caracteriza negligência de prefeitos e secretários de saúde no enfrentamento da Covid-19. 

Em matéria que publicamos recentemente foi denunciado o caso da agente comunitária que foi testada positivo para coronavírus (ela estava infectada) e, mesmo assim, estava sendo obrigada a trabalhar, quando o protocolo estabelece a quarentena. 

A cobertura do casos dos agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de combate às endemias (ACE) é uma tarefa bastante desconfortável, contudo, as categorias que integram essa cobertura precisam se manter informadas sobre os fatos que as afetam.

Casos de óbito registados recentemente 


  Tânia Regina Pereira dos Santos morreu com Covid-19 em Salvador. —  Foto: Conexão Notícia.  

Ontem, publicamos o óbito da ACE Tânia Regina Pereira dos Santos, que trabalhava na secretaria municipal de Saúde de Salvador (BA) desde 2008.

De acordo com a SMS, Tânia foi atendida na UPA dos Barris no dia 23 de maio. Em seguida, ela foi regulada para o Hospital do Subúrbio.  Ela estava bem até a terça-feira (2), se alimentando e usando máscaras de oxigênio. Na quarta-feira (3), Tânia piorou, foi entubada e foi a óbito na quinta-feira (4) à noite.  

De acordo com o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) divulgado no domingo (7), 38 agentes de combate a endemias e 86 agentes comunitários de saúde estão infectados com o coronavírus na Bahia.

Início do drama da categoria na Bahia
A primeira morte de agente de endemias registrada em Salvador foi a de Jacome Eduardo Brito, de 55 anos. Ele era asmático e estava internado em um hospital da rede particular desde o dia 15 de maio. Jacome morreu no dia 26 de maio.

A segunda morte foi de Janete Oliveira Santos, de 39 anos, e também trabalhava na linha de frente do combate ao coronavírus. Ela era hipertensa e também trabalhava como agente de endemia desde 2008.



Agente Comunitário de Saúde Elza. —  Foto: Conexão Notícia.  

Agente Comunitário de Saúde Elza  trabalhava na  Prefeitura Municipal de Bonito (BA) e a informação de falecimento foi divulgada por Márcia Novaes, no último dia 7 de junho. A cauda do falecimento e demais detalhes deste caso não foi confirmado.

VEJA TAMBÉM:
COVID-19: Monitoramento dos casos de infecção de ACS/ACE 
Seminário Jurídico on-line para Estratégias e desafios na atuação dos ACS/ACE 
Agente de endemias morre com Covid-19 em Salvador
MG Novos agentes de saúde (ACS/ACE) garante reforço da Atenção Primária
Francisco Beltrão: Agentes comunitários ganham tablets para trabalho nos bairros  Saúde
JASB - ALAGOAS: Nota de Repúdio dos Servidores Públicos Municipais de Rio Largo 
R$ 1,2 bilhão: SUS ganha reforço na identificação precoce de casos de COVID-19
Documentos vazados questionam o anúncio do `paciente zero’ em província da China
Idosa de 96 anos se recupera do coronavírus após ter 50% do pulmão comprometido
Brasília: O congelamento de salários dos servidores e os agentes de saúde (ACS/ACE)

Francisco Odelito Santana. —  Foto: Conexão Notícia.   

O falecimento de Francisco Odelito Santana, Agente de Combate às Endemias do Município de Salvador, que atuava no Distrito Sanitário de Itapagipe integra a triste estatística da capital baiana. 

Francisco veio de uma vitória contra um câncer de pulmão, era grupo de risco e estava com os sintomas da COVID-19. Ele realizou exame no HapVida é estava aguardando resultado, quando veio a óbito. A publicação deste óbito ocorreu no dia 31/05. 


Rio Grande do Norte


José Paixão—  Foto: Conexão Notícia. 

O agente de combate às endemias José Paixão. Além de trabalhar como agente de combate às endemias de Mossoró, RN, José buscava complementar a renda como maqueiro da UPA do BH. Vítima da Covid-19. Publicado no grupo da Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde no dia 6 de junho. 


Ceará


Narcélio Souza de Sales. —  Foto: Conexão Notícia. 

O agente de combate às endemias Narcélio Souza de Sales, trabalhava no Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social - NESMS. Faleceu por complicações decorrentes da Covid-19, conforme informações divulgadas pelo Sinasce. Informações repassadas no dia 27 de maio.




Maria Inês Silva Bezerra. —  Foto: Conexão Notícia. 


A agente comunitária de saúde Maria Inês Silva Bezerra, trabalhava na UAPS Ivana Paes na Regional III. Faleceu no dia 19/05, após alguns dias internada por decorrência da Covid-19. Uma pessoa extremamente querida, colega exemplar. Informações repassadas no dia 19 de maio pelo Sinasce.


Alagoas


Joel André de Aguiar. —  Foto: Conexão Notícia. 

agente de combate às endemias Joel André de Aguiar residia e atuava no Município de Maceió e também foi vitimado do coronavírus.
Conforme informações a que tivemos acesso, Joel era uma pessoa admirável sempre muito tranquilo, aconselhador e presente nas lutas da categoria.
Informações repassadas no dia 29 de maio pelo SINDAS/AL.

Que O Eterno criador, O Altíssimo Deus conforte os corações de todos os familiares e amigos, assim como de todos os colegas. 


Veio a óbito, após acidente 


Francisco Lima Melo.  —  Foto: Conexão Notícia. 

O agente de combate às endemias Francisco Lima Melo era do DTE Regional V. Faleceu em decorrência de um acidente automobilístico. 

Conforme informações divulgadas pela entidade sindical que o representava era um exemplo de profissional e amigo. Informações divulgadas pelo Sinasce, no dia 26 de maio.  

Recuperada em Pernambuco


Luisa Candida.  —  Foto: Conexão Notícia. 

A agente comunitária de saúde Luisa Candida, que trabalha na UBS de Jaguaribe, Prefeitura da Ilha de Itamaracá (PE), testou positivo, contudo, está curada. Confira a declaração  que ela fez hoje (09/06) na comunidade da Mobilização Nacional

"Bom dia companheiros e companheiras, quero informar a todos que, meu exame ( sorologia ) para covid 19, deu positivo, mas para honra e glória ao senhor estou curada, um mês hoje, quero agradecer aos colegas q sábia e a minha família e amigos q oram e rezaram pra mim, ao receber o resultado tive um momento de muito choro e ao mesmo tempo de alegria de está contando a história uma história não muito boa, mas da experiência de passar por um isolamento necessário para poder hoje , agradecer a Deus pela minha cura, agradecer aos meus amigos médicos dr. Sivaldo Araujo e a minha médica da minha equipe dra. Patricia, que soube com carinho e amor me conduzir , para q eu pudesse ficar boa. Obrigado à todos do fundo do meu ❤ minha equipe da ubs de jaguaribe, ilha de Itamaracá, PE. Deus abençoe a todos.🙏🙏🙏🙏🙏 —  sentindo-se abençoada em Onde O Amor De Deus Se Faz Presente."

Atenção! 
*Para nos informar casos de óbitos entre ACS/ACE, use esse formulário online, aqui!
*Para acessar o Monitoramento sobre a Covid-19 entre a categoria, acesse aqui!




VÍDEO: Ilda Angélica, durante  interação com a Câmara dos Deputados. 



Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 





Postar um comentário

0 Comentários