Header Ads


Descubra a verdade sobre a ira de Deus - Veja o que a Bíblia Diz

Entenda o significado da Ira de Deus!  —  Foto/Reprodução.

Descubra a verdade sobre a ira de Deus - Veja o que a Bíblia Diz
Publicado no Conexão Notícia  

Mundo Cristão Muitas pessoas enxergam Deus apenas como um Pai amoroso, misericordioso, que sempre perdoa os erros de Seus filhos, dando a eles uma segunda chance. E realmente, Deus é assim. Mas Ele não faz somente isso. Diferente do que muitas pregações e livros dizem por aí, a Bíblia deixa claro que Deus também se ira. E saber disso é muito importante para que possamos entender quem Ele é, quem nós somos e o que devemos fazer para ter um relacionamento com Ele.

Diferente da ira dos homens, que é impulsiva e vingativa (Provérbios 29:8), a ira de Deus é justa, e mesmo assim, ela serve para mostrar que precisamos corrigir nossa vida e que o mal não vale a pena. Resumindo: a ira de Deus é uma reação ao pecado que tem um poder destrutivo. E se Ele não se irasse, seria conivente com a maldade do homem, por isso a Bíblia diz que o Senhor é santo e justo, e que o pecador merece colher as consequências de suas decisões erradas. E, como muitos cristãos não conhecem essa característica de Deus, eu quero te mostrar toda a verdade neste vídeo...

O Antigo Testamento está cheio de histórias onde povos inteiros foram castigados por dois motivos principais. No primeiro caso, a ira de Deus era derramada sobre as nações que não acreditavam em Seu nome, que adoravam outros deuses e perseguiam o povo de Israel. E um dos exemplos mais conhecidos da Bíblia, é o das 10 pragas do Egito que destruíram todo aquele reino. Além de escravizar os hebreus por mais de 400 anos e se recusar a libertá-los, essa nação vivia uma vida cheia de imoralidades e de idolatria, por isso, pagaram um preço muito alto.

Confira o vídeo desta mensagem:


Já o segundo motivo que fazia o Senhor derramar a Sua ira, era quando o Seu povo quebrava a aliança que havia feito com Ele. Não foram poucas as vezes em que os hebreus foram castigados pela ira de Deus por causa de sua desobediência, infidelidade e falta de fé.

O Livro de Números mostra que, mesmo depois de ver todas as maravilhas que o Senhor havia feito para libertá-los do Egito e durante a caminhada no deserto, o povo hebreu se revoltou e quis apedrejar Moisés e seu irmão Arão. Aquelas pessoas foram tão ingratas ao Senhor que chegaram a sentir saudades do tempo em que viveram no cativeiro e desejaram morrer. Deus, então, se irou e fez um juramento a Moisés. Veja o que Ele disse:

Juro pela glória do Senhor que enche toda a terra, que nenhum dos que viram a minha glória e os sinais miraculosos que realizei no Egito e no deserto, e me puseram à prova e me desobedeceram dez vezes - nenhum deles chegará a ver a terra que prometi com juramento aos seus antepassados. Ninguém que me tratou com desprezo a verá. (Números 14:21-23)

E você pode estar pensando: “Ah, Pastor, mas isso tudo aconteceu antes da vinda de Jesus, que só pregava o amor e a misericórdia!” Existem também aqueles que dizem que o Deus do Antigo Testamento não existe mais e que o “Deus de hoje” é diferente. Mas isso é um grande engano, pois a Bíblia diz que Deus não muda (Malaquias 3:6). A prova disso é que o apóstolo Paulo disse no Novo Testamento que “a ira de Deus se manifesta contra toda a impiedade e injustiça dos homens” (Romanos, 1:18). Isso significa que todos nós, sem exceção, estávamos condenados a sofrer as consequências da ira do Senhor, pois todos nós pecamos contra Ele e fomos separados de Sua glória.


E a única razão pela qual o Senhor ainda não nos destruiu, se chama Jesus. Foi por causa de Seu sacrifício que fomos salvos da condenação eterna e reconciliados com Deus. Ao morrer na cruz, Cristo derramou sobre nós o Seu sangue, cheio de amor, graça e misericórdia e nos ofereceu a libertação. Vamos ler o que o profeta Jeremias escreveu:

Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis. Renovam-se cada manhã; grande é a tua fidelidade! (Lamentações 3:22,23)

Mas há um detalhe nisso que as pessoas não costumam prestar atenção: o livramento que Jesus nos dá através de Sua morte é um livramento condicional, ou seja, só seremos livres da ira de Deus se estivermos ligados a Cristo e obedecendo os seus ensinamentos. Veja o que a Bíblia diz:

Dificilmente haverá alguém que morra por um justo; pelo homem bom talvez alguém tenha coragem de morrer. Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores. Como agora fomos justificados por seu sangue, muito mais ainda seremos salvos da ira de Deus por meio dele! Se quando éramos inimigos de Deus fomos reconciliados com ele mediante a morte de seu Filho, quanto mais agora, tendo sido reconciliados, seremos salvos por sua vida! (Romanos 5:7-10).

Ou seja, neste exato momento Deus está irado com tudo o que está acontecendo no mundo. E o furor da sua ira, que é pior do que qualquer outra sentença, só não nos destrói completamente, por causa da graça de Jesus.

Mas então, o que acontece com aqueles que não aceitam Jesus como seu Salvador e não andam de acordo com a Sua Palavra? Como ficam aqueles que, por mais que tenham sido avisados, continuam a negar a graça que Deus está oferecendo?

