SP - Após erro, agentes de saúde de Monte Mor conquistam adequação salarial - Conexão Notícia

Header Ads


SP - Após erro, agentes de saúde de Monte Mor conquistam adequação salarial

 Vereador elogiou os agentes de saúde por terem se articulado. —  Foto/Reprodução.

SP - Após erro, agentes de saúde de Monte Mor conquistam adequação salarial
Publicado no Conexão Notícia em 20.mar.2021.  

Agentes de Saúde | Vereador Paranhos elogiou postura de servidores, que se uniram para ‘fazer ser pago o que já é de direito.’

O vereador Paranhos (MDB) elogiou os agentes de saúde do município pela conquista de uma adequação salarial, após interlocuções com o Poder Executivo, intermediadas pelo Conselho Municipal de Saúde. Em discurso na sessão de segunda-feira (15/03), o parlamentar disse que participou da reunião com o secretário de Saúde, Silvio Corsini – acompanhado da vereadora Camilla Hellen (Republicanos) e de representantes do Conselho – na qual os servidores reivindicaram seus direitos.

“Estivemos juntos, lá, apoiando os mesmos”, disse. Segundo Paranhos, os agentes de saúde – maioria mulheres – pleiteavam “uma adequação dos salários, que estavam sendo pagos de forma equivocada, irregular”. 


Deveria ser um valor, e estava sendo pago menos, explicou. 

Ali, foi solucionado uma demanda. Talvez, se não tivessem se unido, demonstrado suas forças, talvez não tivesse sido sanado. Eles conseguiram fazer com que a Secretaria de Saúde observasse aquele equívoco, concluiu.

Eles não tiveram nenhum aumento [salarial]. Eles só conseguiram fazer ser pago o que já é de direito”, explicou Paranhos, no pronunciamento na Câmara. O parlamentar também sugeriu que os demais servidores da saúde verifiquem se está sendo cumprido “tudo aquilo que a legislação diz. 

Afirmou que, após a pandemia, pretende lutar por aumento salarial para todos. E parabenizou os agentes de saúde, “que deram um show de democracia, de força, justamente no mês da mulher”.


MÉDICOS
Outra divergência no pagamento de servidores da saúde envolve os médicos. Na terça (17), eles denunciaram, em carta aberta, o corte de gratificações. Segundo eles, a retirada provocou a redução de até 50% nos salários. A prefeitura alega que o pagamento era feito de forma irregular e que estuda outra forma de conceder o benefício.

SUBNOTIFICAÇÕES
O vereador criticou o presidente do Legislativo, Alexandre Pinheiro (PTB), que, em comentário às estatísticas de roubo no município, disse que acredita que tais dados sejam “reais”. “A cifra negra [termo técnico para designar “a diferença entre a criminalidade aparente e a criminalidade real”] ultrapassa os dados oficiais. Talvez por falência, burocracia, mau atendimento”, explicou Paranhos, em alusão aos casos de subnotificação na área. O parlamentar ainda lembrou que a Câmara, atualmente, é composta por pessoas de diversas áreas, inclusive da segurança pública. E sugeriu que a Presidência utilize o conhecimento especializado de tais profissionais, para embasar análises.

SOLIDARIEDADE
Paranhos também se colocou à disposição da vereadora Milziane Menezes (PSDB), que, na semana passada, havia manifestado insatisfação com a postura do prefeito Edivaldo Brischi (PTB) – que, segundo ela, motivou um desentendimento desnecessário com seu marido, decorrente de assunto relacionado ao Departamento de Pessoal, chegando inclusive a envolver a Guarda Civil Municipal.
Acompanhe as notícias do JASB no WhatsApp ou Telegram 

Publicado no JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.


Veja outras formas de doações, aqui!

Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.