Header Ads


Ex-preso encontra juiz que o condenou em táxi e testemunha: ‘Me tornei cristão’

    O juiz Clóvis, que não reconheceu o motorista, havia o condenado há 19 anos em Minas Gerais.  —  Foto: Reprodução/G1/Fantástico.

Ex-preso encontra juiz que o condenou em táxi e testemunha: ‘Me tornei cristão’
Publicado no Conexão Notícia em 11.outubro.2021.   

Mundo Cristão Um encontro inusitado aconteceu entre um ex-preso e o juiz que o condenou a 12 anos de prisão. Certo dia, em 2011, após 19 anos do acontecimento, o juiz Clóvis, agora já aposentado, pegou um táxi no Rio de Janeiro, a 300 Km do seu tribunal, localizado no interior de Minas Gerais.

O motorista, que poderia ser qualquer pessoa entre os 41 mil motoristas de táxi que existiam no Rio naquela época, era justamente o homem condenado à prisão por Clóvis. Entretanto, ao embarcar no carro, o juiz aposentado não se lembrou do ex-preso, entre tantos que ele já havia julgado durante seu magistrado de 25 anos.
 
Durante a viagem, Clóvis percebeu que o motorista do táxi o observava diversas vezes pelo espelho retrovisor, mas ele não entendeu o porquê. “Eu vi que o motorista parecia muito inquieto. Ele olhava para um lado e para o outro pelo retrovisor”, contou o juiz ao Fantástico.

Certo momento, o taxista ajeitou o espelho para que pudesse enxergar bem seu passageiro e perguntou: “O senhor não é o doutor Clóvis?”. E o juiz respondeu: “Desculpa, meu amigo, eu não estou reconhecendo o senhor”.

Então, o motorista que, mesmo depois de quase 20 anos, nunca esqueceu o rosto, o nome do juiz e cada detalhe da pena, explicou: “O senhor, quando estava no tribunal do júri, me condenou a 12 anos, 4 meses e 20 dias de cadeia”.

Naquele momento, surpreendido pela revelação, Clóvis ficou com muito medo do ex-preso se vingar dele. “Eu gelei”, lembrou ele. Tentando mudar de assunto para acalmar a situação, o juiz começou a elogiar o ex-detento: “Eu estou vendo que o senhor deve ter cumprido [a pena] bem, o senhor está recuperado, está dirigindo seu táxi”.


Então, o motorista se movimentou para pegar algo dentro do porta-luvas. Nesse momento, Clóvis se assustou, achando que ele tiraria uma arma e o mataria. Porém, o juiz foi surpreendido de forma positiva:

Ele puxou uma Bíblia. Isso, uma Bíblia! Ele disse que graças ao tempo em que passou na cadeia, Deus tocou no seu coração, se tornou evangélico e que estava só fazendo o bem, pregando a Palavra de Deus”.


Ao chegar em seu destino final, o juiz Clóvis deu uma generosa gorjeta para o motorista cristão e lhe desejou boa sorte na vida. Mas, o ex-criminoso não precisava de sorte, ele já tinha sido alcançado pela graça de Deus e transformado por Cristo para uma nova vida.

GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE G1/FANTÁSTICO
CN - Conexão Notícia

O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui!

Confira os preços baixos de nossa loja, aqui!

LEIA TAMBÉM:


Pastor da Paraíba sai em defesa da Doutrina da Assembleia de Deus

    Pastor José Carlos de Lima, líder da Assembleia de Deus na Paraíba.  —  Foto: Reprodução.

Mundo Cristão O Nobre Pastor José Carlos de Lima, líder da Assembleia de Deus na Paraíba saiu em defesa da Doutrina da Assembleia de Deus, aquela velha doutrina, que foi ensinada pelos primeiros Pastores que doaram as suas vidas por esta obra. 


Vidas são transformadas através de treinamentos bíblicos na China 

    Os ensinamentos de educadores cristãos encorajaram os seguidores de Jesus.  —  Foto: Reprodução.

Na China, cada vez mais cresce a perseguição às igrejas locais. Os líderes são ameaçados e forçados a manterem a fé em segredo e não podem realizar atividades cristãs para crianças e jovens. Leia a matéria completa, aqui!
Acompanhe as notícias do CN - Conexão Notícia no Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.