Redes Sociais

Header Ads

Atualização do aplicativo oficial do e-SUS para android traz novidades

 O aplicativo é usado no registro rápido e seguro das visitas domiciliares dos Agentes Comunitários de Saúde, além dos Agentes de Combate às Endemias e outros profissionais.   —  Foto/Reprodução.

Atualização do aplicativo oficial do e-SUS para android traz novidades

Publicado no Conexão Notícia em 25.set.2020.  

Agentes de Saúde  |  Com essa nova atualização do aplicativo e-SUS Território, o aplicativo pode ser usado também em celulares. Essa novidade vai ajudar bastante os profissionais que não não costumam ou não gostam de trabalhar com tablets e outros dispositivos maiores.

O que é o aplicativo e-SUS para android?
Essa ferramenta integra a estratégia e-SUS APS e complementa o processo de trabalho de Agentes Comunitários de Saúde (ACS), Agentes de Combate à Endemias (ACE) e Agentes de Ação Social (AAS).

Além disso, o aplicativo ajuda a qualificar as informações de saúde da população.

A grande novidade dessa atualização é que, além do tablet, agora a ferramenta pode ser utilizada também em celulares e smartphones.

O aplicativo é usado no registro rápido e seguro das visitas domiciliares. O cadastro desses dados permite que profissionais da atenção primária e gestores avaliem e acompanhem a situação do território e as condições de saúde dos cidadãos, facilitando a coleta e busca de informações da comunidade de forma ágil sem a utilização das tradicionais fichas de papel.


Quais são as melhorias do aplicativo e-SUS?
Otimização do cadastro/atualização de imóveis, reduzindo as etapas necessárias;
Novo padrão dos campos de cadastro em todo aplicativo, visando a uma maior usabilidade;
Novos ícones para identificação dos tipos de imóveis;
Inclusão de contextualização do aplicativo após a instalação inicial;
Inclusão de tela de ajuda para a tela de sincronização;
Visualização do total de condições de saúde a acompanhar por cidadão ou família.
Os dados cadastrados no aplicativo são integrados aos dados do Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC).

É importante saber que, para fazer o uso desse aplicativo, é necessário que o município responsável pelo acompanhamento domiciliar tenha uma versão do Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC) instalada e devidamente configurada com as credenciais do agente de saúde em atuação, por meio do Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (CNES).

Dessa forma, a sincronização do aplicativo com o PEC será efetuada.


Texto de Alexandre Coimbra

DESTAQUES:




Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 



Postar um comentário

0 Comentários