Header Ads


Covid-19: Governo da Bahia volta a declarar estado de calamidade no estado

  Covid-19: Governo do estado decreta estado de calamidade pública pela 3º devido a pandemia  —  Foto/Reprodução.

Covid-19: Governo da Bahia volta a declarar estado de calamidade no estado
Publicado no Conexão Notícia em 05.abril.2021.  

Agentes de Saúde | Decisão será publicada no Diário Oficial do Estado na terça-feira (6). Medida autoriza a mobilização de todos os órgãos estaduais.

Por causa da pandemia de Covid-19, o Governo da Bahia voltou a declarar estado de calamidade pública no estado. O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (5), mas a decisão será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) na terça-feira (6).

Este é o terceiro decreto publicado pelo governo baiano relacionado à prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus. Segundo o governo estadual, a medida autoriza a mobilização de todos os órgãos estaduais.


Ainda segundo o governo do estado, a publicação do decreto segue normativa do Ministério do Desenvolvimento Regional e viabiliza a liberação de recursos por parte do Governo Federal para que sejam aplicados nas medidas de prevenção, controle, contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, a fim de evitar a disseminação da doença.


O primeiro decreto de calamidade pública na Bahia foi publicado há quase um ano, no dia 10 de abril, e prorrogado em outubro.

Foto: Divulgação/SSP
Por G1 BA



Repercussão: ACS/ACE ficam chocados com situação da categoria em Salvador  

 Recebendo quase metade de um salário mínimo como base ao invés de R$ 1.550,00 e há 8 anos sem receber fardamento. Essa é a situação dos Agentes de Saúde da capital da Bahia.  —  Foto/Reprodução.

Uma realidade extremamente lamentável
A situação da categoria na capital baiana é extremamente humilhante. Como foi afirmado na matéria anterior: nem mesmo a condição de capital com todo o potencial econômico que a honrosa posição condiciona à cidade, foi suficiente para garantir que os recursos garantidos pelo FNS - Fundo Nacional de Saúde, chegasse até os seus destinatários.
Enquanto o valor mínimo a ser pago aos agentes é de 1.550 (hum mil quinhentos e cinquenta reais), em Salvador a categoria recebe quase a metade como salário base, ou seja, apenas R$ 877 (oitocentos e setenta e sete reais). Isso chega a ser humilhante! Leia a matéria completa, aqui!

Acompanhe as notícias do JASB no WhatsApp ou Telegram 

JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil 


Veja outras formas de doações, aqui!

Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.