Depois de muita polêmica: Associação Fnaras entrega PEC 14 E 22 ao Presidente da Câmara - Conexão Notícia

Header Ads


Depois de muita polêmica: Associação Fnaras entrega PEC 14 E 22 ao Presidente da Câmara

  Representantes da Associação Fnaras e o Presidente da Câmara dos Deputados. —  Foto: Reprodução.

Depois de muita polêmica: Associação Fnaras entrega PEC 14 E 22 ao Presidente da Câmara
Publicado no Conexão Notícia em 30.junho.2021. 

Agentes de Saúde | Finalmente, depois de várias semanas de "guerra nas redes sociais" entre diretores da Associação FNARAS contra a direção da CONACS - Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, finalmente, chegou-se a um ponto comum. Infelizmente isso ocorreu depois de muitos desgastes no meio da categoria, que ficou dividida entre as acusações de que a PEC 22 não garantiria o Piso Nacional de R$ 2.200 (dois mil e duzentos reais). A controvérsia poderia ter sido resolvida sem um desgaste tão expressivo. 


É possível resolver as mesmas demandas em Brasília, sem ter que fazer "guerra." Esta, que causa tantos desgastes para os lados envolvidos, principalmente para quem está na ponta, no campo, em sua microárea, sofrendo com os abusos dos maus gestores.  

A representação da Associação Fnaras, após o encerramento da sessão de terça-feira (29), foi recebida pelo  Presidente da Câmara Arthur Lira. A Deputada Rose Modesto (PSDB/MS) também esteve presente ao evento.


O encontro com o presidente foi articulado pelo Deputado Dr. Leonardo, presidente da Frente Parlamentares em defesa dos ACS e ACE com o apoio da representação da FNARAS e da FENASCE. 
Na oportunidade proporcionada pelo encontro, foi entregue o ofício da Frente Parlamentar assinada por vários líderes partidários, pedindo ao Presidente que dê celeridade as PEC 14/21 e PEC 22/11. De forma bastante objetiva, após ler o citado documento, Arthur Lira comentou: "seja de uma forma ou de outra... vocês querem que ande logo, vou despachar!"


Acredita-se que a decisão do Presidente da Câmara dos Deputados deverá ser técnica e o que haja um encaminhamento e as pautas tenham maior celeridade.

Nessa agenda, além do engajamento da representação da Associação FNARAS, houve o envolvimento de Luís Claudio Celestino, diretor presidente da FENASCE.

É fundamental que as representações busquem estabelecer uma metodologia menos agressiva, quando houver necessidade de solucionar demandas divergentes. Isto possibilitará que a categoria, tanto de ACS, quanto de ACE, sinta maior segurança sobre a competência dos envolvidos nas tratativas. Afinal, os maiores interessados são os agentes. 

CN - Conexão Notícia e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil 

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.


Demissões: Associação FNARAS cria Fake News para encobrir fala de Dra. Elane Alves.

Sindicatos associados à Associação Fnaras tenta silenciar parte do vídeo em que a Dra. Elane Alves reconhece a possibilidade de haver demissões em massa, mesmo após a aprovação da PEC 14. —  Foto: Reprodução.

Após a assessora jurídica da Associação Fnaras, Dra. Elane Alves, comentar admitir que as Demissões em Massa poderão continuar, mesmo após a aprovação da PEC 14 (que poderá vir a ser Emenda Constitucional), sindicatos associados criaram uma Fake News (mensagem falsa), alertando que o vídeo com a fala da advogada não é verdadeiro. Confira o vídeo baixo e acesse o link do original, no canal da Associação e confira com os seus próprios olhos! 



A ostentação do presidente da AASA-Bahia, entidade é apontada como principal responsável pelo julgamento do Piso Nacional pelo STF.

    ACE fundador da lucrativa AASA-BA, ostenta nas redes sociais, revelando o lucrativo negócio da instituição com os Agentes de Saúde.  —  Foto/Reprodução.

Como é de conhecimento de todos os  Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, o Supremo Tribunal Federal (STF) irá decidir se o Piso Nacional é aplicável aos servidores dos estados, municípios e Distrito Federal, ou seja, a corte poderá derrubar o repassado que é feito aos agentes pelo FNS - Fundo Nacional de Saúde para pagamento dos agentes. Na prática, municípios e estados receberão, contudo, repassarão apenas uma parte com bem entender, caso o Supremo se posicione desfavoravelmente aos ACS/ACE.  Matéria completa, leia aqui!



CN - Conexão Notícia e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil 
Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsApp ou Telegram.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.