Idosa de 78 anos é mãe adotiva de bebês há 34 anos: já são 80! - Conexão Notícia

Header Ads


Idosa de 78 anos é mãe adotiva de bebês há 34 anos: já são 80!

   Mulher de 78 anos nos Estados Unidos foi mãe adotiva de 80 bebês nos últimos 34 anos. Imagem ilustrativa. (freepik).  —  Foto: Reprodução.

Idosa de 78 anos é mãe adotiva de bebês há 34 anos: já são 80!
Publicado no Conexão Notícia em 02.maio.2021.  

Brasil | Cuidar de bebês recém-nascidos pode ser um trabalho muito bom… e exaustivo. Mas para uma mulher de 78 anos nos Estados Unidos, que foi mãe adotiva de 80 bebês nos últimos 34 anos, é gratificante.

Linda Owens é uma senhora jovial que mora em Hayward, Califórnia. E embora ela tenha recebido 80 bebês que foram abandonados e estão em situação vulnerável, ela atualmente está cuidando de um bebê de 8 semanas.

Owens é uma das pessoas mais velhas a trabalhar em sua cidade como lar adotivo. Para ela, seu trabalho “É um trabalho desafiador, mas muito gratificante”, relatou KPIX CBS.

Cuidar de bebês não é novidade para Owens, pois desde pequena ela o fazia e adorava. Na verdade, cuidar e proteger os pequenos recém-nascidos é algo que a anciã acha que Deus lhe deu como missão.

Erica, uma mãe que adotou um bebê do qual Owens cuidou 12 anos atrás, mantém um relacionamento com a anciã. Tudo começou quando Owens compartilhou uma dica com Erica para fazer o bebê dormir a noite toda.


Está no berço. Deixe-a em paz. Se queres brincar com ela, mas ela acorda, vai começar a interromper o sono dela ”, lembrou Erica, em entrevista à mesma mídia.

O trabalho da anciã como mãe adotiva não é fácil. Muitos dos bebês que ela recebe foram expostos a drogas no início, e outros apresentam atraso de desenvolvimento. Alguns até não dormem à noite.

Em reconhecimento ao trabalho desta nobre senhora, ela foi presenteada com o Prêmio Jefferson, concedido pela rede local KPIX CBS após receber seu 81º bebê.

O Prêmio Jefferson é concedido há 50 anos a pessoas como Owens, dedicadas ao serviço público e inspirando outras pessoas a agirem.

Cidadãos anônimos como esta nobre idosa recebem o prêmio todos os anos, e ele representa a bondade que acontece nas comunidades, mas nem sempre é visível.

Em setembro de 2019, havia 30.626 bebês com menos de 1 ano em orfanatos nos Estados Unidos. A idade média das crianças nessas casas é de 8 anos, muito longe do bebê de 8 semanas que agora está com Owens, relatou a People.


Owens conta que se lembra de cada um dos bebês que estiveram com ela. O mais velho tem atualmente 37 anos.

O trabalho de Owens é totalmente reconhecido pelas autoridades locais. Mia Buckner-Preston, Diretora do Departamento de Crianças e Serviços à Família do Condado de Alameda, disse “Sua experiência, o cuidado e o amor que ela dedica aos bebês são incomensuráveis”, relatou KPIX CBS.

Mika Hiramatsu, uma pediatra que entregou vários bebês para Owens, disse que a idosa está sempre determinada a dar “o melhor começo” para os pequenos.

Será difícil para Owens dizer adeus aos bebês? Sabiamente, a anciã disse “Posso beijá-la na testa, desejar-lhe boa sorte e dizer: ‘Eu te amo’.

Vídeo:


 Por Celeste Armenta, KPIX CBS.



 
“Aborto” masculino: a epidemia de abandono paterno no Brasil

   O aborto masculino: mais de 6% das crianças brasileiras são registradas só pela mãe“ E aí? O que você vai fazer?”.  —  Foto: Reprodução.

Larissa se lembra dos olhares voltados para ela quando o namorado, Pedro, recebeu a confirmação de que seria pai. A menstruação atrasada acendera o sinal e o primeiro teste foi feito na casa da colega de ensino médio que a havia apresentado ao rapaz, de 18 anos, em serviço militar. Depois do resultado, foi encontrá-lo na praça principal de Itajubá, no interior de Minas Gerais, onde costumava se encontrar com os amigos. À notícia de que estava grávida, aos 16 anos, ouviu a pergunta. Leia a matéria completa, aqui!

Acompanhe as notícias do CN - Conexão Notícia no Facebook


Veja outras formas de doações, aqui!


Conteúdo relacionado:


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.