Header Ads

SP - IMUNIZAÇÃO: Em média, vinte e seis agentes de saúde são vacinados por hora em Barueri

Até a quarta-feira última (17), Barueri aplicou 12.383 vacinas, sendo 9.601 da primeira dose e 2.782 da segunda.  —  Foto/Reprodução.

SP - IMUNIZAÇÃO: Em média, vinte e seis agentes de saúde são vacinados por hora em Barueri
Publicado no Conexão Notícia em 21.fev.2021.  

Agentes de Saúde | Segundo a prefeitura, até terça-feira (16), 7.881 pessoas receberam a 1ª dose. No total, 83,12% deles já foram imunizados

De acordo com dados do Vacinômetro, ferramenta do Governo de São Paulo, Barueri é a segunda cidade, entre as que compõem o Consórcio Intermunicipal da Região Oeste (Cioeste), que mais vacinou contra a Covid-19 na região até aqui. O município perde apenas para Osasco, que está no topo da lista.

Barueri iniciou a vacinação no dia 19 de janeiro em profissionais de saúde. Segundo informações da prefeitura, até terça-feira (16), 7.881 pessoas tinham sido vacinadas com a 1ª doses. No total, 83,12% deles já foram imunizados. Em média, cerca de 26 profissionais são imunizados na cidade por hora.

Já os idosos acima de 90 anos passaram a receber doses no dia 4 deste mês, e os de 85 a 89 anos, no dia 8. Até terça (16), 1.651 pessoas nessas faixas etárias tinham sido vacinadas. Em média, 12 idosos são vacinados por hora no município e mais de 83% deste grupo já recebeu a primeira dose.


O município aplicou, até quarta-feira (17), 12.383 doses, segundo dados da prefeitura, sendo 9.601 referentes a primeira dose e 2.782 da segunda.

Já Santana de Parnaíba, de acordo com a gestão, chegou a um total de 4.312 vacinados na cidade na quinta-feira (18). Porém, até o fechamento desta edição, a prefeitura não informou sobre quantidade de imunizados por faixa etária.

Prevenção
Há um mês a vacinação foi iniciada e muitas pessoas têm afrouxado nas medidas contra a Covid-19. Na opinião de Vitor Mori, pesquisador da Universidade de Vermont e membro do Observatório Covid-19 BR, mesmo com o início da imunização, é necessário reforçar os cuidados com a prevenção e defende a atualização das medidas de proteção.

O que se sabe hoje é que a principal via de transmissão da Covid-19 é pelo ar. Por isso, eu considero limpeza de superfícies e medição da temperatura, por exemplo, medidas pouco efetivas. Devemos focar em protocolos, como ficar em ambientes com boa ventilação, ao ar livre, manter o distanciamento e usar máscaras adequadas, destacou. 


Foto: Benjamin Sepulvida/Secom Barueri
Por Beatriz Bononi

Publicado ao JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.

Veja outras formas de doações, aqui!

Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.