Redes Sociais

Header Ads

Alegria: Maranhao, já desativa leitos para Covid-19, pelo achatamento da ‘curva da morte’

Segundo ele a cidade obteve uma alta taxa de leitos para a doença desocupados e o estado registrou uma queda na taxa de letalidade —  Foto/Reprodução.  


Alegria: Maranhao, já desativa leitos para Covid-19, pelo achatamento da ‘curva da morte’
Fonte:  Paraíba Master, Louise Tonet. —  Publicado no  CN em 21.jun.2020.   

Saúde Mesmo o Brasil se preparando para atingir 50.000 mortes pela Covid-19 hoje (19), o Estado do Maranhão vai começar a desativar leitos para a Covid-19 na capital São Luís. A decisão foi tomada pelo governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB).

Segundo ele a cidade obteve uma alta taxa de leitos para a doença desocupados e o estado registrou uma queda na taxa de letalidade, que chegou a 2,48%.

VEJA TAMBÉM: 
Nise Yamaguchi se une com Pazuello para defender o uso da cloroquina no Brasil
Caixa paga 3º lote do auxílio emergencial para cadastrados Bolsa Família 
Polícia Federal solicita ao STF cancelamento das operações contra bolsonarista
Toffoli volta a falar sobre “papel moderador” das Forças Armadas
Usar máscara em casa ajuda a brecar transmissão secundária de coronavírus, diz estudo
TCU pede a Saúde oitiva de responsáveis por contrato suspeito da gestão Mandetta
MS: Justiça bloqueia bens de ex-prefeito, acusado de improbidade administrativa
Ex-ministro da Educação passará a receber mensalmente R$ 115 mil, livre de impostos
Deputado bolsonarista chama ministro do STF de “canalha” após ter sigilo quebrado
Na mira da Polícia Federal: Secretarias de Saúde são alvos em Pernambuco  

Entretanto, a taxa de ocupação de leitos de UTI na Ilha passa de 90%, segundo o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde. Ao todo, 364 leitos já foram desativados. Com isso, serão devolvidos aos proprietários os prédios e hospitais privados que foram alugados para receber pacientes com o novo coronavírus na capital.




Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 





Postar um comentário

0 Comentários