BAHIA: Agentes de saúde protestam por readequação salarial e progressão de carreira - Conexão Notícia

Header Ads


BAHIA: Agentes de saúde protestam por readequação salarial e progressão de carreira

 Agentes de saúde protestam por readequação salarial e progressão de carreira em Salvador —  Foto: Reprodução.

BAHIA: Agentes de saúde protestam por readequação salarial e progressão de carreira 
Publicado no Conexão Notícia em 01.julho.2021. 

Agentes de Saúde |  Manifestantes se reuniram no Largo dos Aflitos. Reivindicação salarial da categoria é de 5,5%.

Os agentes de saúde de Salvador protestam no Centro da capital por readequação salarial e progressão de carreira, na manhã desta quinta-feira (1º).

Os manifestantes se reuniram no Largo dos Aflitos, passaram pela Praça da Piedade, no sentido ao Vale de Nazaré. A categoria reivindica a readequação salarial de 5,5%.

O trânsito ficou congestionado na região, por causa do protesto, que foi pacífico. Com faixas e cartazes, o grupo também pediu um diálogo com a prefeitura.


Por meio de nota, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informou que já instituiu um "grupo de trabalho, inclusive com representantes do sindicato da categoria, para discussão dos critérios que serão aditados para avaliação objetiva do desempenho dos servidores para progressão de carreira".

A SMS informou ainda que essas discussões foram suspensas temporariamente durante a pandemia, mas que os trabalhos da comissão voltarão no próximo semestre.

A SMS não se posicionou sobre o pedido de readequação salarial. A nota disse ainda que a gestão reconhece a importância da atuação dos agentes comunitários de saúde.

 Foto: Rildo de Jesus/TV Bahia
G1 Bahia.



CN - Conexão Notícia e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil 

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.


Depois de muita polêmica: Associação Fnaras entrega PEC 14 E 22 ao Presidente da Câmara

  Representantes da Associação Fnaras e o Presidente da Câmara dos Deputados. —  Foto: Reprodução.

Finalmente, depois de várias semanas de "guerra nas redes sociais" entre diretores da Associação FNARAS contra a direção da CONACS - Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, finalmente, chegou-se a um ponto comum. Infelizmente isso ocorreu depois de muitos desgastes no meio da categoria, que ficou dividida entre as acusações de que a PEC 22 não garantiria o Piso Nacional de R$ 2.200 (dois mil e duzentos reais). A controvérsia poderia ter sido resolvida sem um desgaste tão expressivo. Leia a matéria completa, aqui.

A ostentação do presidente da AASA-Bahia, entidade é apontada como principal responsável pelo julgamento do Piso Nacional pelo STF.

    ACE fundador da lucrativa AASA-BA, ostenta nas redes sociais, revelando o lucrativo negócio da instituição com os Agentes de Saúde.  —  Foto/Reprodução.

Como é de conhecimento de todos os  Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, o Supremo Tribunal Federal (STF) irá decidir se o Piso Nacional é aplicável aos servidores dos estados, municípios e Distrito Federal, ou seja, a corte poderá derrubar o repassado que é feito aos agentes pelo FNS - Fundo Nacional de Saúde para pagamento dos agentes. Na prática, municípios e estados receberão, contudo, repassarão apenas uma parte com bem entender, caso o Supremo se posicione desfavoravelmente aos ACS/ACE.  Matéria completa, leia aqui!



CN - Conexão Notícia e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil 
Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsApp ou Telegram.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.