Eles preferiram virar as costas para o Pai e, por isso, sofrerão as consequências de suas escolhas. E a Bíblia nos mostra que o juízo de Deus sobre essas pessoas pode ser derramado de diversas formas, na esperança de que elas se convertam dos seus maus caminhos. Ele pode permitir que venham perdas, doenças, fenômenos naturais e tudo mais que está acontecendo atualmente no mundo. É claro que, nem sempre as tragédias vêm da parte do Senhor, mas Ele pode usá-las para nos quebrantar e atrair nossa atenção para Ele.

É por isso que, tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, existem muitas advertências para que não brinquemos com as coisas de Deus. Veja o que o apóstolo Paulo disse:

Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá. Quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna (Gálatas 6:7,8).

Precisamos entender, meu querido irmão e irmã, que Deus se ira contra aqueles que tinham um relacionamento com Ele, mas, que se desviaram e decidiram permanecer nos pecados que antes haviam sido libertos. Veja o que está escrito em Hebreus, capítulo 10:

Quem rejeitava a lei de Moisés morria sem misericórdia pelo depoimento de duas ou três testemunhas. Quão mais severo castigo, julgam vocês, merece aquele que pisou aos pés o Filho de Deus, que profanou o sangue da aliança pelo qual ele foi santificado, e insultou o Espírito da graça? Pois conhecemos aquele que disse: ‘A mim pertence a vingança; eu retribuirei’; e outra vez: ‘O Senhor julgará o seu povo’. Terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo! (Hebreus 10:28-31)

Eu sei que essa mensagem é muito forte e pode trazer preocupação ao seu coração. Mas essa não é a intenção de Deus. Ele não deseja que você O sirva por medo, mas sim porque você sente prazer em estar na Sua presença e ama a Sua Palavra. A ira de Deus não terminou com a morte e a ressurreição de Jesus, mas nem por isso você precisa viver debaixo dela. Para isso, você precisa se arrepender de coração e entregar verdadeiramente a Sua vida para Ele.

É claro que, em algum momento, eu e você vamos falhar e acabar desagradando ao Senhor, porque nós somos seres humanos e erramos até quando temos a intenção de acertar. Nós só atingiremos a perfeição quando recebermos a vida eterna ao lado de Deus. Mas até lá, precisamos lutar contra a nossa carne, buscar fazer o que é certo e, quando pecarmos, reconhecer o erro, nos arrepender e fazer o possível para não voltar a cometê-lo.

E eu quero que você saiba que, acima de tudo, Deus é bom e misericordioso. Ele conhece o nosso coração e reconhece o nosso esforço na luta contra o pecado. Por isso, se você buscar agradá-Lo em todo o tempo, Ele cuidará de você e te fortalecerá. Lembre-se disso: Deus é sempre justo. Ele nunca age de forma desonesta e retribui a cada um com aquilo que merece. Deus é o juiz que não comete erros e castiga quem peca, mas perdoa quem se arrepende.

Mas, haverá um dia em que a “porta da Graça” irá se fechar e, aqueles que rejeitaram o convite de Jesus para a salvação, sofrerão com a ira de Deus que será derramada na Grande Tribulação. Durante esse período terrível, o mundo experimentará tragédias e sofrimentos como nunca antes, com a abertura dos sete selos (Apocalipse 6:1-8:1), o soar das sete trombetas (Apocalipse 8:1-9; 11:15-19) e o derramar das sete taças do Apocalipse (Apocalipse 16:1-21).

Por isso, não deixe para depois! Se você entregar sua vida a Jesus e crer Nele como seu Salvador, você será salvo hoje mesmo (Efésios 2:8,9) e, quando partir dessa Terra, terá um lugar reservado na eternidade com Deus! Um "sim" te levará a viver a plenitude do seu Amor, mas um "não" poderá ser a pior escolha da sua vida. Jesus está te chamando. Atenda o seu chamado, Ele te ama!

Autor: Antonio Júnior

Conteúdo relacionado:
Porta dos Fundos volta a zombar da fé cristã em especial de Natal
O filme "Elo de Amor" conscientiza a sociedade sobre o autismo
AD: Morre pastor Antonio de Jesus Dias, um dos primeiros líderes da UMADEGO
Esposa e igreja do “Pantera Negra” receberão fortuna avaliada em R$ 109,6 milhões
Brasil lidera na distribuição de Bíblias em formato digital, diz relatório global
Cúpula da ONU discutirá governança mundial pós-pandemia
Resultado de um processo histórico, a intolerância religiosa se reflete em perseguição 
A perseguição aos cristãos na Malásia
Homem ressuscita na Etiópia após oração e 25 testemunhas aceitam Jesus
Famílias protestantes do México são forçadas a escolher entre serviços básicos e fé
+`Jesus me curou´, diz menina de 5 anos antes de exame indicar regeneração do cérebro
Pastor que salvou mais de 1.500 bebês quer construir aldeia para mães criarem os filhos
Vila onde Jesus alimentou 5.000 pessoas é descoberta perto do Mar da Galileia
Sinédrio judeu quer tocar o shofar no Monte do Templo após quase 2 mil anos
Prefeito consagra cidade a Jesus durante encontro de oração, nos EUA.
O CRIME E A QUEDA - Flordelis: uma tragédia brasileira 
China endossa cloroquina contra Covid-19; deputado lamenta ‘vidas perdidas...
Filial da IEADPE em em Caruaru (PE) realiza Reunião Geral de Obreiros
Confira o maravilhoso álbum de fotos de Cláudia Canção e a sua filha Maria Júlia 
Dupla Canção & Louvor: Cláudia Canção celebra o nascimento de sua 1ª filha
Canção & Louvor: De Pernambuco para o mundo, louvando ao Senhor
Ataques muçulmanos de Fulani na Nigéria deslocam missionários locais

 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.