Header Ads


Secretaria de Saúde faz mapeamento e remapeamento de unidades

 Secretaria de Saúde faz mapeamento de unidades novas.  —  Foto: Reprodução.

Secretaria de Saúde faz mapeamento e remapeamento de unidades
Publicado no Conexão Notícia em 29.maio.2021.  

Agentes de Saúde | O trabalho são feitos por meio das visitas às residências e verificação de quantas pessoas moram em cada uma delas.

Agentes comunitários de saúde (ACS) de toda Cuiabá estão fazendo um levantamento populacional das áreas de abrangência de suas respectivas unidades básicas de saúde, o chamado mapeamento e remapeamento, ferramenta de extrema importância para a definição das áreas de abrangência (adscrição), que coadunam com a efetivação das políticas públicas de saúde. 

O mapeamento e remapeamento são feitos por meio das visitas às residências e verificação de quantas pessoas moram em cada unidade habitacional. Cada agente comunitário de saúde precisa ter, pelo menos, 750 pessoas cadastradas em sua área de abrangência (micro-área), usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que deverão ser acompanhadas pelo ACS e visitadas pelo menos uma vez por ano. Importante esclarecer que uma mesma unidade pode ser composta por mais de uma equipe de saúde da família e cada equipe tem um quantitativo de quatro ou mais agentes comunitário de saúde. 


O secretário-adjunto de Atenção Primária em Saúde, Dr. Xavier, tem percorrido todas as unidades básicas de saúde para orientar os servidores sobre a importância desse trabalho. Ele explica que o trabalho impacta diretamente na qualidade do serviço oferecido à população, pois com base na atualização dos dados, o Ministério da Saúde disponibiliza os recursos que financiam as equipes de saúde da família, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) verifica a necessidade de contratação de mais profissionais, abertura de novas unidades, além de tornar mais próximo o relacionamento entre o usuário do SUS e o agente comunitário de saúde (vínculo), pois é este o responsável por intermediar o acolhimento aos pacientes. Atualmente, Cuiabá conta com 103 equipes de saúde da família.

O SUS precisa conhecer o seu público e as pessoas que utilizam o SUS precisam ter conhecimento de quem se reportar, qual o agente comunitário de saúde e qual unidade básica que atende o bairro onde mora. Isso tudo é muito importante porque a atenção primária é a porta de entrada para todos os serviços oferecidos pelo SUS, desde uma consulta de rotina até a dispensação de um medicamento ou uma cirurgia, por exemplo. E tendo esse contato direto com o agente comunitário de saúde, a qualidade do atendimento é bem maior, explica. 

PREFEITURA DE CUIABÁ

Publicado no CN - Conexão Notícia e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil 


Acompanhe as notícias do JASB no WhatsApp ou Telegram

BRASÍLIA: Audiência Pública debate a situação dos Agentes de Saúde (ACS/ACE), diante falta de acesso aos direitos

 Lideranças dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias apontaram principais problemas que afligem aos agentes.  —  Foto: Reprodução.

Embora o tema da Audiência Pública na Câmara dos Deputados tenha sido "Situação das categorias dos ACS e ACE durante a pandemia," a ênfase maior foi dada à precarização dos agentes.  Leia a matéria completa, aqui.


BRASÍLIA: Jurídico do FNARAS fala da conquista da PEC 14/21 e sobre a nova etapa da luta da categoria 

  Dra. Elane Alves, assessora jurídica do Fnaras fala direto de Brasília.  —  Foto: Reprodução.

A Dra. Elane Alves, assessora jurídica do Fnaras, comentou sobre a grande conquista, obtida com o protocolo da PEC 14/2021, a Proposta que visa acabar com os desvios dos recursos destinados à categoria, também garantia da Aposentadoria Especial exclusiva para os ACS/ACE. Leia a matéria completa, aqui.

Recado direto de Brasília
"Agora é com vocês, é hora de votar e reafirmar a importância dessa proposta para a categoria. Fortaleça a luta divulgue e peça a todos os seus amigos para votarem que: “CONCORDO TOTALMENTE” com a PEC 14/2021."

Segue o link da Câmara de Deputados, destinado à votação:

LEIA TAMBÉM:

Brasília: Situação dos Agentes de Saúde (ACS/ACE) é tema de audiência pública na Câmara dos Deputados

  Por vários anos as demissões em massa dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias ocorreram silenciosamente, sem nenhuma reação nacional.  —  Foto: Reprodução.

Evento promovido pela Comissão de Seguridade Social e Família será transmitido pela internet.
A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados promove uma audiência pública, na próxima sexta-feira (28), para discutir a situação dos Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e dos Agentes de Combates às Endemias (ACEs), em meio à pandemia da Covid-19. Leia a matéria completa, aqui.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.