Redes Sociais

Header Ads

Tempestade de areia 'fecha o tempo' e atinge cidades do interior de SP

Tempestade de areia atinge cidades do interior de SP, Palmital e  Marília—  Foto/Reprodução.

Tempestade de areia 'fecha o tempo' e atinge cidades do interior de SP 
Publicado no Conexão Notícia em 14.ago.2020.  

Brasil | Segundo o IPMet, deslocamento de frente fria que está no Paraná provocou ventos fortes em cidades como Palmital, Gália e Cândido Mota, entre outras. Além de levantar a poeira, ventos derrubaram torre em Palmital.

Areia cobriu parte de cidade na região de Marília.

Algumas cidades do centro-oeste paulista registraram no início da tarde de quinta-feira (13) uma densa nuvem de poeira que deixou as ruas de municípios, como Palmital, Gália, Tarumã, Campos Novos Paulista e Cândido Mota (SP), praticamente sem visibilidade.

Região de Itapetininga também foi atingida
Moradores de Sorocaba registraram a tempestade em bairros. De acordo com o Instituto de Pesquisas Meteorológicas (IPMet), da Unesp de Bauru, o motivo causador do fenômeno é uma frente fria que está se deslocando sobre o Paraná e que provoca reflexos na região, especialmente com ventos fortes. O IPMet não informou a velocidade dos ventos.

Uma das cidades mais atingidas foi Palmital, por sua proximidade com a divisa do Paraná. Além da ventania com poeira, a cidade registrou chuva. Uma torre de uma empresa de telefonia caiu sobre uma casa, mas ninguém se feriu.

VEJA TAMBÉM: 
Choque anafilático dá sinais que podem ser confundidos com alergia: entenda o que é!
Premiê britânico diz que escolas precisam reabrir em setembro
França: nova onda de covid-19 pode ter controle mais difícil
Economia: Caixa credita hoje auxílio emergencial para nascidos em julho
Enquanto 9 milhões têm salários cortados, políticos recebem antecipação do 13º
Proposta torna obrigatório exame de doenças raras em recém-nascidos
Projeto permite que servidores contem em dobro tempo de serviço durante pandemia
Mãe de profissional de Saúde: Após perder filho, brasileira ajuda vítimas da Covid-19
Filha de Vanusa quer arrecadar 150 mil reais para construir casa para a cantora  
Decisão do STF reconhece o Coronavírus como acidente de trabalho 
Covid-19: Brasil chega a 2,8 milhões de casos; 70,3% estão recuperados

Nas outras cidades da região, a nuvem de poeira também pôde ser vista, em alguns casos a grandes distâncias. Motoristas que estavam na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), perto de Marília, registraram a grande nuvem que podia ser vista no horizonte.  

Segundo o IPMet, por volta das 16h a intensidade dos ventos começou a diminuir e a área de instabilidade seguiu em direção às regiões de Sorocaba e de Itapetininga.

Fonte: G1 Bauru e Marília
Foto: Bruno Pomari/Jornal da Comarca



Postar um comentário

0 Comentários