Redes Sociais

Header Ads

Maioria dos médicos da Rússia não confia em vacina do país

 Vacina russa provoca desconfiança até entre os médicos do país.  —  Foto/Reprodução.

Maioria dos médicos da Rússia não confia em vacina do país
Publicado no Conexão Notícia em 15.ago.2020.  

Coronavírus   Governo russo imunizará profissionais de saúde até o fim do mês. 

Um levantamento apontou que a maioria dos médicos russos não se sentiu confortável em ser imunizado com a vacina desenvolvida pelo país, a Sputnik V. O estudo ouviu 3.040 médicos e profissionais de saúde. Segundo a pesquisa, a maior desconfiança gira em torno da rapidez com que os testes foram concluídos.

A pesquisa feita por meio do aplicativo Foundation Doctor’s Handbook, que permite obter respostas de forma anônima, concluiu que 52% dos entrevistados possui desconfiança sobre a vacina.

O ceticismo é tanto que apenas 20% dos médicos consultados recomendariam a Sputnik V para seus pacientes.

VEJA TAMBÉM: 
Prefeitura de Planaltino concede pagamento de incentivo financeiro a Agentes de Saúde
Tempestade de areia 'fecha o tempo' e atinge cidades do interior de SP
Choque anafilático dá sinais que podem ser confundidos com alergia: entenda o que é!
Premiê britânico diz que escolas precisam reabrir em setembro
França: nova onda de covid-19 pode ter controle mais difícil
Economia: Caixa credita hoje auxílio emergencial para nascidos em julho
Enquanto 9 milhões têm salários cortados, políticos recebem antecipação do 13º
Mãe de profissional de Saúde: Após perder filho, brasileira ajuda vítimas da Covid-19
Filha de Vanusa quer arrecadar 150 mil reais para construir casa para a cantora  
Decisão do STF reconhece o Coronavírus como acidente de trabalho 

Após ter registrado a medicação, nesta terça-feira (11), o governo russo planeja imunizar profissionais de saúde já a partir do fim deste mês.

Apenas 38 voluntários foram testados nas pesquisas com a Sputnik V. Ainda assim, o governador do Paraná, Ratinho Junior, fechou um acordo com a Rússia para distribuir a vacina no estado caso ela se comprove eficaz contra a Covid-19.

Nesta semana, o ministro da Saúde Eduardo Pazuello afirmou que as informações sobre a Sputnik V são “incipientes” e que a até o momento a “melhor opção” é a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford.

Fonte: Pleno News, Gabriela Doria.
   



Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 



Postar um comentário

0 Comentários